Mr. Bean

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mr. Bean
Mr. Bean (PT/BR)
Informação geral
Formato Sitcom
Gênero Comédia
Humor Britânico
Duração 20 minutos
Criador(es) Rowan Atkinson
Richard Curtis
Ben Elton
País de origem  Reino Unido
Idioma original Inglês
Produção
Diretor(es) John Howard Davies
Elenco Rowan Atkinson
Tema de abertura "Ecce homo qui est faba" (coral Southwark Cathedral)
Tema de
encerramento
"Vale homo qui est faba" (coral Southwark Cathedral)
Exibição
Transmissão original 1º de Janeiro de 199031 de Outubro de 1995
N.º de temporadas 1
N.º de episódios 16

Mr. Bean é um personagem cômico, de típico humor britânico, criado pelo actor Rowan Atkinson. É também o nome de uma série de TV e de um filme, que é a compilação da primeira temporada da série, protagonizado pelo actor.

Origem e influências[editar | editar código-fonte]

Rowan Atkinson interpretando Mr. Bean.

A personagem Mr. Charles Jacob Bean foi criada e desenvolvida enquanto Rowan Atkinson estava a estudar o seu mestrado na Universidade de Oxford. Um sketch encarnando a personagem foi realizado no Edinburgh Fringe no inicio dos anos 80. Uma personagem similar chamada Robert Box, encarnada por Atkinson, apareceu na ITV sitcom de 1979 Canned Laughter, onde também utilizava várias cenas do filme de 1979, Bean. Em 1987, uma das primeiras aparições de Mr. Bean ocorreu no festival de comédia "Just For Laughs" em Montreal, Quebec, Canada. Quando os directores da programação do festival a agendar a estreia de Atkinson no programa do festival, Atkinson insistiu que ele actuaria no programa francófono em vez de no anglófono. Não tendo qualquer diálogo em francês na sua actuação, os directores de programação do festival não conseguiam compreender porque é que Atkinson queria actuar no programa francófono. Como se constatou, a actuação de Atkinson no festival foi uma plataforma de teste para a personagem de Mr. Bean e Atkinson queria constatar como a comédia física de personagem mudo se iria safar num palco internacional com uma audiência não anglófona.

O nome do personagem não estava decidido até ao fim da produção e gravação do primeiro programa, com um grande número de outros nomes sendo explorados, com base em legumes e vegetais, como por exemplo "Mr. Cauliflower"(Sr. Couve-flor). Atkinson citou a personagem precursora da comédia Monsieur Hulot, criada pelo comediante e director francês Jacques Tati, como influência para a personagem. Estatisticamente, Mr. Bean é também muito semelhante aos precursores dos filmes de comédia, fiando-se puramente da comédia física, com Mr. Bean falando um diálogo muito curto e pequeno (apesar de como em outras séries de comédia da TV da época, se ter uma faixa de riso). Isto permitiu à série ter sido vendido em todo o Mundo praticamente sem significativas mudanças no diálogo original. Algumas emissoras como a Band exibem em versão legendada, enquanto o Canal Viva exibe em versão dublada.

Série[editar | editar código-fonte]

Mr. Bean é uma série humorística da televisão inglesa protagonizada por Rowan Atkinson no papel de Mr. Bean.[1] O primeiro episódio foi transmitido em 1º de janeiro de 1990 pela ITV (Independent Television)[2] e a série seguiu no ar até 31 de outubro de 1995.

Durante os cinco anos, foi aumentando sua audiência, até alcançar 18,74 milhões de espectadores durante o episódio "The Trouble With Mr Bean", em 1992. Além disso, recebeu um número relevante de prêmios internacionais, entre eles "A Rosa de Ouro" (Rose d'Or).[3] O programa também deu origem a dois filmes e uma série de desenhos animados.

A personalidade de Mr. Bean é agradável, divertida e inclusive ingênua e, algumas vezes, malvada. Rowan Atkinson (protagonista) sempre enxergou o personagem como um garoto de 6 anos. Vive em seu pequeno apartamento no norte de Londres (Inglaterra) com seu ursinho de pelúcia Teddy. Mr. Bean fala poucas vezes e quando o faz é sempre com poucas palavras. Seu nome e sua profissão nunca foram mencionadas nem por ele nem por seus criadores. O humor da comédia vem em grande parte das originais e excêntricas soluções que Mr. Bean encontra para resolver seus problemas e sua indiferença total por solucionar outros.

Outro fator que deixou o seriado mais engraçado foram as proezas que ele fazia com seu Mini amarelo e preto. Seu volante removível, junto com a tranca de porta, foram as soluções de Bean para evitar que o carro fosse furtado.[4]

Episódios originais[editar | editar código-fonte]

Rowan Atkinson demonstrando uma famosa cena do episódio "Mr. Bean em Faça você Mesmo".
Ano Episódio Título em Português Título Original
1989/1990 #01 Mr. Bean Mr. Bean
1990 #02 A Volta de Mr. Bean The Return of Mr. Bean
1990 #03 A Maldição de Mr.Bean The Curse of Mr. Bean
1990 #04 Mr. Bean Vai à Cidade Mr. Bean Goes to Town
1990/1991 #05 O Problema com Mr. Bean The Trouble with Mr. Bean
1990/1991 #06 Mr. Bean Ataca Novamente Mr. Bean Rides Again
1992 #07 Feliz Natal, Mr. Bean Merry Christmas, Mr. Bean.
1993 #08 Mr. Bean no Quarto 426 Mr. Bean in Room 426
1993 #09 Cuidado com o Bebê, Mr. Bean Mind the Baby, Mr. Bean
1993/1994 #10 Mr. Bean em Faça você Mesmo Do-It-Yourself, Mr. Bean
1994 #11 Mr. Bean Volta à Escola Back to School, Mr. Bean
1995 #12 O Jogo de Golfe de Mr. Bean Tee Off, Mr. Bean
1995 #13 Boa Noite, Mr. Bean Goodnight, Mr. Bean
1995 #14 Corte de cabelo de Mr. Bean Hair by Mr. Bean of London

Além dos catorze episódios oficiais, produzidos de 1989 a 1995, Rowan Atkinson chegou a filmar mais de quinze outros esquetes como Mr. Bean entre 1993 e 2007 (sem contar com uma participação especial na Olimpíada de Londres, em 2012). Alguns nunca foram lançados em vídeo, sendo apresentados somente na televisão britânica, ao vivo ou gravados. Outros, como o "O Ponto de Ônibus" (The Bus Stop) e "A Biblioteca" (The Library), podem ser encontrados em relançamentos da série original em DVD, inclusos como material extra.

Nos países lusófonos[editar | editar código-fonte]

Brasil[editar | editar código-fonte]

Rowan Atkinson promovendo o filme Bean em 1997.

A primeira vez em que Mr.Bean foi exibido foi no ano de 1995, como um quadro do Fantástico, na Rede Globo. O sucesso foi muito grande, tendo sido encontrado na época até um sósia brasileiro de Rowan Atkinson.

E hoje os direitos está em poder da TV Bandeirantes, que exibe na TV aberta, e da Globosat na TV por assinatura, que exibe o seriado no Canal Viva.

Portugal[editar | editar código-fonte]

Desde 1990, que a série é exibida na RTP1. Mais recentemente na RTP Memória.

Ecce homo qui est faba[editar | editar código-fonte]

Nas aberturas dos episódios de Mr. Bean (exceto o primeiro episódio) é cantada uma música em coral que diz "Ecce homo qui est faba" que quer dizer: "Eis o homem que é feijão" em latim. A música é em referencia ao nome do personagem ser "Bean" que é feijão em inglês. E no encerramento é cantado "Vale homo qui est faba" que significa "Adeus homem que é feijão". A música foi escrita por Howard Goodall e cantada pelo coral da Catedral de Southwark.

Longa-metragens[editar | editar código-fonte]

Bean[editar | editar código-fonte]

O modelo British Leyland Mini 1000 utilizado por Mr. Bean.

Em 1997, um filme baseado na série de televisão foi produzido. No filme, uma galeria de arte americana decide comprar um famoso quadro chamado A Mãe de Whistler. Para a sua primeira exposição ao público, a galeria pede à Royal National Gallery que lhes seja enviado o seu mais ilustre conhecedor de arte, para discursar na abertura. É quando os conselheiros decidem mandar Mr. Bean, o mais atrapalhado funcionário da galeria, como tentativa de se livrar dele.

O filme, dirigido por Mel Smith, teve um orçamento de US$ 22 milhões, com o filme arrecadando cerca de US$ 232 milhões nas bilheterias de todo o planeta.

As Férias de Mr. Bean[editar | editar código-fonte]

Em 2007, estreou nos cinemas uma segunda adaptação cinematográfica chamada As férias de Mr. Bean, um filme dirigido por Steve Bendelack. No filme, Mr. Bean ganha o 1º prêmio em uma rifa local: uma máquina de filmar nova, 200 euros e uma semana de férias no sul da França.

Rowan Atkinson declarou que As férias de Mr. Bean provavelmente seria o último filme sobre o personagem Mr. Bean. Mas que a série pode voltar em 2014.

Olimpíadas[editar | editar código-fonte]

Mr. Bean se tornou um ícone tão famoso da cultura pop inglesa que até fez parte da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Verão de 2012, sediados em Londres. No evento, Bean atrapalhou a orquestra enquanto utilizava seu smartphone, e realizou outros atos cômicos ao mesmo tempo que um vídeo exibia uma paródia da cena clássica do filme Carruagens de Fogo.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. "Atkinson has Bean there and he's done with that", interview by Lucy Cavendish in The Scotsman (30 November 2005), URL accessed 3 August 2006.
  2. Mr Bean’s Best Birthday Bits – 20 Greatest Scenes, URL accessed 15 September 201
  3. Viewing figures at the Internet Movie Database, URL accessed 14 March 2008
  4. Cars of the Stars Museum, URL accessed 1 September 2010

Ligações externas[editar | editar código-fonte]