Miss Universo 1990

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Miss Universo 1990
Data: 15 de abril de 1990
Apresentadores: Dick Clark, Margaret Gardiner
Local: Teatro Shubert, Los Angeles
Emissora: CBS
Candidatas: 71
Semifinalistas: 10
Estreantes no concurso: União Soviética
Não participaram do concurso: Bélgica, Brasil, Curaçao, Haiti, Luxemburgo, Nova Zelândia, Ilhas Virgens Britânicas.
Voltaram a participar do concurso: Tchecoslováquia
Vencedora: Mona Grudt
Representou: Noruega Noruega

Miss Universo 1990 foi a 39ª edição do concurso, realizada no Shubert Theatre, em Los Angeles, EUA, em 13 de abril de 1990. Mona Grudt, da Noruega, foi coroada como Miss Universo, vencendo candidatas de outros 70 países.

Esta edição marcou o 30º ano da transmissão do concurso pela televisão, a vitória da última européia oficialmente reconhecida como Miss Universo[i] e a única em que o Brasil não participou desde a sua estréia em 1954.

Evento[editar | editar código-fonte]

Um dos mais fracos concursos em qualidade de candidatas, a edição de 1990 foi marcada por uma tentativa da organização de sair de uma crise provocada por controvérsias, falta de interesse da mídia e principalmente perda de patrocinadores. Algumas inovações foram criadas pelos organizadores, mas nem a primeira participação da URSS nem a primeira Miss EUA negra foram suficientes para provocar interesse, naquela edição que segundo especialistas é considerada a pior da história. Até mesmo Brasil e Bélgica,tradicionais competidores, pela primeira vez não mandaram uma representante ao concurso.[1]

As favoritas após as preliminares eram Venezuela, EUA, República Dominicana, Colômbia, Turquia e, por razões políticas, a União Soviética. Como não houve patrocínio público da cidade de Los Angeles para o concurso,foram pouquíssimas as atividades públicas das candidatas e a maior parte do tempo foi dedicada apenas aos ensaios.

Pela primeira vez os votos dos jurados foram mostrados para a audiência televisiva, dando mais transparência ao concurso e também pela primeira vez, após a escolha do usual Top 10, se formou um Top 6 e esse seria reduzido para um Top 3,de onde seria feita a escolha final, formato que se manteria até 1999. Esta também foi a última vez em que as nações britânicas competiram separadamente. A partir de 1991, haveria apenas uma candidata do Reino Unido ou Grã-Bretanha.[1]

A grande surpresa após as preliminares foi uma improvável liderança da Miss Noruega, Mona Grundt, classificada em primeiro lugar em todos os segmentos e a única europeia a chegar ao Top 6, seguida pela favoritíssima venezuelana e pela Miss México Marilé Del Rosário. Na semifinal, a beleza natural, elegância e inteligência de Grundt continuaram a impressionar o júri, que a colocou com as notas mais altas nas três etapas, seguida pela colombiana Lizeth Mahecha e pela classuda Miss Chile, que era considerada pela mídia arrogante. Junto com elas, as Miss EUA, Rosário del Pilar Rico Toro que é a única Miss Bolívia a se classificar até hoje e México formaram o Top 6, deixando de fora para surpresa geral a Miss Venezuela.

Após as perguntas finais, Noruega, EUA e Colômbia formaram o Top 3 e Mona, sem cirurgias plásticas e usando um simples vestido de apenas US$40, que destoava das demais finalistas, foi eleita a primeira Miss Universo de seu país e segunda europeia consecutiva a conquistar a coroa.[1] Até os dias atuais ela é a última Miss Universo europeia.[2]

Resultados[editar | editar código-fonte]

Colocação Candidata País
Miss Universo 1990 Mona Grudt  Noruega
2º lugar Carole Gist  Estados Unidos
3º lugar Lizeth Arévalo  Colômbia
Semifinalistas (Top 6): Rosario Pilar
Urania Haltenhoff
María de los Angeles
 Bolívia
 Chile
 México
Semifinalistas (Top 10): Suzanne Sabloak
Jana Hronkova
Julide Ates
Andreína Blohm
 Índia
 Tchecoslováquia
 Turquia
 Venezuela
Premiações especiais
Miss Simpatia Christiane Stocker  Alemanha
Miss Fotogenia Pasaraporn Chaimongkol  Tailândia
Melhor Traje Típico Lizeth Mahecha  Colômbia

Jurados[editar | editar código-fonte]

Doze personalidades internacionais compuseram o painel de jurados:[3]

  1. Jayne Meadows - atriz e comediante
  2. Haing S. Ngor - jornalista e ator cambojano
  3. Chayanne - cantor portoriquenho
  4. Howard Keel - ator e produtor musical
  5. Steve Allen - humorista e apresentador de televisão norte-americano
  6. Martin Ransohoff - produtor de Hollywood
  7. Susan Forward - psicóloga e jornalista
  8. Leonora Langley - editora da revista Elle
  9. Brooks Firestone - produtora de vinhos
  10. James De Nicholas - cantor e tecladista
  11. Deborah Nadoolman - estilista de moda
  12. Princesa Maria de Bourbon - aristocrata espanhola

Candidatas[editar | editar código-fonte]

Em negrito, a candidata eleita Miss Universo 1990. Em itálico, as semifinalistas.[4]

Fato[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Miss Universe 1990 - Mona Grudt globalbeauties.com. Visitado em 07/06/2012.
  2. Past Titleholders Miss Universe Organization. Visitado em 07/06/2012.
  3. Miss Universe 1990 Judges & Guest stars bellezavenezolana.net. Visitado em 07/06/2012.
  4. 1990 pageantopolis.com. Visitado em 07/06/2012.
  5. Hall of Fame Miss Universe GB. Visitado em 08/02/2015.

Nota[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]