Montes Sayan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Montanhas da Rússia, Mongólia, Cazaquistão e China
A Rocha Pendurada, Sayan ocidentais, Montes Ergaki
Lago Gornyh Duhov - Sayan ocidentais, montanhas Ergaki

Os montes Sayan (em russo: Саяны; em mongol: Саяны нуруу; montes Kokmen durante o período de Göktürks[1] ) são uma cadeia de montanhas entre o noroeste da Mongólia e o sul da Sibéria, Rússia.

Os montes Sayan orientais se estendem por 1000 km do Rio Ienissei a 92°E até ao extremo sudoeste do Lago Baikal a 106°E. Os montes Sayan ocidentais representam a continuação oriental dos Montes Altai, e se estendem por 500 km de 89°E até ao meio dos Sayan orientais a 96°E. [2]

Os picos bastante elevados e os lagos frios dos montes Sayan dão origem aos afluentes que se juntam para tornar-se um dos maiores rios da Sibéria, o rio Ienissei, que flui no sentido sul-norte por mais de 1200 km para o Oceano Ártico. Esta é uma área protegida e isolada, que foi mantida fechada pela União Soviética desde 1944.[3]

Referências

  1. Bartold, V. V. (1935) 12 Vorlesungen uber die Geschichte der Turken Mittelasiens Deutsche Gesellschaft für Islamkunde, Berlim, p.46, OCLC 3673071
  2. Sayan Mountains. Página visitada em 25-12-2006.
  3. Tuva and Sayan Mountains. Geographic Bureau - Siberia and Pacific. Página visitada em 2006-10-26.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Montes Sayan