Moeda na boca do peixe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
São Pedro retirando a moeda da boca do peixe.
1486. Iluminura no Facetiae Latinae et Germanicae, atualmente na Württembergische Landesbibliothek Stuttgart, Cod. HB V 24a.

O evento conhecido como a Moeda na boca do peixe é um dos milagres de Jesus, narrado em Mateus 17:24-27[1] [2] [3] [4] .

Narrativa bíblica[editar | editar código-fonte]

De acordo com o evangelho, após Jesus e seus discípulos terem chegado em Cafarnaum, os coletores do imposto de duas dracmas do templo se aproximaram de São Pedro e perguntaram "Não paga vosso Mestre as duas dracmas?", ao que Pedro respondeu "Paga".

Quando o apóstolo entrou na casa, a narrativa continua:

«Que te parece, Simão? De quem recebem os reis da terra tributo ou imposto? De seus filhos ou dos estranhos? Respondendo ele: Dos estranhos. Concluiu Jesus: Logo são isentos os filhos. Mas para que os não escandalizemos, vai ao mar, lança o anzol, e o primeiro peixe que subir, tira-o; e abrindo-lhe a boca, acharás um estáter. Toma-o e entrega-lhes por mim e por ti.» (Mateus 17:24-27)

A moeda, equivalente a quatro dracmas, era exatamente a taxa esperada para duas pessoas[5] .

A Bíblia não diz o nome do peixe, mas a tilápia é tradicionalmente chamada de "Saint Peter" por este motivo.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Clowes, John, 1817, The Miracles of Jesus Christ published by J. Gleave, Manchester, UK page 194
  2. Maguire, Robert, 1863 The Miracles of Christ published by Weeks and Co. London page 221
  3. Daniel J. Scholz 2009 Introducing the New Testament ISBN 0884899551 page 86
  4. Steven L. Cox, Kendell H Easley, 2007 Harmony of the Gospels ISBN 0805494448 page 349
  5. Keener, Craig S., 2009, The Gospel of Matthew: A Socio-Rhetorical Commentary, Wm. B. Eerdmans Publishing, ISBN 0802864988, page 445.