Movimentos respiratórios

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.

Os pulmões são recobertos por duas membranas (pleuras), entre as quais encontra-se o líquido pleural. Juntamente com os movimentos das costelas, este arranjo permite os movimentos respiratórios básicos:

Músculos Intercostais se contraem -> Aumenta o volume do tórax -> Diafragma se contrai -> Aumento da Pressão Interna -> Pressão fora do corpo é maior ->O ar entra nos pulmões

  • Expiração, que é passiva (permitida pela elasticidade do tórax e dos pulmões e pelo relaxamento dos músculos mencionados, que diminui o volume da caixa torácica, aumentando a pressão interna e expulsando o ar de dentro dos pulmões).

Músculos Intercostais se relaxam -> Diminui o volume do tórax -> Diafragma relaxa -> Diminuição da Pressão Interna -> Pressão fora do corpo é menor ->O ar sai dos pulmões


Estes movimentos podem ser controlados pelo indivíduo até certo ponto. Por exemplo, não se pode (em condições normais) prender a respiração (impedir a expiração) por mais que alguns segundos ou minutos, havendo então um relaxamento involuntário dos músculos da respiração e, conseqüentemente, a expiração alheia à vontade.

Ícone de esboço Este artigo sobre Fisiologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.