Minissaia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Uma modelo usando minissaia.
Duas moças vendo uma vitrine em Toronto, Canadá em 1937.
Modelo usando minissaia.

A minissaia (AO 1945: mini-saia) é um saia cuja bainha fica bem acima dos joelhos (geralmente 20 cm acima do joelho). A minissaia foi definida como o símbolo da moda "Swinging London" na década de 1960.

Um minivestido, é um vestido com a bainha significativamente acima dos joelhos.

Origem[editar | editar código-fonte]

A mais antiga cultura conhecida em que as mulheres usavam minissaias era a Duan Qun Miao, que literalmente significa "saia curta Miao" em chinês. Isso foi em referência às saias curtas "que mal cobrem as nádegas" usada por mulheres da tribo e que eram "provavelmente chocantes" para os observadores do povo han durante a Idade Média e Idade Moderna.[1]

Depois de I Guerra Mundial, o comprimento das saias diminuiu rapidamente, no mundo ocidental. Até meados dos anos 1920, vestidos usados pelos jovens "flappers" eram muitas vezes acima do joelho, que só foi permitido pelo abandono dos espartilhos das eras vitoriana e eduardiana.

O aspecto de saias, no ocidente, na década de 1960, foi geralmente creditados à estilista Mary Quant[2] , que foi inspirado pelo Mini automóvel, embora o designer francês André Courrèges também é frequentemente citado como um pioneiro (os franceses referem-se à minissaia como la mini-jupe). Alguns também dão crédito a Helen Rose, que fez algumas saias para a atriz Anne Francis em 1956, para o filme Forbidden Planet[carece de fontes?].

Referências

  1. Harrel, Stevan. Encontros Culturais das Etnias Chinesas. Universidade de Washington Imprensa, 1995. Págs 98 & 103. isbn 0295975288
  2. Evolução do Biquini - 1960 Terra


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons