Movimento para a independência do Turquestão Oriental

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Janeiro de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Bandeira proposta ao futuro novo país.

O movimento para a independência do Turquestão Oriental se refere aos defensores da autonomia, soberania e independência da atual Região Autônoma Uigur de Sinquião (ou Xinjiang), atualmente parte da República Popular da China. "Turquestão Oriental" e "Uiguristão" são os nomes históricos/étnicos dados à região autônoma, onde vivem muitos uigures muçulmanos.

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Organizações[editar | editar código-fonte]

A organização mais famosa que advoga a independência de Xinjiang é o Movimento Islâmico do Turquestão Oriental (MITO), considerado pela Organização das Nações Unidas, Estados Unidos da América, República Popular da China, Cazaquistão e muitos outros países como uma organização terrorrista com fortes ligações com a Al-Qaeda. Uma outra organização também importante é a Organização de Libertação do Turquestão Oriental (OLTO), que mantém ligações próximas com o MITO, mas não é considerado pela ONU como terrorista.

Eventos recentes[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]