Movimento estudantil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde novembro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Marcha do movimento estudantil Soy 132, na Cidade do México, México

O movimento estudantil é um movimento da área da educação, no qual os sujeitos são os próprios estudantes. O estudante é um vir a ser profissional,é o futuro não-estudante. Sua condição presente é passageira. Logo, é um sujeito TRANSITÓRIO.

Estudante é diferente de aluno; aluno é aquele que tem acesso ao ensino - matriculado em alguma instituição de ensino - , estudante é aquele que interage com a instituição educativa de forma mais intensa - Grupos de Estudo, grupos culturais, pesquisa, programas de extensão, PET, Atléticas... O Estudante tem o vínculo com a instituição de ensino como elemento central de sua identidade, como elemento organizador de sua vida em sociedade - ele se define como estudante, e não só como alguém que estuda. A forma de interação é a mais variada possível, o movimento estudantil é uma delas.

Na maior parte das universidades brasileiras, o movimento estudantil é liderado por DCEs, DAs e CAs. Caracteriza-se por ser um movimento policlassista que representa ou defende os interesses da categoria estudantil.

O Movimento Estudantil(ME) atualmente pode ser dividido em dois grandes blocos de atuação: o ME Geral e o ME de Área. O MElano local mais fortificada. Consegue fazer uma discussão das políticas educacionais e das concepções de educação.

  • ME DE ÁREA – Proximidade com a formação profissional, o que possibilita a discussão acerca do currículo, da formação profissional, do caráter ideológico da formação. A partir das discussões e de ações em comum, consegue forjar uma identificação dos estudantes com a sua categoria profissional, já firmando um laço para o militante pós-ME.
  • Os dois movimentos são complementares, indissociáveis na totalidade e na luta concreta(uma vez que quem os constroem são os estudantes, o mesmo sujeito) e indispensáveis para o acúmulo de força social para transformar a universidade e a sociedade.


Ver também[editar | editar código-fonte]

  • EPL - Estudantes Pela Liberdade
  • UNE - União Nacional dos Estudantes
  • FENED - Federação Nacional dos Estudantes de Direito
  • FENERI - Federação Nacional dos Estudantes de Relações Internacionais
  • FENEAD - Federação Nacional dos Estudantes de Administração
  • Centro Acadêmico XI de Agosto
  • UBES - União Brasileira dos Estudantes Secundaristas
  • FENET - Federação Nacional dos Estudantes de Escolas Técnicas.
  • ANECS - Articulação Nacional dos Estudantes de Ciências Sociais
  • ENESSO - Executiva Nacional dos Estudantes de Serviço Social
  • ENEBio
  • FEAB - Federaçao dos Estudantes de Agronomia do Brasil
  • ABEEF - Associação Brasileira dos Estudantes de Engenharia Florestal
  • FEMEH - Federação do Movimento Estudantil de História
  • FENECO - Federação Nacional dos Estudantes de Economia
  • ENECOS - Executiva Nacional dos Estudantes de Comunicação Social
  • ExNEEF - Executiva Nacional dos Estudantes de Educação Física
  • ExNEL - Executiva Nacional dos Estudantes de Letras
Ícone de esboço Este artigo sobre movimentos sociais é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.