Mthatha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Caesar Carl Hans Henkel02.jpg

Mthatha é a cidade principal do Município Local de King Sabata Dalindyebo, no Cabo Oriental, província da África do Sul. A cidade possui um aeroporto, anteriormente denominado K. D. Matanzima Airport, em homenagem ao anterior líder Kaiser Matanzima.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Foi um posto militar para forças coloniais, em 1882, mas a cidade, em si, foi fundada em 1883. A barragem de Mthatha situa-se a cerca de 8 quilómetros a montante da cidade.[2] Mthatha tornou-se o centro administrativo da área, tendo inclusive catedrais anglicana e católica, embora possua membros de outras religiões, na cidade. Tornou-se também a sede das autoridades tradicionais e do edifício do parlamento.

Uma filial da Universidade de Fort Hare foi criada na cidade, que em 1977 se tornou na Universidade de Transkei, que foi integrada na Universidade Tecnológica e Científica de Walter Sisulu. O campus da universidade foi o ponto de partida para a primeira estação de rádio comunitária da localidade[3] , que começou em 1996 e que se tornou numa importante radiodifusora.

De 1976 a 1994, foi capital do bantustão de Transkei, sob o nome de Umtata.[4]

Depois do fim do apartheid, algumas secções de negócios africanas mudaram-se para áreas tradicionalmente de pessoas brancas, a fim de lá, praticarem atividades económicas.[5]

Muitos dos líderes negros sul-africanos; incluindo Walter Sisulu e Nelson Mandela, vieram desta zona, e o reformado Mandela ainda mora na sua aldeia natal Qunu alguns quilómetros a sul de Mthatha. Mthatha possui três dos museus de Nelson Mandela.

Em Março de 2004 Umtata mudou oficialmente de nome para Mthatha.

Referências

  1. K D Matanzima Airport
  2. Fatoki, OS, Muyima, NYO and Lujiza, M. (October 2001). "Análise à qualidade da água." (PDF). Water SA 27 (4).
  3. UCRFM
  4. Constitution of the Republic of Transkei, Chapter 1, 1(2).
  5. Mgibisa, Mbuyisi. "Mthatha in dire straits", Mail & Guardian, 25 October 2006.