Morcego Humano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Morcego Humano é o codinome de Robert Kirkland Langstrom, um supervilão do Universo DC, inimigo do Batman. Foi criado por Frank Robbins e Neal Adams[1] ,e sua primeira aparição nos quadrinhos foi em Detective Comics #400 de 1970[2] .

O Morcego Humano, quando em sua forma monstruosa, tem um visual híbrido entre Humano e Morcego, força e resistência sobre-humanas, capacidade de vôo, assim como um sentido de Radar igual ao dos morcegos[3] . Sua transformação pode ser controlada por ele, como pode ser contra sua vontade, isto dependendo da situação e época. Do mesmo modo, há períodos em que a mente de Langstrom está plenamente consciente e sob o controle durante a forma Morcego, quando ele ajuda Batman no combate ao crime; e épocas em que ele se torna uma fera instintiva e muito perigosa.

História[editar | editar código-fonte]

Kirk era um cientista especialista no estudo de morcegos, até o dia em que desenvolveu um soro capaz de dar aos humanos poderes como a audição e a visão dos morcegos, além da capacidade de voar.

Na versão original pré- Crise, Kirk era um fã do Homem Morcego e queria obter os poderes de um Homem Morcego de verdade, não esperando que, contra sua vontade, ganhasse aspecto monstruoso. Ele usou o soro em si mesmo, pensando que poderia controlar a mutação, mas se transformou num monstro híbrido de humano e morcego. Nos seu primeiros confrontos com Batman,ele estava tentando roubar um produto das Empresas Wayne capaz de inverter sua transformação, e, por compaixão, Bruce Wayne aplica o antídoto em Langstrom. Mas, depois de um certo tempo, ele faz umas modificações no seu soro, que o permite se transformar em humano ou em morcego na hora que bem quiser, porém, ele fica viciado no soro e não consegue mais se livrar dele[4] .

Na na versão de sua origem, criada após a Maxi Série Zero Hora, Kirk criara a fórmula por ser surdo, querendo corrigir seu sistema auditivo. Mas o experimento dá errado e ele se torna um monstro irracional.

Atualmente, Kirk conseguiu controlar seu impulso assassino, por conta da ajuda de Batman e Barbara Gordon, a Oráculo. Eventualmente contribui com o combate ao crime em Gotham City. Ele é casado com Francine Langstrom, tendo filhos com ela. Eventualmente, todos os membros da família conseguem se tornar em Morcegos Humanos.

Aparições em outras mídias[editar | editar código-fonte]

Ele apareceu em Batman: A Série Animada, onde é um respeitado do zoologista de Gotham City, e usa o soro para que não fique surdo. Em O Batman, Kirk é um cientista das Empresas Wayne, que usa a tecnologia da Waynetech para obter material necessário para seu soro. Quando Bruce Wayne descobre,ele bebe o soro e se transforma pela primeira vez em Morcego Humano.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre banda desenhada é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.