Miranda (linguagem de programação)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Miranda
Surgido em 1985
Criado por David Turner
Estilo de tipagem: estática, fortemente tipada
Compiladores Miranda
Influenciada por KRC, SASL, ML
Influenciou Haskell

Miranda é uma linguagem de programação funcional, não restrita desenvolvida por David Turner, usando alguns conceitos das linguagens de programação anteriores como SASL e KRC, utilizando alguns conceitos de ML e Hope. Comercializada pela Research Software Ltda. da Inglaterra, da qual a palavra "Miranda" é uma marca registrada, ela foi a primeira linguagem puramente funcional, a ser utilizada como ferramenta comercial, e não para fins acadêmicos.

A solução para a maioria dos problemas é mais simples e sucinta em Miranda do que na maior parte das linguagens de programação, exceto a APL, e algumas outras linguagens funcionais, relatam seus usuários, que lhes permite produzir programas mais confiáveis em menos tempo do que com o desenvolvimento da programação imperativa, linguagens que eles tinham anteriormente utilizado.

Foi lançado em 1985, como um rápido interpretador em C para sistema operacional Unix-flavour, com subsequente liberação, em 1987 e 1989. Mais tarde a linguagem de programação Haskell é semelhante a muitos formatos de Miranda.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • THOMPSON, Simon. Miranda: The Craft of Functional Programming. Reading, Massachusetts: Addison-Wesley, 1995. 451 pp. ISBN 0-201-42279-4.
Ícone de esboço Este artigo sobre Informática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.