Mr. Smith Goes to Washington

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mr. Smith Goes to Washington
Peço a palavra (PT)
A mulher faz o homem (BR)
James Stewart in Mr. Smith Goes to Washington trailer 2.JPG
 Estados Unidos
1939 •  p&b •  129 min 
Direção Frank Capra
Roteiro Sidney Buchman / Lewis R. Foster (história)
Elenco James Stewart
Jean Arthur
Claude Rains
Género drama
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Mr. Smith Goes to Washington (br: A mulher faz o homem / pt: Peço a palavra) é um filme estadunidense de 1939, do gênero drama, dirigido por Frank Capra.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Jefferson Smith é um inocente homem do interior que é levado a Washington por um grupo de políticos para se tornar senador dos Estados Unidos da América. Eles o querem transformar em uma marionete a serviço de seus interesses. Aos poucos, o homem vai percebendo o mar de lama em que se enfiou, capaz de destruir tudo o que sempre acreditou em relação à bondade e ao caráter dos comandantes de seu país.

Elenco[editar | editar código-fonte]

James Stewart e Jean Arthur
  • Eugene Pallette .... Chick McGann
  • Beulah Bondi .... Ma Smith
  • H.B. Warner .... senador Agnew
  • Harry Carey .... presidente do Senado
  • Astrid Allwyn .... Susan Paine
  • Ruth Donnelly .... Emma Hopper
  • Grant Mitchell .... senador MacPherson
  • Porter Hall .... senador Monroe
  • Pierre Watkin .... senador Barnes
  • Lorna Gray .... mulher na estação (não-creditada)
  • Edmund Cobb .... Senador Gower (não-creditado)
  • Maurice Costello .... Diggs (não-creditado)

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o

Oscar 1940 (EUA)

Prêmio NYFCC 1939 (New York Film Critics Circle Awards, EUA)

  • Venceu na categoria de melhor ator (James Stewart).

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • O filme faz parte da Biblioteca Nacional do Congresso dos EUA.
  • Foi eleito o 29° melhor filme de todos os tempos pelo AFI (ver: lista do AFI dos melhores filmes de todos os tempos).
  • A tradução do título original do filme, Sr. Smith vai à Washington, remete ao fato de que Jefferson Smith, o personagem principal, é enviado à Washington, D.C. para ocupar o cargo de senador.
  • O filme causou um enorme furor na mídia estadunidense na época de seu lançamento pelo fato de mostrar a corrupção do governo dos Estados Unidos de forma tão cotidiana, o que levou alguns a chamá-lo de antiamericano.
  • O filme foi banido da Alemanha Nazista, e segundo o diretor, na Itália fascista, e Espanha franquista, o filme foi dublado de maneira incorreta para não mostrar a corrupção e seguir a ideologia oficial de tais países[carece de fontes?][necessário esclarecer].
  • Apesar destes factos, o filme não foi proibido em Portugal, e foi um grande sucesso neste país, de tal maneira que estreou em televisão na terça-feira, dia 27 de Outubro de 1962, às 22 e 45, na rubrica do realizador Fernando Garcia "7ª Arte".

Ligações externas[editar | editar código-fonte]