Mrs. Miniver

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mrs. Miniver
A família Miniver (PT)
Rosa da esperança (BR)
 Estados Unidos
1942 • p&b • 134 min 
Direção William Wyler
Roteiro Jan Struther (jornal)
George Froeschel
James Hilton
Claudine West
Arthur Wimperis
Elenco Greer Garson
Walter Pidgeon
Teresa Wright
Género drama / guerra
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Mrs. Miniver (br: Rosa da Esperança / pt: A Família Miniver) é um filme estadunidense de 1942, do gênero drama de guerra, dirigido por William Wyler.

Baseia-se numa fictícia dona-de-casa britânica criada por Jan Struther em 1937 para um série de colunas do jornal The Times. Venceu seis prêmios Oscar, incluindo o de melhor filme do ano.

A adaptação cinematográfica da homônima série de colunas criada por Jan Struther para o jornal foi produzida pela Metro-Goldwyn-Mayer em 1942. Sob a influência do Departamento de Informação de Guerra, o filme tenta descontruir a imagem da Inglaterra glamourosa que era passada pelos filmes de Hollywood do período pré-guerra. Para esse propósito, o status social elevado da família Miniver retratado nas colunas foi degradado e maior atenção foi dada à erosão de barreiras entre classes durante o período da guerra.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Apesar de não tão rica quanto nas publicações de Struther, a Sra. Miniver da versão cinematográfica ainda vive na confortável casa intitulada Starlings; não no centro de Londres, mas num subúrbio perto do Tâmisa. A casa possui um amplo jardim com acesso ao rio e um barco a motor. O marido dela, Clem (apesar do sotaque do ator canadense Walter Pidgeon), é um arquiteto inglês bem-sucedido. Possuem vários empregados e um filho na universidade.

Com o início da segunda guerra mundial, Vin, o filho mais velho, regressa da universidade e se apaixona por Carol Beldon, neta de Lady Beldon, uma aristocrata de Beldon Hall, uma mansão vizinha. Apesar de discordâncias iniciais, se casam. Com a iminente ameaça de ataques aéreos à Inglaterra, Vin decide fazer sua parte e se junta à Força Aérea Real como piloto. É enviado para uma base localizada perto da casa dos pais. Clem ajuda na Operação Dynamo com o barco a motor da família. Sozinha em casa, a Sra. Miniver encontra um piloto alemão ferido em seu jardim. Ela o alimenta, o desarma calmamente e avisa às autoridades locais.

A Inglaterra começa a ser bombardeada diariamente e, enquanto Vin está na batalha com seu esquadrão, Carol é atingida e morta por um míssil. Os habitantes se refugiam numa danificada igreja local e, lá, determinam que irão lutar para defender o país e seu estilo de vida.

Elenco principal[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o
Greer Garson e Walter Pidgeon em cena de "Rosa da Esperança".
  • Greer Garson .... Sra. Miniver
  • Walter Pidgeon .... Clem Miniver
  • Teresa Wright .... Carol Miniver
  • Dame May Whitty .... Lady Beldon
  • Reginald Owen .... Foley
  • Henry Travers .... James Ballard
  • Richard Ney .... Vin Miniver
  • Henry Wilcoxon .... Vicar
  • Christopher Severn .... Toby Miniver
  • Brenda Forbes .... Gladys - Housemaid
  • Clare Sandars .... Judy Miniver
  • Marie De Becker .... Ada - Cook
  • Helmut Dantine .... German Flyer
  • John Abbott .... Fred
  • Connie Leon .... Simpson

Recepção[editar | editar código-fonte]

O filme superou todas expectativas, lucrando mais de cinco milhões de dólares apenas na América do Norte; um recorde para a MGM até então. Lucrou cerca de nove milhões de dólares nos cinemas do mundo todo. Foi nomeado o filme de maior lucro no Reino Unido no ano de 1942 e também o melhor filme de 1942 de acordo com 555 críticos da revista estado-unidense Film Daily. Em 14 de junho de 2006, foi eleito o quadragésimo filme mais inspirador do cinema estado-unidense de acordo com o American Film Institute.

Prêmios Oscar[editar | editar código-fonte]

Conquistados
Indicações

Trívia[editar | editar código-fonte]

  • Logo após o término das filmagens, Greer Garson se casou com Richard Ney, que interpreta seu filho no filme.
  • Primeiro filme a receber mais de quatro indicações para categorias de atuação do Oscar.
  • Certa vez, Winston Churchill disse que este filme fez mais para a causa da guerra do que uma frota de caças.
  • O discurso de Greer Garson enquanto recebia o Oscar de melhor atriz durou mais de uma hora, tornando-o o mais longo da história.
  • Garson não foi a primeira escolha para o papel título, e só o interpretou por obrigações contratuais.
  • Depois de concluir as filmagens, William Wyler se juntou ao exército estado-unidense. Revelou, mais tarde, que suas experiências de guerra o fez perceber o quanto seu filme mostrava a guerra de maneira superficial.
  • Wyler, judeu nascido no Império Alemão, também declarou abertamente que fez o filme por meras razões propagandísticas. Tinha o propósito de convencer o governo estado-unidense a se juntar aos aliados.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]