Monte Edgell

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

O Monte Edgell (69° 26' S 68° 16' O) é uma montanha, de 1.675 m, se erguendo na direção leste do Cabo Jeremy, o lado leste da entrada norte para a Enseada George VI, na costa oeste da Península Antártica. Foi descoberto pela Expedição Antártica Francesa sob o comando de Charcot, 1908–1910. Visto de grande distância e pensando ser uma ilha, o batizou de "Ile Gordon Bennett" com o nome de James Gordon Bennett, Jr. (1841–1918) do New York Herald, que deu apoio financeiro à expedição. A Expedição Britânica da Terra de Graham (BGLE) sob o comando de Rymill, mapeando esta área em 1936-37 não encontrou nenhuma ilha e aplicou o nome Monte Edgell à característica agora reconhecida como a "Ile Gordon Bennett" de Charcot. O nome Monte Edgell, foi recebido de Sir John Augustine Edgell, hidrógrafo da Marinha Britãnica, 1932–45, se estabeleceu desde então através do uso internacional.

 Este artigo incorpora material em domínio público do United States Geological Survey , documento "Monte Edgell" (conteúdo do Geographic Names Information System).

Ícone de esboço Este(a) artigo relacionado à localização da Antártica do Oeste (também conhecida como Antártica Menor) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.