Morro do Dendê

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Nota: Não confundir com a comunidade do Dendê do bairro Engenheiro Leal

O Morro do Dendê, ou simplesmente Dendê, é uma favela, localizada no bairro do Cocotá, na Ilha do Governador, cidade do Rio de Janeiro.

Esta favela é na atualidade dominada pelo tráfico de drogas. Foi reduto do traficante Marcelo PQD, e Fernandinho Guarabu controla o território desde a prisão de PQD, seu rival.

O Morro do Dendê é também considerado um dos QGs da facção criminosa Terceiro Comando Puro (TCP), que atua na Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro e em alguns pontos da Zona Norte. Embora o tráfico do Dendê tenha experimentado um pequeno expansionismo, tomando o controle do tráfico de algumas favelas rivais ao seu redor entre os anos de 2002 e 2005, atualmente prefere não chamar muito a atenção, já que a polícia tem feitas diversas investidas a fim de desmantelar o tráfico na região.

Localização[editar | editar código-fonte]

O Morro do Dendê está localizado na parte central da Ilha do Governador.

Localidades[editar | editar código-fonte]

Dentre algumas localidades existentes no Dendê, encontram-se a Boa Vista, a Igrejinha , a Tribo, a Lixeirinha, o Campinho, o Riacho, a Pracinha, a Baviera e o Zezinho.

População[editar | editar código-fonte]

Hoje, o Morro do Dendê é considerado a terceira maior favela carioca. Estima-se que cerca de 50 mil pessoas vivam na comunidade.

Escola de Samba[editar | editar código-fonte]

O GRES Acadêmicos do Dendê é uma escola de samba carioca, que se originou do antigo bloco Unidos do Dendê, em 1965, depois da extinção do bloco Unidos da Cova da Onça. Personalidades como Alcides, Moacir, Filinho, Tino, Benizário, Fizinho, China e Aurélio se reuniram na residência do Sr. Alcides, localizada no Morro do Dendê a fim de formar a nova comissão de carnaval.

O bloco tornou-se então o grande campeão da categoria banho de mar a fantasia e em campeonatos internos na Ilha do Governador. Um breve intervalo nas atividades do Unidos do Dendê, contribuiu para o surgimento de dois novos blocos: Canarinhos e Falange.

Em 1990, a união desses dois grupos daria um novo impulso ao carnaval da comunidade. Em 1991, o bloco foi campeão. No ano seguinte, o bloco alcançou o título de G.R.E.S Acadêmicos do Dendê, tendo como cores oficiais o azul e o branco, que decoraram seu pavilhão.

Campeã do Grupo B em 1995, a Acadêmicos do Dendê acabou tendo que disputar novamente o mesmo Grupo em 1996, por causa da extinção da LIESGA.

Depois de um ano sem desfilar, por causa de brigas internas, a Acadêmicos do Dendê voltou em 2000 à avenida para homenagear os 500 anos do Descobrimento do Brasil.

Em 2007, o Acadêmicos do Dendê desfilou no Grupo C, ficando quase perto de voltar ao Grupo B, terminando na 2º colocação, já em 2008, obteve apenas o sexto lugar.

Funk[editar | editar código-fonte]

Como toda favela, o Dendê é um adorador do Funk Carioca. Recentemente, o "Rap das Armas", hit do filme Tropa de Elite, fez com que o Morro do Dendê ganhasse projeção internacional.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]