Mohammed Bin Hammam

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mohammed bin Hammam
Nascimento 8 de Maio de 1949 (65 anos)
Doha,  Catar

'Mohammed bin Hammam (Doha, 8 de maio de 1949) é um executivo e dirigente futebolista do Qatar. Foi presidente da Confederação Asiática de Futebol (AFC), além de membro executivo da Federação Internacional de Futebol (FIFA) de 1996 a 2011. Seus principais feitos como presidente foram a criação da Liga dos Campeões da Ásia e a aceitação da Seleção Australiana de Futebol junto à AFC.

Em 2011 candidatou-se a presidência da FIFA mas retirou a candidatura pouco antes de ser acusado de suborno de eleitores durante a campanha para sua eleição.[1] Em 23 de julho de 2011 a comissão de ética da FIFA baniu Mohammed bin Hammam como membro executivo da FIFA e presidente da AFC.[2]

Referências

  1. Bin Hammam protesta por não participar de eleição presidencial da Fifa - Futebol - UOL Esporte esporte.uol.com.br (2011). Visitado em 23 de julho de 2011.
  2. "Fifa sperrt Bin Hammam lebenslang", Spiegel Online, SpiegelNet GmbH. Página visitada em 23 de julho de 2011.


Ícone de esboço Este artigo sobre futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.