Monster (site)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Monster Brasil
Slogan Siga a sua paixão.
Tipo Empresa de recrutamento online
Fundação 1 de agosto de 2007 (7 anos)
Sede Brasil, São Paulo, SP
Pessoas-chave Rodolfo Ohl
Empregados 5600 (Monster Worldwide)
Página oficial www.monster.com.br

Monster é um site de carreiras e recrutamento para empregadores e candidatos mantido pela empresa norte-americana Monster Worldwide (NYSEMWW). O site consta entre as 50 páginas mais visitadas sites no internet[1] .

No dia 3 de fevereiro de 2010, o Monster Worldwide comprou o Yahoo! HotJobs,[2] até então segundo maior portal de recrutamento online do mundo, atrás do CareerBuilder. Com os dados anteriores a essa compra, o Monster contabilizava 14.472 milhões de visitantes únicos.[3]

Em março de 2009 a empresa abriu um escritório em São Paulo[4]

Monster Brasil[editar | editar código-fonte]

História do Monster no Brasil[editar | editar código-fonte]

O Monster veio ao Brasil em Agosto de 2007, trazida pela Corporate Monster, sediada em Maynard, Massachusetts nos EUA. A escolha de trazer a empresa ao país era estratégica para os líderes, que acreditavam na potencialidade do brasileiro e viam aqui um mercado em crescimento, no qual deveriam estar presentes. A partir de setembro de 2008, Rodolfo Ohl passou a chefiar o escritório do Monster.

O objetivo do Monster Brasil é trazer para o mercado nacional a missão da Corporate Monster: incentivar o trabalhador brasileiro a melhorar suas vidas.

De modo idêntico ao algoritmo do Monster internacional, o site brasileiro disponibiliza gratuitamente o serviço aos candidatos. O interessado se cadastra na ''database'' do Monster Brasil com até três currículos diferentes, deixando-os a disposição das empresas que comprarem acesso a esse banco de dados. O sistema do Monster Brasil é o único que permite upload de informações multimédia.

O sistema de buscas do site permite filtragem tanto para os candidatos, que podem selecionar as vagas de acordo com a localização e tipo do emprego, quanto para os empregadores, que têm acesso aos candidatos que satisfizerem suas necessidades.

Identidade Organizacional do Monster[editar | editar código-fonte]

Missão[editar | editar código-fonte]

Segundo o site do Monster, a missão da empresa é "contribuir para o sucesso profissional dos nossos usuários em todas as fases de suas vidas".[5]

Visão[editar | editar código-fonte]

O Monster avalia que o mercado de trabalho e o trabalhador não buscam mais apenas satisfação momentânea no emprego, mas também está em busca de controle e perspectiva. Tendo isso em mente, o Monster trouxe às outras empresas de recrutamento online a noção de incentivar os candidatos a encontrar o emprego de seus sonhos, mudando o conceito no mercado: a busca de satisfação pessoal a partir do sucesso profissional.

Monster WorldWide[editar | editar código-fonte]

Trumpsauro[editar | editar código-fonte]

Trumpasaurus (carinhosamente apelidado de Trump) é o nome do mascote do Monster, uma das nove criaturas criadas por Alan Downing. O nome vem da palavra trump, que em inglês significa "trunfo". O pequno monstro representaria, portanto, o trunfo do candidato ao procurar um emprego e ter sucesso na vida profissional e pessoal.

CEO’s do Monster[editar | editar código-fonte]

Sal Iannuzzi é o atual presidente e CEO do Monster Worldwide desde abril de 2007 e é membro da Diretoria Executiva desde julho de 2006. Antes de participar do time do Monster, Iannuzzi começou uma gestão como presidente da Motorola em janeiro de 2007.

Invasão de hackers[editar | editar código-fonte]

Em 2007 foram roubados dados cadastrais de 1,6 milhões de acessos do site do Monster americano.[6]

Em janeiro de 2009 foi a vez do Monster UK (monster.co.uk) ser alvo de hackers que tiveram acesso aos dados cadastrais de 4,5 milhões de usuários..[7]

Depois desses ataques, a equipe de segurança da informação do Monster alterou alguns processos e procedimentos internos que melhoraram as condições de segurança do site. Ainda assim, o Monster passou a recomendar aos seus clientes que coloquem somente as informações pedidas no cadastro e que fiquem atentos também aos e-mails enviados em nome da empresa, a fim de evitar ataques do tipo phishing e spoofing.

Referências

  1. info.monster.com: Dados da empresa e comScore, acessado em 5 de novembro de 2009
  2. Monster to Acquire HotJobs Business and Enter into Multi-year TrafficAgreement with Yahoo! (em inglês) About-monster.com. Página visitada em 26 de abril de 2009.
  3. Americans Turn to Career Sites During Economic Downturn Comscore.com (28/07/09). Página visitada em 5 de novembro de 2009.
  4. Monsterbrasil.com abre escritório em São Paulo e amplia equipe Revistafatorbrasil.com.br. Página visitada em 5 de novembro de 2009.
  5. Sessão "Sobre Nós" no site do Monster Monster.com.br. Página visitada em 26 de abril de 2010.
  6. Hackers roubam dados de usuários do monster.com G1 (22/08/07). Página visitada em 5 de novembro de 2009.
  7. Hackers roubam dados de 4,5 milhões de pessoas em site de empregos britânico G1 (27/01/09). Página visitada em 5 de novembro de 2009.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]