Mitragyna speciosa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações.
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Como ler uma caixa taxonómicaMytragina speciosa
Kratom

Kratom
Classificação científica
Como ler uma caixa taxonómicakratom em pó
kratom em pó

kratom em pó
Classificação científica
Como ler uma caixa taxonómicaFolhas desidratadas do kratom
Folhas de kratom

Folhas de kratom
Classificação científica
Como ler uma caixa taxonómicakratom
Árvore de kratom

Árvore de kratom
Classificação científica

Mitragyna speciosa ou Kratom - (Thai: กระท่อม), é uma planta da família Rubiaceae cujas folhas possuem propriedades medicinais e são utilizadas na Malásia e na Tailândia com propriedades relaxantes e psicoativas. As folhas são extraídas de uma árvore nativa do sudeste da Ásia, e pertence a mesma família do café (Rubiaceae).

O kratom pode ser encontrado nas seguintes formas:

  • Resina
  • Folhas desidratadas
  • Extratos líquidos
  • Extratos fortificados em pó
  • Folhas desidratadas em pó

Uso tradicional[editar | editar código-fonte]

As folhas da Kratom tem sido usada desde tempos mais remotos por povos da Ásia. Outros nomes dessa planta são kakuam, ithang, thom ou krathom (Tailândia), biak-biak ou ketum (Malásia), e mambog (Filipinas).

O Kratom nessa região é utilizado na medicina popular como estimulante, sedativo, analgésico, no tratamento de diarréia, mais raramente para aumentar a duração do coito e desde finais do século XIX tem sido utilizado no tratamento de dependentes de ópio, uma vez que a planta possui alcalóides que amenizam a dependência dessa droga. [1] [2] [3]

Componentes ativos[editar | editar código-fonte]

Nas folhas da Kratom estão presentes muitos alcalóides indólicos com potente atividade agonística com opióides, entre eles os mais importantes são a mitragynine e 7-hydroxymitragynine que são os responsáveis pelos efeitos analgésicos, sedativos e estimulantes. Esses alcalóides ativos possuem ambos os efeitos estimulantes e sedativos. [4] [5]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Suwanlert, Sangun. (1975). "A Study of Kratom Eaters in Thailand". Bulletin on Narcotics 27 (3): 21-27 pp..
  2. Jansen, Karl L.R.; Colin J. Prast. (1988-01-04). "Ethnopharmacology of Kratom and the Mitragyna Alkaloids". Journal of Ethnophamacology 23 (1): 115-119 pp.. ISSN 0378-8741. PMID 3419199.
  3. JANSEN, Karl L.R.; PRAST Colin J. E thnopharmacology of kratom and the mitragyna alkaloids (Letter to the Editors). Journal of Ethnopharmacology, 23 (1988) 115-119. PDF - Out. 2012
  4. TAKAYAMA, Hiromitsu. Chemistry and Pharmacology of Analgesic Indole Alkaloids from the Rubiaceous Plant, Mitragyna speciosa. Chem. Pharm. Bull. 52(8) 916—928 (2004) Vol. 52, No. 8 PDF - Out. 2012
  5. WATANABE, Kazuo; YANO, Shingo; HORIE, Syunji; YAMAMOTO, Leonardo T.. Inhibitory effect of mitragynine, an alkaloid with analgesic effect from thai medicinal plant Mitrugyna speciosu, on electrically stimuiated contraction of isolated guinea-pig leum through the opioid receptor. Life Sciences, Vol. 60, No. 12, pp. 933442, 1997. PDF - Out. 2012

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Mitragyna speciosa

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre plantas é um esboço relacionado ao Projeto Plantas. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.