Miriam Belchior

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Miriam Belchior
Miriam Belchior
Ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão do  Brasil
Mandato 1 de janeiro de 2011
até atualidade
Presidente Dilma Rousseff
Antecessor(a) Paulo Bernardo
Vida
Nascimento 5 de fevereiro de 1958 (56 anos)
Santo André, SP
Nacionalidade  Brasileira
Dados pessoais
Alma mater Universidade Estadual de Campinas
Profissão Professora e servidora pública
linkWP:PPO#Brasil
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Miriam Belchior

Miriam Aparecida Belchior[1] (Santo André, 5 de fevereiro de 1958[2] ) é uma servidora pública brasileira, ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Engenheira de alimentos formada pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), com mestrado em Administração Pública e Governamental da Escola de Administração de Empresas de São Paulo (EAESP) da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Foi professora, até 2008, da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA/USP) e tem assento no conselho de administração da Eletrobras.[3] Foi casada com o ex-prefeito de Santo André, Celso Daniel, assassinado em 2002.[4]

Secretária de Administração e Modernização Administrativa da Prefeitura de Santo André de 1997 a 2000. Coordenou o Programa de Modernização Administrativa, selecionado como uma das 100 melhores práticas públicas do mundo pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2000.[carece de fontes?]

Secretária de Inclusão Social e Habitação da Prefeitura de Santo André, de 2001 a 2002. Coordenou o Programa Santo André Mais Igual, selecionado como uma das 10 melhores práticas públicas do mundo pela ONU, em 2002.[carece de fontes?]

Integrou a Equipe de Transição do Governo Lula em 2002.

Entrou para o governo de Luis Inácio Lula da Silva, como assessora especial do Presidente da República, exercendo o cargo de janeiro de 2003 a junho de 2004. Foi subchefe de Articulação e Monitoramento da Casa Civil da Presidência da República a partir junho de 2004, responsável por articular a ação de governo e monitorar os projetos estratégicos. Em 2007, ocupou a secretaria executiva do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). A partir de abril de 2010, com a saída da então ministra Dilma Rousseff do governo, tornou-se Coordenadora Geral do PAC.

Em 2010, chegou a ser cotada para o cargo de ministra-chefe da Casa Civil após a renúncia de Erenice Guerra que envolvida por denúncias, quando acabou sendo afastada.[5]

Em 24 de novembro, foi confirmada para o cargo de ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, sucessora de Paulo Bernardo.[6]

Em 2011, determina que o Governo federal não poderá convocar candidatos aprovados no número de vagas descrito no edital dos concursos.[7] Entretanto, para o ministério que comanda as convocações de candidatos não sofreram qualquer restrição.[8]

Referências

  1. Diário Oficial da União - Nº 223 (PDF) (em português) Imprensa Nacional (23 de novembro de 2010). Visitado em 4 de dezembro de 2010.
  2. Ata da 157.ª Assembléia Geral Extraordinária de acionistas da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (em português) (21 de junho de 2010). Visitado em 4 de dezembro de 2010.
  3. Sadi, Andréia; Fariello, Danilo (16 de setembro de 2010). Miriam Belchior já foi a preferida de Lula para substituir Dilma (em português) Último Segundo. Visitado em 4 de dezembro de 2010.
  4. http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/miriam-belchior-promete-eficiencia-e-lembra-celso-daniel
  5. Iglesias, Simone; Cruz, Valdo (16 de setembro de 2010). Novo caso de lobby tira Erenice Guerra da Casa Civil; Miriam Belchior deve assumir vaga (em português) Folha de S. Paulo. Visitado em 4 de dezembro de 2010.
  6. Passarinho, Nathalia (24 de novembro de 2010). Paulo Bernardo confirma Miriam Belchior no Planejamento (em português) G1. Visitado em 4 de dezembro de 2010.
  7. Marttelo, Alexandre (28 de março de 2011). Governo suspende autorização para concursos e provimento de cargos (em português) G1. Visitado em 17 de agosto de 2011.
  8. Governo autoriza o ingresso de mais 92 gestores (em português) MPOG (16 de agosto de 2011). Visitado em 17 de agosto de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Miriam Belchior


Precedido por
Paulo Bernardo
Ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão do Brasil
2011atualidade
Sucedido por