Mission: Impossible – Ghost Protocol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mission: Impossible – Ghost Protocol
Missão Impossível: Operação Fantasma (PT)
Missão: Impossível – Protocolo Fantasma (BR)
Pôster promocional
 Estados Unidos
2011 • cor • 132 min 
Direção Brad Bird
Produção J. J. Abrams
Bryan Burk
Tom Cruise
Roteiro Josh Appelbaum
André Nemec
Baseado em Mission: Impossible, de Bruce Geller
Elenco Tom Cruise
Jeremy Renner
Simon Pegg
Paula Patton
Michael Nyqvist
Anil Kapoor
Gênero Ação
Aventura
Idioma Inglês
Música Michael Giacchino
Edição Paul Hirsch
Estúdio Paramount Pictures
Skydance Productions
Bad Robot Productions
TC Productions
Distribuição Paramount Pictures
Lançamento [1]
Estados Unidos 21 de dezembro de 2011
Brasil 23 de dezembro de 2011
Orçamento US$ 145 milhões[2]
Receita US$ 694.713.380[2]
Cronologia
Último
Último
Mission: Impossible III
Próximo
Próximo
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Mission: Impossible – Ghost Protocol (no Brasil, Missão: Impossível – Protocolo Fantasma; em Portugal, Missão Impossível: Operação Fantasma) é um filme norte-americano de 2011 e o quarto filme da série Mission: Impossible. O filme é dirigido por Brad Bird, escrito por Josh Appelbaum e André Nemec, e estrelado por Tom Cruise, que reprisa seu papel de agente Ethan Hunt.

O filme foi bem recebido pelos críticos especializados e arrecadou quase 700 milhões de dólares em bilheterias.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Quando um ataque terrorista destrói o Kremlin, o governo dos Estados Unidos inicia secretamente o "Protocolo Fantasma", que acaba com toda a força-tarefa Missão Impossível. Ethan Hunt e sua equipe são considerados culpados pelo ataque, mas na verdade trata-se de uma operação para que eles possam operar fora das restrições de sua agência. No entanto, Hunt é alertado que, caso algum integrante de sua equipe seja capturado durante a missão, eles serão expostos como terroristas tentando incitar uma guerra nuclear global. Ethan então é forçado a trabalhar com um ex-agente da MI, Brandt, que sabe mais sobre seu passado do que ele próprio.[3]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

O filme foi originalmente anunciado com o título provisório de Mission: Impossible 4, e o codenome "Aries" foi usado durante a pré-produção.[4] Em agosto de 2010, considerações para o título não incluiam Mission: Impossible IV, que acreditou-se ser porque o estúdio não queria especificar o termo "Mission: Impossible" nesse filme da franquia, que a Variety comparou com o segundo filme da trilogia Batman de Christopher Nolan, intitulado simplesmente The Dark Knight.[5]

As filmagens começaram em 30 de setembro de 2010. Locações incluiam Dubai, Praga, Moscou, Bangalore e Vancouver.[6] [7] Tom Cruise realizou suas cenas de ação do lado de fora do Burj Khalifa sem a ajuda de dublês.[8] O filme foi parcialmente filmado com câmeras IMAX, que são aproximadamente 30 minutos da duração total do filme.[9] [10] Brad Bird insistiu para que o filme fosse filmado em IMAX e não em 3D, já que ele achava que o primeiro formato oferecia uma maior imersão devido a sua qualidade de imagem maior, que é projetado em uma tela maior, sem a necessidade de óculos especiais.[11]

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

O filme foi geralmente bem recebido pelos críticos especializados. O Rotten Tomatoes calculou uma média de 93% de aprovação, baseado em 192 resenhas recolhidas, das quais 179 foram consideradas positivas e 13, negativas. Segundo o site, o consenso seria que o filmes é "elegante", possui um "ritmo acelerado" e foi considerado "um entretenimento de grande orçamento que realmente deu certo".[12] Por comparação, o Metacritic deu ao filme uma média de 73/100, com base em 38 resenhas.[13]

Roger Ebert, do Chicago Sun-Times, deu ao filme três estrelas e meia em um máximo de quatro, dizendo que ele é "um thriller excelente com sequências de ação que funcionam como um tipo de poesia do gênero".[14] Philippa Hawker, do The Sydney Morning Herald, o avaliou com três estrelas em um máximo de cinco, e afirmou que ele é "ridiculamente improvável, mas também bastante divertido".[15] Segundo Owen Gleiberman, do Entertainment Weekly, o filme "é cheio de cenas que são estimulantes e maravilhosas ao mesmo tempo; elas são mostradas de um jeito tão seguro e casual que se tornam engraçadas, também. [...] Ghost Protocol é movimentado e explosivo, mas também um thriller extremamente inteligente".[16]

Referências

  1. Missão Impossível: Operação Fantasma (Digital). Zon Lusomundo. Página visitada em 16-12-2011.
  2. a b Mission Impossible - Ghost Protocol. Box Office Mojo. Página visitada em 7 de fevereiro de 2012.
  3. Borgo, Érico (27 de outubro de 2011). Missão: Impossível 4 - Protocolo Fantasma: Assista ao novo trailer. Omelete. Página visitada em 8 de desembro de 2011.
  4. Everything We Know About the Movie Not Called 'Mission: Impossible IV'. Moviefone (17 de setembro de 2010). Página visitada em 8 de dezembro de 2011.
  5. McClintock, Pamela (26 de agosto de 2010). Inside Par's 'Mission' revamp. Variety. Página visitada em 8 de dezembro de 2011.
  6. Fischer, Russ (28 de setembro de 2010). Josh Holloway Joins Fourth ‘Mission: Impossible’. /Film. Página visitada em 8 de dezembro de 2011.
  7. Habboush, Mahmoud (28 de outubro de 2010). "Mission Impossible 4" called "Ghost Protocol": Cruise. Reuters. Página visitada em 8 de dezembro de 2011.
  8. Sitting on top of the world! Is that Tom Cruise performing a death-defying stunt on the planet's highest skyscraper?. Daily Mail (25 de novembro de 2010). Página visitada em 8 de dezembro de 2011.
  9. Paramount Pictures and IMAX Pact for Four Films in 2011. Giant Screen Cinema Association (10 de janeiro de 2011). Página visitada em 8 de dezembro de 2011.
  10. Finke, Nikki (5 de outubro de 2011). ‘Mission Impossible’ To Open Early On IMAX. Deadline.
  11. Boucher, Geoff (28 de setembro de 2011). Brad Bird: ‘Mission: Impossible’ opening early at IMAX. Los Angeles Times. Página visitada em 8 de dezembro de 2011.
  12. Mission: Impossible Ghost Protocol (2011). Rotten Tomatoes. Página visitada em 7 de fevereiro de 2012.
  13. Mission: Impossible - Ghost Protocol. Metacritic. Página visitada em 7 de fevereiro de 2012.
  14. Ebert, Roger (14 de dezembro de 2011). Mission: Impossible - Ghost Protocol. Chicago Sun-Times. Página visitada em 15 de dezembro de 2011.
  15. Hawker, Philippa. "Mission: Impossible - Ghost Protocol", 15 de dezembro de 2011. Página visitada em 15 de dezembro de 2011.
  16. Gleiberman, Owen (16 de dezembro de 2011). Movie Review: Mission: Impossible -- Ghost Protocol (2011). Entertainment Weekly. Cópia arquivada em 17 de dezembro de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]