Mirocem

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Amir Husain Al-Kurdi, denominado o Mirocem ou Mir-Hocem1 pelos portugueses foi governador da cidade de Jidá2 no Mar Vermelho, então parte do Sultanato Mameluco e destacou-se como almirante da frota mameluca egípcia, muito combatido e temido pelo Império Português no oceano Índico durante o século XVI3 . Pouco depois da chegada dos portugueses ao Índico, Mirocem foi enviado pelo sultão mameluco Al-Ashraf Qansuh al-Ghawri para defender os seus interesses incluindo a defesa das frotas de peregrinos muçulmanos a Meca, que fazia parte do sultanato4

Participou com Meliqueaz como líder da frota mameluca que na batalha de Chaul enfrentou e derrotou a frota de Lourenço de Almeida, filho do então vice-rei da Índia. Na sequência desta batalha foi ferozmente combatido pelo vice-rei D.Francisco de Almeida, que em 1509 investiu contra o Mirocem na Batalha de Diu procurando assim vingar a morte do seu filho.

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. The book of Duarte Barbosa By Duarte Barbosa, Fernão de Magalhães, Mansel Longworth Dames
  2. Kuzhippalli Skaria Mathew, Portuguese trade with India in the sixteenth century, p.39, Manohar, 1983
  3. Fernão Lopes de Castanheda, "História do Descobrimento e Conquista da India pelos Portugueses"p.12
  4. o último dos sultões mamelucos, da dinastia Burgi. Reinou de 1501 a 1516, até que em 1517 o sultanato mameluco, onde pontuavam as cidades de Jeddah (Jidá) e Meca, foi tomado pelos Otomanos

Bibliografia[editar | editar código-fonte]