Mina Loy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mina Loy em 1917

Mina Gertrude Lowy (Londres, 27 de dezembro de 1882 - Aspen, Colorado, 25 de setembro de 1966)1 foi uma poetisa, romancista e artista visual de vanguarda participante do primeiro modernismo de língua inglesa.

Viveu em Munique, Paris, Florença, Nova Iorque, entre outros lugares, e esteve ligada a artistas como Gertrude Stein e Picasso, e a movimentos como o Futurismo, quando vivia em Florença, tendo publicado poemas como "Aforismos sobre o Futurismo” (1914) na revista dos EUA, Camera Work, bem como ao Dadaísmo em Nova Iorque, publicando em revistas editadas pelo artista-poeta Marcel Duchamp e pelo poeta e crítico Walter Conrad Arensberg2 .

Sua obra, por longo tempo esquecida, embora poetas como Ezra Pound a considerassem uma das melhores produzindo poesia nos EUA no tempo em que lá residiu3 , começou a ser redescoberta e reunida a partir, apenas, da década de 1950.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.