Mina de Neves-Corvo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Poço de Santa Bárbara

A Mina de Neves-Corvo é uma exploração subterrânea de sulfuretos polimetálicos maciços situada no concelho de Castro Verde, distrito de Beja (Baixo Alentejo).

Actualmente extrai minérios de cobre e de zinco, produzindo cerca de 60.000 toneladas cobre e 30.000 de zinco por ano.[1]

História[editar | editar código-fonte]

A anomalia gravimétrica de parte do jazigo foi identificada em 1971, durante uma campanha de prospecção geofísica iniciada em 1966 pelo antigo Serviço de Fomento Mineiro no sector português da Faixa Piritosa Ibérica. Em 1977, com a continuação dos trabalhos de prospecção por parte de um consórcio empresarial privado, é descoberta a primeira das massas minerais que constituem o jazigo.

A construção das primeiras infra-estruturas mineiras (rampas de acesso, poço) teve início em 1981, e a exploração das massas oito anos mais tarde, em 1989, pela Sociedade Mineira de Neves-Corvo – SOMINCOR.

Em 2004, a mina foi vendida à EuroZinc, uma empresa canadiana, e ao grupo sueco Lundin Mining, principal accionista.

Transportes[editar | editar código-fonte]

Ramal da Mina de Neves Corvo

O Ramal de Neves-Corvo liga a mina à rede ferroviária portuguesa em bitola ibérica.









Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Geologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre Portugal é um esboço relacionado ao Projeto Portugal. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.