Miss Internacional

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Miss Beleza Internacional
Fundação 1960 (54 anos)
Tipo Concurso de Beleza
Sede Tóquio, Japão
Proprietário Governo do Japão
Sítio oficial www.miss-international.org

O Miss Beleza Internacional (no original Miss International Beauty Pageant) é um concurso de beleza feminino realizado anualmente desde 1960. Todos os anos o certame reúne mais de setenta candidatas que buscam a terceira coroa mais almejada dos concursos de beleza atuais. O evento é um dos integrantes dos quatro concursos de beleza mundiais. Tem como patrocínio e um dos organizadores, o Governo do Japão, através do seu ministério da cultura.

História[editar | editar código-fonte]

O concurso internacional foi criado em 1960 em Long Beach, na Califórnia, após a partida do Miss Universo para Miami Beach. Sendo realizado na cidade até 1967, o concurso se mudou para o Japão entre os anos de 1968 a 1970 e era realizado em Tóquio durante uma das maiores feiras de variedades do local, a Expo '70. Em 1971 e 1972 o concurso foi novamente realizado em Long Beach, mas com exceção desses dois anos a competição moveu-se definitivamente para o Japão.

As candidatas que participam da competição tendem a ser "Embaixadoras da Beleza e da Paz", demonstrando várias qualidades naturais, nas quais se destacam: ternura, benevolência, amizade, beleza, inteligência, habilidade para tomar decisões e uma das mais importantes, uma grande sensibilidade para lidar com diversidades culturais. O objetivo do concurso é promover a paz mundial, boa vontade e a compreensão entre os povos.

Em 2013, pela primeira vez na história do certame a Miss Beleza Internacional em ascensão, a japonesa Ykumi Yoshimatsu não coroou sua sucessora, dando a oportunidade para a espanhola Alejandra Andreu, vencedora da edição em 2008, coroar a nova embaixadora da beleza. Essa também a primeira vez que uma vencedora coroa duas vitoriosas do mesmo certame.

Desempenho Brasileiro[editar | editar código-fonte]

Para ver mais detalhes da indicação brasileira ao concurso, vá até Miss Brasil Internacional.

O Brasil teve desempenho mediano nos anos 2000 (apenas três semifinalistas entre 2000 e 2009). Além disso, não vence o concurso há 45 anos quando, em 1968 a primeira brasileira e primeira lusófona ganhou o concurso realizado na cidade de Tóquio, no Japão. Maria da Glória Carvalho representou a Guanabara no Miss Brasil daquele ano e ficou em segundo lugar se auto elegendo a representante nacional no concurso. O conhecimento na língua japonesa a favoreceu na conquista do título de Miss Internacional 1968. Desde 2011 o país está invicto em classificações no certame.

Vencedoras[editar | editar código-fonte]

Para ver todas as vencedoras do Miss Internacional: Lista de Vencedoras do Miss Internacional.

  • Abaixo estão apenas as 10 últimas vencedoras do concurso: [1]
Ano Vencedora País Local do Evento
2005 Precious L. Quigaman Filipinas Filipinas Japão Tóquio 52
2006 Daniela di Giácomo Venezuela Venezuela República Popular da China Hebei 53
2007 Priscila Perales México México Japão Tóquio 61
2008 Alejandra Andreu Espanha Espanha Flag of Macau.svg Macau 63
2009 Ana Gabriela Espinoza México México República Popular da China Chengdu 65
2010 Ana Elizabeth Mosquera Venezuela Venezuela República Popular da China Chengdu 70
2011 Maria Fernanda Cornejo Equador Equador República Popular da China Chengdu 67
2012 Ikumi Yoshimatsu Japão Japão Japão Okinawa 69
2013 Bea Rose Santiago Filipinas Filipinas Japão Tóquio 67
2014 Valerie Hernández Porto Rico Porto Rico Japão Tóquio 73

Galeria[editar | editar código-fonte]

Edições[editar | editar código-fonte]

Conquistas por País[editar | editar código-fonte]

Todos os países que conquistaram a coroa e seus respectivos títulos: [2]

País Títulos Vitórias
Venezuela Venezuela 6 1985, 1997, 2000, 2003, 2006, 2010
Filipinas Filipinas 5 1964, 1970, 1979, 2005, 2013
Espanha Espanha 3 1977, 1990, 2008
Colômbia Colômbia 3 1960, 1999, 2004
Polónia Polônia 3 1991, 1993, 2001
Austrália Austrália 3 1962, 1981, 1992
Reino Unido Reino Unido 3 1969, 1972, 1986
Estados Unidos Estados Unidos 3 1974, 1978, 1982
Porto Rico Porto Rico 2 1987, 2014
México México 2 2007, 2009
Noruega Noruega 2 1988, 1995
Alemanha Alemanha 2 1965, 1989
Costa Rica Costa Rica 2 1980, 1983
Japão Japão 1 2012
Equador Equador 1 2011
Líbano Líbano 1 2002
Panamá Panamá 1 1998
Portugal Portugal 1 1996
Grécia Grécia 1 1994
Guatemala Guatemala 1 1984
França França 1 1976
Jugoslávia Iugoslávia 1 1975
Finlândia Finlândia 1 1973
Nova Zelândia Nova Zelândia 1 1971
Brasil Brasil 1 1968
Argentina Argentina 1 1967
Islândia Islândia 1 1963
Países Baixos Holanda 1 1961

Dados[editar | editar código-fonte]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

  • Colômbia Colômbia foi o primeiro país sul-americano a conquistar a coroa em 1960 e o primeiro país não nordico a ganhar um concurso Big Four em seu ano de estréia.
    • 2004: Jeymmy Vargas é a primeira e única negra a vencer a competição.
  • Países Baixos Holanda foi o primeiro país europeu a conquistar o título em 1961.
  • Venezuela Venezuela ganhou quatro títulos do concurso em um hiato de três anos (1997, 2000, 2003, 2006).
  • Estados Unidos Estados Unidos ganhou três títulos com um hiato de quatro em quatro anos (1974, 1978, 1982).
  • Filipinas Filipinas é mais bem sucedido país asiático no concurso, tendo ganho 5 coroas.
    • Também foi o primeiro país a conquistar a coroa duas vezes, ainda nos anos 70.
    • A vitoriosa de 1964, Gemma Cruz, foi a primeira asiática a vencer a competição.
    • Já a filipina de 1979, Melanie Marquez, foi a vencedora mais jovem do certame, com 15 anos.
  • Tunísia Tunísia é o único país africano que chegou mais perto do título, em 1996 ficou em 2º. Lugar.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • O Miss Beleza Internacional é o único concurso entre os 4 grandes que nunca teve uma miss destronada.
  • Ainda é o concurso, entre os 4 grandes, sem uma vitoriosa africana, ganhando a notoriedade de concurso racista.
  • Com exceção de Agnieszka Kotlarska (vitoriosa em 1991 morta por um assaltante) todas as misses ainda estão vivas.
  • A Miss com o maior tempo de reinado:
    • 1965: Alemanha Ingrid Finger reinou por 624 dias (mais do que 20 mêses). Devido o cancelamento da edição de 1966.
  • A Miss com o menor tempo de reinado:
    • 1975: Jugoslávia Lidija Manić reinou por 242 dias (menos que 8 mêses).

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]