Mister Ed

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O elenco principal de Mister Ed

Mister Ed é uma série cômica da TV estadunidense, produzida pela Filmways[1] que foi ao ar pela primeira vez pela Syndication, de 5 de janeiro até 2 de julho de 1961 e depois pela CBS, de 1 de outubro de 1961 até 6 de fevereiro de 1966. Foram 144 episódios. Mister Ed foi a primeira série a ser lançada no meio da temporada americana de séries. Anos depois Batman repetiria o feito.

A estrela do programa era Mister Ed, um inteligente cavalo palomino que podia falar. Seu dono era o arquiteto nervoso Wilbur Post (interpretado por Alan Young). Muito do humor do programa devia-se ao fato de que Mister Ed podia falar apenas com Wilbur, o que fazia com que as pessoas frequentemente tomassem o homem por louco. Além disso, Ed tinha um gosto peculiar para arrumar encrencas. O produtor do programa era Arthur Lubin, amigo de Mae West, que apareceu como astro convidado em um episódio.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Influências[editar | editar código-fonte]

O programa derivou-se de um conto chamado Ed Takes the Pledge de Walter R. Brooks, da série infantil de Freddy the Pig. As histórias se baseavam em animas que conversavam e interagiam com os humanos.

O conceito do programa era similar ao filme Francis the Talking Mule. Embora o filme tivesse sido lançado antes que a versão para a televisão, o livro de Brooks foi publicado antes de Francis the Talking Mule.

Mister Ed[editar | editar código-fonte]

O cavalo que interpretou Mister Ed no episódio piloto era outro que o do restante da série. A razão da mudança é desconhecida.

Mister Ed (1949-1970) tinha a voz do ex-caubói astro de filmes B Allan "Rocky" Lane[2] quando falava e de Sheldon Allman (quando cantava, exceto sua fala na música tema, que foi feita pelo próprio compositor, Jay Livingston).

Lane permaneceu anônimo como a voz de Mister Ed, e os produtores do programa referiam-se a ele como "um ator que prefere permanecer anônimo". Quando o programa se tornou um sucesso, Lane pediu o crédito mas não foi atendido. Os créditos pela fala de Mister Ed apareciam como "Ele mesmo"; contudo, o nome verdadeiro do cavalo era Bamboo Harvester.

Mister Ed passou a sofrer de uma variedade de problemas de saúde desde 1968 e em 1970 ele foi sacrificado sem publicidade e enterrado na Fazenda Snodgrass em Oklahoma.[3]

Outros personagens[editar | editar código-fonte]

Wilbur tinha uma esposa tolerante chamada Carol e os vizinhos: Addisons (até 1963, ano em que Larry Keating morreu) e os Kirkwoods. Na última temporada, o programa ficou centrado na vida doméstica dos Posts, com a mudança do pai de Carol no começo da temporada. Connie Hines se aposentaria poucos anos depois do fim da série, mas ela e Alan Young continuaram a fazer aparições públicas juntos [4] .

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • A canção tema era de Jay Livingston e Ray Evans e cantada no programa por Livingston.
  • O patrocínio da série, de 1961 a 1963, foi da fábrica de automóveis Studebaker-Packard Corporation, atualmente desativada. Muitos carros Studebaker apareceram no programa nesse período. Os Posts eram donos de um Lark 1962 conversível e nos cartazes de propaganda da companhia eles e Mister Ed eram mostrados com os produtos. Os Addisons tinham um Studebaker Avanti de 1962. A Ford Motor Company forneceu os veículos para a série em 1965. No primeiro episódio da série, os Posts dirigiam um Studebaker Lark de 1961.
  • Mister Ed movia a boca quando simulava falar. Foi contada a versão de que os produtores colocaram uma pasta de amendoim em sua boca para que o cavalo a movimentasse sem parar. Alan Young teria admitido em 2004 que essa história foi inventada por ele.[5] Ele depois teria dito que o que havia era um pedaço de Nylon na boca do cavalo, que então tentava removê-la. Supõe-se haver também efeitos através de cabos finos que faziam a cabeça do cavalo se mover. No primeiro filme do Dr. Dolittle com Eddie Murphy, alguns homens estão a assistir Mr. Ed e conversam sobre o mito da pasta de amendoim.
  • Outros filmes com cavalos falantes são Hot to Trot (1988) e Ready to Run (2002). O nome dos cavalos eram Don e Thunder Jam (TJ) respectivamente.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. The New York Times Encyclopedia of Television de Les Brown (Times Books, a division of Quadrangle/The New York Times Book Company, Inc., 1977), ISBN 0-8129-0721-3, p. 277
  2. Tardin, Paulo. Os Grandes Cowboys do Cinema: Alan “Rocky” Lane. [S.l.]: Rio de Janeiro: EBAL. 14-18 p.
  3. [http://www.findagrave.com/cgi-bin/fg.cgi?page=gr&GRid=1551 Find a Grave
  4. http://www.mister-ed.tv/Photo%20Gallery.htm
  5. Interview with Alan Young

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Mister Ed