Mosteiro de São Jerónimo de Cotalba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox grammar.svg
Esta página ou secção precisa de correção ortográfico-gramatical.
Pode conter incorreções textuais, podendo ainda necessitar de melhoria em termos de vocabulário ou coesão, para atingir um nível de qualidade superior conforme o livro de estilo da Wikipédia. Se tem conhecimentos linguísticos, sinta-se à vontade para ajudar.
Mosteiro de São Jerónimo de Cotalba
Fachada do Mosteiro.
Fachada do Mosteiro.
Local Alfauir
Região Comunidade Valenciana
País Flag of Spain.svg Espanha
Coordenadas 38° 56' 26.71" N 0° 14' 46.34" O
Religião Católica
Diocese Valência


Estilo arquitetónico Mudéjar, Gótico, Renascimento, Barroco
Início da construção 1388 (626 anos)
Fim da construção século XVIII
Página web www.cotalba.es
Lateral do claustro gótico-mudéjar e escada.
Sarcófago filhos de Alfonso o Velho.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Mosteiro de São Jerónimo de Cotalba

O Mosteiro de São Jerónimo de Cotalba (em espanhol: Monasterio de San Jerónimo de Cotalba), é um edifício conventual de estilo gótico, mudéjar, renascentista e barroco construído entre os séculos XIV e XVIII que se localiza no termo municipal de Alfauir, na província de Valência, Espanha.

Descrição[editar | editar código-fonte]

O mosteiro ergue-se sobre o Tossalet de Cotalba no termo de Alfauir. Trata-se de uma das construções monásticas mais notáveis da Comunidade Valenciana, facto acentuado pela diversidade estilística de seu conjunto que, arrancando de uma primitiva estrutura gótica medieval se desenvolve fundamentalmente desde o século XIV ao XVIII.

Desde a desamortização de Mendizábal é propriedade da família Trénor, a quem se deve a boa conservação do mosteiro até nossos dias e alguns melhoramentos, o mais notável deles sendo o jardim de estilo romântico da parte norte.

Arquitetura[editar | editar código-fonte]

Podem-se destacar dentro do edifício quatro grupos construtivos com características homogéneas: a torre da homenagem ou dos sinos, a Igreja, o claustro em suas duas plantas e as dependências do mosteiro propriamente ditas.

  • A torre da menagem ou dos sinos é o centro de atenção do edifício que sobressai por seu volume e altura.
  • A igreja é um espaço único de planta basilical sem cruzeiro com a tipologia tradicional e característica do gótico valenciano. Ordena-se em quatro trechos de abóbada cobertos por arcos de cruzaria. Conta com um presbitério rectangular com acrescentados barrocos e um coro elevado com abóbada estrelada. As capelas laterais situam-se entre os contrafortes interiores encontrando-se sepulturas em algumas delas. A portada, muito deteriorada, é muito singela e segue o esquema típico de estrutura ogival moldurada. A actual capela da Virgem da Saúde foi a antiga Sala Capitular do mosteiro. Adosado aos seus muros encontra-se o sarcófago em pedra talhada dos filhos do Duque Afonso o Velho: Juan e Branca, um exemplo da escultura funerária gótica valenciana.
  • O claustro tem duas plantas. A inferior é considerada como um dos mais claros exemplos do gótico-mudéjar do país e se trata de um espaço policromático aberto com nervuras. No ângulo mais próximo à igreja situa-se uma escada helicoidal do gótico flamejante. A parte superior do claustro tem elementos que o situam no século XVI: a coberta com nervuras medievais opõe-se aos arcos rebaixados do exterior. O moldurado e a tipologia construtiva são de gosto renascentista.
  • As dependências monásticas. O interior do mosteiro apresenta por vezes percursos intrincados e tortuosos e apresenta variadas dependências. O mosteiro tem numerosas salas e salões com solução construtiva similar, consistentes em abóbada de canhão com arcos fajones que repartem o peso da coberta.

Visitas[editar | editar código-fonte]

Algumas dependências são privadas mas pode-se visitar a maioria do mosteiro (o claustro, a igreja, a almazara, a cozinha, os jardins românticos, etc.) para o qual convém consultar o página web do mosteiro.

Bibliografía[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o portal:
Portal A Wikipédia possui o portal: