Mr. Griffin Goes to Washington

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Mr. Griffin Goes to Hollywood"
3º episódio da 3ª temporada de Family Guy
Peter argumenta no Congresso.
Informação geral
Escrito por: Ricky Blitt
Direcção Brian Hogan
Código de produção 2ACX11
Exibição original 25 de julho de 2001
Convidados

Carlos Alazraqui como Sr. Weed
Gary Cole
Louise DuArt
Olivia Hack
Meredith Scott Lynn
Alyssa Milano como ela mesma
Brian Doyle-Murray
Jack Sheldon como Bill

Cronologia
Último
Último
"Brian Does Hollywood"
"One If by Clam, Two If by Sea"
Próximo
Próximo
Family Guy (terceira temporada)
Lista de episódios de Family Guy

"Mr. Griffin Goes to Washington" (em português, "Sr. Griffin Vai a Washington") é o terceiro episódio da terceira temporada da série de comédia animada Uma Família da Pesada. Originalmente, foi exibida na Fox dos Estados Unidos em 25 de julho de 2001. Mostra Peter depois que seu empregador, a Fábrica de Brinquedos Happy-Go-Lucky, é tomada por uma nova gerência, uma grande empresa de cigarros, que usam os brinquedos para criar hábitos de fumantes nas crianças. Peter é imediatamente contratado pela empresa para falar com os líderes políticos em Washington D.C., mas rapidamente percebe os efeitos mortais do hábito.

O episódio foi escrito por Ricky Blitt e dirigido por Brian Hogan. Possui participações especiais de Carlos Alazraqui, Gary Cole, Louise DuArt, Olivia Hack, Meredith Scott Lynn, Alyssa Milano, Brian Doyle-Murray e Jack Sheldon, juntamente com dubladores de personagens secundários da série.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Depois que Lois tem um pesadelo no qual Stewie a matava, Peter diz para a família que irá a um jogo de beisebol dos Boston Red Sox. Liga para o Sr. Weed, afirma que esteve em um terrível acidente aéreo e que toda sua família foi morta, uma desculpa para não ir ao trabalho. Enquanto Peter está no jogo, encontra Sr. Weed, o qual chama-o de mentiroso. Peter, decepcionado pelo fato de que seu chefe o trata com despreso, diz ao chefe que seu "irmão gêmeo idêntico" estava na partida. O Sr. Weed despreza o comentário, e diz que a Empresa El Dourado de Cigarros é dona da fábrica de brinquedos, mas Peter, para seu prazer, continua trabalhando.

Peter vai para casa e leva uma lagosta, que aparentemente conseguiu com seu salário (ele diz que recebeu um aumento). Mostra para a família os brinquedos que a Empresa El Dourado de Cigarros está fazendo; Lois e Brian veem que a empresa está fazendo coisas que corrompem as crianças. Lois diz ao marido para conversar com seus chefes na manhã seguinte. Peter concorda, e quando fala com os chefes, o executivo diz que são apenas brinquedos divertidos, e compara a Barbie com um carro dos sonhos, porque estão influenciando as crianças a fazer coisas que elas provavelmente não fariam. O executivo diz que o fumo é a última coisa que querem que as crianças façam, e Peter acredita que existe um gráfico feito por seu filho na sala de aula. Ele percebe que seu pensamento é errado e que a empresa deseja realmente que crianças comecem a fumar. O executivo diz que a indústria se preocupa com as pessoas, e afirma que pode dar o cargo de presidente da Companhia de Cigarros El Dorado a Peter, que aceita.

O homem diz que se tornou presidente e está feliz que ganhou respeito de seus chefes. Lois pergunta ao marido por que o cargo foi dado a ele, e então afirma que somente precisou recitar 50 estados em um quarto de segundo (o que é um alto ganido sonoro). Enquanto isso, a empresa contrata uma garota feia para que possa ficar sempre ao lado de Meg, dando a impressão de que a menina é mais bonita. Peter fica surpreso pelo fato de que sua casa está revestida de microfilme de Teflon, para que a limpeza se tornasse mais fácil de limpar. Lois não percebe a diferença, mas a família desliza no chão e Peter deseja que o piso não seja feito pela empresa.

Lois aproveita a presidência de Peter, especialmente porque a companhia enviou Martha Stewart para ser empregada na casa dos Griffins. Brian, irritado com as ideias da indústria, para de fumar. Ao mesmo tempo, Peter aproveita seu cargo quando consegue um estacionamento executivo, e até mesmo contrata uma pessoa para puxar o saco de sua própria empresa (que acaba se tornando um robô, depois que Peter percebe que a tal pessoa disse algo contraditório). Uma lei de anti-fumo é proposta e El Dorado faz um encontro para decidir que o único jeito de se comunicar com os idiotas do Congresso é através de um idiota, e acabam decidindo mandar Peter para essa missão. No Capitólio, fica amigo das duas partes. Recepciona calorosamente os senadores, levando-os para um clube de strip, onde um dos senadores acidentalmente mata uma profissional. Enquanto isso, quando volta para casa, Lois fica horrorizada ao ver Stewie fumando, e se lembra dos abusos da empresa, fazendo com que ela e o bebê sigam Peter, indo para Washington D.C., contudo, Peter acredita que o filho está fumando porque está crescendo, e diz para Lois "cortar o cordão umbilical".

Peter consegue facilmente se comunicar com os homens do Congresso (convencendo-os de maneira simples, somente falando "vamos"). Ele se prepara para fazer seu discurso, porém, quando escuta Stewie tossindo gravemente, lembra-se do mal causado pelo fumo e pede ao Congresso que rejeite a proposta da El Dorado. O Congresso aceita (juntamente com dois congressistas, um que afirma que a fumaça do cigarro é poluente e outro que diz que o cigarro matou seu pai e "estuprou" sua mãe) e decide multar a companhia em $100 milhões, deixando-a na falência.

O episódio termina com um lembrete do elenco de Uma Família da Pesada sobre os riscos de matar strippers.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Produção[editar | editar código-fonte]

O episódio foi escrito pelo colaborador habitual Ricky Blitt, e dirigido por Brian Hogan, que participou pela primeira vez da série, antes da conclusão da produção da terceira temporada.

Adicionalmente aos dubladores habituais, o dublador e comediante Carlos Alazraqui, o ator Gary Cole, a comediante Louise DuArt, a dubladora Olivia Hack, a atriz Meredith Scott Lynn, a atriz Alyssa Milano, o comediante e ator Brian Doyle-Murray e o ator Jack Sheldon participaram do episódio. Os dubladores recorrentes Ricky Blitt, o escritor Danny Smith e o dublador Wally Wingert também fizeram aparições menores.

Referências culturais[editar | editar código-fonte]

O nome e uma pequena quantidade do enredo são paródias do filme de 1939, A mulher faz o homem, estrelado por James Stewart e dirigido por Frank Capra. No jogo do Red Sox, Stewie pega um taco de beisebol de lembrança de um garoto chamado "Opie." Opie também é o nome do co-trabalhador retardado de Peter nas temporadas seguintes. Quando Brian menciona uma mensagem subliminar, um corte mostra um episódio de Lassie com uma mensagem subliminar sobre pró-fumo. Esse tipo de mensagem são lendas urbanas populares durante a atualidade da televisão. Um flashback mostra Peter dando um falso testemunho na Audiência de Confirmação do Supremo Tribunal de Justiça de 1991 de Clarence Thomas, onde Thomas alegou assédio sexual da antiga assessora Anita Hill, o que era um problema. Depois que as mentiras são reveladas, ele grita "Baba Booey! Baba Booey! O pênis de Howard Stern! Baba Booey! Baba Booey!" Stern estimula os ouvintes a interromper o alto perfil político e os eventos da mídia, dando publicidade a eles, ao gritar diversas vezes "Baba Booey", o apelido do produtor de Stern, Gary Dell'Abate, um código.[1] Peter diz que, desde que se tornou presidente, "os profetas têm sido superiores a Alyssa Milano," uma referência às acusações de tabloides sobre o abuso de drogas da atriz. Em uma cena em live-action, Milano aparece e insiste que seu advogado processe a FOX. Quando os executivos da empresa decidem enviar Peter para Washington como lobista, fazem uma paródia da abertura da antiga sitcom, That Girl, de 1996. A cena onde uma lei antropomórfica canta os passos do Capitólio dos Estados Unidos é uma referência à série educativa de 1970, Schoolhouse Rock!. Os dois escritores que são contratados por Peter possuem certa semelhança física em relação à dupla de comediantes Ricky Gervais e Stephen Merchant, embora os personagens sejam dublados por americanos, enquanto os comediantes são ingleses.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por:
Brian Does Hollywood
Family Guy (terceira temporada) Sucedido por:
One If by Clam, Two If by Sea