Mirassol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Mirassol
"Cidade Amiga"
Vista da cidade

Vista da cidade
Bandeira de Mirassol
Brasão de Mirassol
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 8 de setembro
Fundação 8 de setembro de 1910
Gentílico mirassolense
Lema Semeando o Futuro
Prefeito(a) José Ricci Júnior (PDT)
(2013–2016)
Localização
Localização de Mirassol
Localização de Mirassol em São Paulo
Mirassol está localizado em: Brasil
Mirassol
Localização de Mirassol no Brasil
20° 49' 7" S 49° 30' 30" O20° 49' 7" S 49° 30' 30" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião São José do Rio Preto IBGE/2008[1]
Microrregião São José do Rio Preto IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes São José do Rio Preto, Bady Bassitt, Nova Aliança, Jaci, Neves Paulista, Bálsamo, Mirassolândia e Ipiguá
Distância até a capital 453 km[2]
Características geográficas
Área 243,20 km² [3]
População 56 910 hab. Censo IBGE/2013[3]
Densidade 234 hab./km²
Altitude 587 m
Clima Tropical sub-quente úmido ou Tropical de altitude Cwa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,822 muito alto PNUD/2000[4]
PIB R$ 942 080 mil SEADE/2010[5]
PIB per capita R$ 17 529,11 SEADE/2010[5]
Página oficial

Mirassol é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 20º49'07" sul e a uma longitude 49º30'30" oeste, estando a uma altitude de 587 metros.

A cidade tem uma população de 56.910 habitantes (IBGE/2013) e uma área de 243,2 km².[3] Mirassol se localiza no norte do estado, a 453 km da cidade de São Paulo[2] e a 15 km de São José do Rio Preto.[6]

História[editar | editar código-fonte]

Foi fundada em 8 de setembro de 1910 por por Joaquim da Costa Penha e Victor Cândido de Souza. Seu nome então era "São Pedro da Mata Una", devido ao padroeiro escolhido: o santo apóstolo Pedro. Em 27 de novembro de 1919 é elevada a distrito, mudando o nome para a forma atual.

Foi estabelecido oficialmente como município em 23 de dezembro de 1924, desmembrado de Rio Preto. A instalação municipal verificou-se no dia 11 de março de 1925.[7] Em 1933, a cidade contava com os distritos de Mirassol, Barra Dourada, Nipoã, Rui Barbosa, Vila Poloni, Iaci e Bálsamo.

Não se sabe a origem exata da mudança do nome, porém é do conhecimento popular que tal nome está relacionado a grande quantidade, e a beleza dos girassóis encontrados na localidade. Contudo, conforme fontes oficiais, o nome Mirassol se deve ao fato de que o centro da cidade é considerado um dos pontos mais altos da região, podendo-se vislumbrar o nascer e o por-do-sol ao horizonte.

Fundada a cidade, no âmago da floresta, e escolhido o seu padroeiro, deu-se-lhe o primitivo topônimo de "São Pedro da Mata-Una". Durante dois anos, conservou-se a denominação.

A respeito da origem do topônimo Mirassol, a versão mais aceita é a seguinte:

Passava certa feita o fundador a cavalo pelo Largo da Capelinha, onde se cultivavam roças de arroz, quando um dos enxadeiros chamou-lhe a atenção para a existência, no local, de uma touceira de plantas esguias, de cerca de dois metros de altura, e no topo das quais desabrochavam grandes flores redondas, de cor amarelo-ouro. O passante, ao divisar as flores, exclamou: "- É girassol…

O roceiro retrucou: - Não é não, seu capitão. O nome dessa flor é Mirassol…" [7]

Economia[editar | editar código-fonte]

Mirassol foi fundada em 1910. Por volta de 1913, começaram a surgir, ao longo dos espigões, grandes cafezais e culturas de alguns cereais. Inúmeros estrangeiros e habitantes de outros estados afluíram para a região.[8]

A industrialização da cidade se deu a partir de 1917, quando Feliciano Sales Cunha, abre uma picada para um canto da cidade, sentido São José do Rio Preto, e monta uma serraria. Por volta de 1920, a industrialização de Mirassol ganha uma nova força, com a fabricação de carros movidos a gasogênio pelas famílias Tomé, Cica e Vita. No mesmo período instala-se em Mirassol a senhora Farid Dalul, que abriu o bazar Casa Verde, estabelecimento que foi crescendo e passou a ser uma casa de tecidos, depois loja de móveis e, mais tarde, transformou-se na fábrica de móveis Casa Verde.[8]

O Setor terciário é o mais relevante da economia de Mirassol, com 68% do PIB. A Indústria corresponde a 30,1%. A Agropecuária corresponde a 1,8% do PIB.[9]

A cidade tem uma relevante indústria moveleira.[10]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Mirassol possuía em 2010, de acordo com o Censo do IBGE, 53 792 habitantes. De acordo com o mesmo Censo, a cidade conta com 52 433 habitantes na zona urbana e 1 359 na zona rural. Com 243,2 km² de área territorial, Mirassol tem uma densidade demográfica de 221,2 habitantes por km².[3] Na Estimativa de 2011 do IBGE, a cidade conta com 54 211 habitantes.[11]

Vista de Mirassol.

Em 2010, a população mirassolense era composta por 26 402 homens e 27 390 mulheres.[12] No mesmo ano, a população era formada por 40 977 brancos (76,1%), 10 256 pardos (19%), 2 309 negros (4,3%), 219 amarelos (0,4%) e 31 indígenas (0,06%).[13]

O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDH-M) de Mirassol, medido em 2000 pelo PNUD, é de 0,822.[4]

Dados do Censo - 2010[3]

População total: 53.792

  • Urbana: 52.433
  • Homens: 26.402[14]
  • Mulheres: 27.390

Área da unidade territorial: 243,2 km²

Densidade demográfica (hab./km²): 221,2

Taxa de alfabetização: 95,5%[15]

Dados do Censo - 2000

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 8,96

Expectativa de vida (anos): 75,42

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 1,76

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,822

  • IDH-M Renda: 0,743
  • IDH-M Longevidade: 0,840
  • IDH-M Educação: 0,884

(Fonte: IPEADATA)

Geografia[editar | editar código-fonte]

A cidade possui o Parque Natural da Grota, com uma área de 20,34 hectares e um dos últimos fragmentos de mata estacional semidecidual da região noroeste do Estado.[16]

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Climatologia[editar | editar código-fonte]

Nuvola apps kweather.svg Dados climatológicos para Mirassol Weather-rain-thunderstorm.svg
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima média (°C) 30,4 30,4 30,3 29,3 27,6 26,6 27,0 29,6 30,8 30,8 30,5 30,1 29,4
Temperatura mínima média (°C) 19,1 19,3 18,6 16,1 13,5 12,3 11,8 13,3 15,5 17,2 17,7 18,7 16,1
Precipitação (mm) 251,1 212,0 162,2 83,6 51,5 29,0 20,4 19,4 52,9 110,7 146,4 214,0 1 353,2
Fonte: UNICAMP/CEPAGRI[17]

O clima da região é Tropical sub-quente e úmido, com invernos secos e amenos e verões quentes e chuvosos.[18]

A cidade tem uma temperatura média anual de 22.8ºC e uma pluviosidade anual de 1353 mm.[17]

Em geral, de junho a setembro, o clima se apresenta seco, com características mesotérmicas, com temperaturas abaixo de 18°C.

Na Classificação climática de Köppen-Geiger, Mirassol se localiza em uma zona Cwa, o equivalente a Subtropical com inverno seco ou Tropical de altitude.

Cultura[editar | editar código-fonte]

O Museu "Jezualdo D'Oliveira", fundado em 1945 e localizado na Rua Rui Barbosa, centro da cidade, tem como acervo material trazido da Itália pelos pracinhas brasileiros, material da Revolução Constitucionalista de 32, mais de mil documentos, fotos e peças históricas e fósseis.

A Casa da Cultura (antigo Cine São Pedro) foi projetada por Ramos de Azevedo e sedia exposições de arte (fotos, telas), palestras e solenidades cívicas e exibições de filmes.

A Festa de São Pedro, padroeiro de Mirassol, ocorre anualmente no mês de junho, com diversas atrações. A festa iniciou-se em 1912, no dia do padroeiro, com a celebração de uma missa, celebração essa que se repetiu nos anos seguintes, até 1914, quando também se realizou um leilão de prendas. A partir de 1920, adotou-se a forma atual, finalizando, no último dia do mês, com uma queima de fogos de artifício

Em março, é realizada a Festa de São José, na Paróquia Nossa Senhora do Carmo. A Paróquia Santa Rita de Cássia celebra a festa da Padroeira (Santa Rita) durante o mês de maio. Em novembro, tem início a Festa de Santa Luzia, organizada pela Paróquia Santa Luzia.

A cidade possui uma arena para Festa de Peão, construída no fim da década de 1990.[19]

Transportes[editar | editar código-fonte]

Vista da rodovia Washington Luís, trecho entre São José do Rio Preto e Mirassol.

Em 1918, a estação férrea mais próxima era a de São José do Rio Preto. Mas Mirassol, com suas lavouras e indústrias em crescimento, precisava de um outro meio de transporte mais rápido e mais adequado para São José do Rio Preto e para a saída ao restante do estado, que não fosse o "carro de boi".

Feliciano Sales Cunha foi o responsável por abrir a estrada de ligação a São José do Rio Preto. A rodovia que hoje se estende de Mirassol até o Mato Grosso do Sul recebeu o nome de Feliciano Sales Cunha.

A cidade é servida por via férrea, a Estrada de Ferro Araraquara, desde 1933 (atualmente, somente transporte de carga).[8]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

  • SP-310 - Rodovia Washington Luís/Feliciano Sales Cunha
  • SP-320 - Rodovia Euclides da Cunha

A Rodovia Washington Luiz (SP-310) muda o nome para "Feliciano Sales Cunha" após Mirassol.

A "Feliciano Sales Cunha" tem o mesmo código que a "Washington Luís" e passa por Monte Aprazível, Nhandeara, Auriflama até Pereira Barreto e Ilha Solteira, na divisa com o Estado de Mato Grosso do Sul.

A "Euclides da Cunha" passa por Bálsamo, Tanabi, Fernandópolis, Votuporanga, Jales até Santa Fé do Sul.

Além das rodovias estaduais, a BR-153 (Transbrasiliana) passa à margem do distrito de Ruilândia, a 13 km da sede do município.

Administração[editar | editar código-fonte]

  • Prefeito: José Ricci Júnior (2013 - 2016)
  • Vice-Prefeito: João Luis Montini Filho (2013 - 2016)
  • Presidente da câmara de vereadores: Walmir Chaveiro (2013 - 2014)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. a b Distância entre Mirassol e o centro da cidade de São Paulo Google Maps. Página visitada em 20 de junho de 2012.
  3. a b c d e Censo Populacional 2010 - IBGE (PDF) IBGE.gov.br. Página visitada em 16 de julho de 2011.
  4. a b Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2005-2009 (PDF) Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 14 de dezembro de 2011.
  6. Distância entre Mirassol e o centro de São José do Rio Preto Google Maps. Página visitada em 20 de junho de 2012.
  7. a b História da Cidade no site da Prefeitura de Mirassol Mirassol.sp.gov.br. Página visitada em 17 de Julho de 2011.
  8. a b c MENEGILDO, Fabricio de Souza (2006). Produção do Espaço Urbano, Processo de Aglomerações Urbanas e Eixos de Desenvolvimento: uma caracterização dos municípios de São José do Rio Preto, Mirassol e Bady Bassitt UNESP-FTC. Página visitada em 19 de junho de 2012.
  9. Perfil Municipal da SEADE SEADE.gov.br. Página visitada em 16 de Julho de 2011.
  10. Região de Mirassol se destaca na produção de móveis Brazilfurniture.com.br. Página visitada em 16 de Julho de 2011.
  11. Estimativa Populacional 2011 Estimativa Populacional 2011 - IBGE. IBGE.gov.br. Página visitada em 20 de junho de 2012.
  12. SIDRA/IBGE - Tabela 1378: População residente IBGE.gov.br. Página visitada em 20 de junho de 2012.
  13. SIDRA/IBGE - Tabela 3175: População residente, por cor ou raça IBGE.gov.br. Página visitada em 11 de junho de 2012.
  14. SIDRA IBGE - Tabela 608 - População residente, por situação do domicílio e sexo IBGE. Página visitada em 25 de agosto de 2011.
  15. Taxa de Alfabetização 2010 (zip) Censo 2010 IBGE: Indicadores Sociais Municipais. IBGE.gov.br. Página visitada em 23 de janeiro de 2012.
  16. Parque Natural Municipal da Grota de Mirassol Prefeitura Municipal de Mirassol. Página visitada em 20 de junho de 2012.
  17. a b Clima dos Municípios Paulistas: Mirassol CEPAGRI. Página visitada em 19 de junho de 2012.
  18. IBGE. Mapa de Climas do Brasil - IBGE (PDF) Geoftp.ibge.gov.br. Página visitada em 16 de julho de 2011.
  19. A cidade de Mirassol Prefeitura Municipal de Mirassol. Página visitada em 20 de junho de 2012.