Montanhas sagradas da China

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

As Montanhas Sagradas da China são divididas em dois grupos: um associado ao Taoísmo e outro ao Budismo. O primeiro grupo é conhecido pelo nome de Cinco Grandes Montanhas (chinês tradicional: chinês simplificado: pinyin: yuè), e o segundo como Quatro Montanhas Sagradas do Budismo (chinês: 四大佛教名山pinyin: jiào Míngshān).

As montanhas sagradas de ambos os grupos são importantes locais de peregrinação, sendo mesmo a expressão chinesa para peregrinação (chinês tradicional: chinês simplificado: pinyin: cháoshèng) uma versão reduzida da expressão que significa "homenagear uma montanha sagrada" (chinês tradicional: chinês simplificado: pinyin: cháobài shèng shān).

Mapa das montanhas sagradas da China. Com círculos vermelhos: grupo taoísta; estrelas rosadas: grupo budista.

As Cinco Grandes Montanhas[editar | editar código-fonte]

Peça da dinastia Han representando emblematicamente os cinco pontos cardeais

As Cinco Grandes Montanha do Taoísmo na China são listadas de acordo com as cinco pontos cardeais da geomancia chinesa, que inclui o centro como direção:

Grande Montanha Oriental (Dōngyuè): Tài Shān[editar | editar código-fonte]

Em chinês tradicional: 泰山, chinês simplificado: 泰山; "Tranquil Mountain", Província de Shāndōng, 1545 m, 36° 15′ N 117° 06′ E

Grande Montanha Ocidental (Xīyuè): Huà Shān[editar | editar código-fonte]

Em chinês tradicional: 華山, chinês simplificado: 华山; "Montanha Esplêndida", Província de Shănxī, 1997 m 34° 29′ N 110° 05′ E

Grande Montanha Meridional (Nányuè): Héng Shān (Hunan)[editar | editar código-fonte]

Em chinês tradicional: 衡山, chinês simplificado: 衡山; "Montanha do Equilíbrio", Província de Húnán, 1290 m, 27° 15′ N 112° 39′ E

Grande Montanha Setentrional (Běiyuè): Héng Shān[editar | editar código-fonte]

Em chinês tradicional: 恆山, chinês simplificado: 恒山; "Montanha Permanente", Província de Shānxī, 2017 m, 38° 35′ N 112° 54′ E

Grande Montanha Central (Zhōngyuè): Sōng Shān[editar | editar código-fonte]

Em chinês tradicional: 嵩山, chinês simplificado: 嵩山; "Montanha Sublime", Província de Hénán, 1494 m, 34° 29′ N 112° 57′ E

Também são conhecidas de acordo com os pontos cardais, ou seja, "Grande Montanha do Norte" (北嶽/北岳 Běi Yuè), "Grande Montanha do Sul" (南嶽/南岳 Nán Yuè), "Grande Montanha do Oriente" (東嶽/东岳 Dōng Yuè), "Grande Montanha do Ocidente" (西嶽/西岳 Xī Yuè), e "Grande Montanha Central" (中嶽/中岳 Zhōng Yuè).

De acordo com a mitologia chinesa, as Cinco Grandes Montanhas tiveram origem no corpo de Pangu (盤古/盘古 Pángǔ), o primeiro ser e criador do mundo. Devido à sua localização oriental, o monte Tài é associado ao nascer do Sol, significando nascimento e renovação. Devido a esta interpretação, é frequentemente visto como a mais sagrada das Cinco Montanhas, e a mitologia chinesa atribui a sua origem à cabeça de Pangu, enquanto o monte Heng em Hunan teria vindo do braço direito de Pangu, o monte Heng em Shanxi do braço esquerdo, o monte Song do seu tronco, e o monte Hua dos pés[1] .

As Quatro Montanhas Sagradas do Budismo[editar | editar código-fonte]

Templo de Roushen em Jiuhua Shan

As Quatro Montanhas Sagradas do Budismo na China são:

Wǔtái Shān[editar | editar código-fonte]

chinês: 五台山; "Five-Platform Mountain", Shānxī Province, 3058 m, 39° 0′ N 113° 35′ E

Wutai é local de residência do Bodhisattva da sabedoria, Manjusri ou Wenshu (Tradicional: 文殊) em chinês.

Éméi Shān[editar | editar código-fonte]

Em chinês tradicional: 峨嵋山, chinês simplificado: 峨嵋山; "Alta e Sublime Montanha", província de Sìchuān, 3099 m, 29° 31′ N 103° 19′ E

O padroeiro bodhisattva de Emei é Samantabhadra, em chinês designada Puxian (普贤菩萨).

Jiǔhuá Shān[editar | editar código-fonte]

chinês tradicional: 九華山, chinês simplificado: 九华山; "Montanha das Nove Glórias", província de Ānhuī, 1341 m, 30° 28′ N 117° 48′ E

Muitos dos templos e santuários na montanha são dedicados a Ksitigarbha (em chinês: Dìzàng, , em japonês: Jizō), um bodhisattva e protetor dos seres do reio dos Narakas

Pǔtuó Shān[editar | editar código-fonte]

Em chinês tradicional: 普陀山, chinês simplificado: 普陀山; "Monte Potalaka", província de Zhèjiāng, 284 m 30° 00′ N 122° 23′ E

Esta montanha é considerada como o bodhimanda de Avalokitesvara (Guan Yin), bodhisattva da compaixão.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Outras montanhas com importância espiritual/religiosa na China são:

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências