Mukeka di Rato

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mukeka di Rato
Mukeka di Rato.jpg
A banda ao vivo
Informação geral
Origem Vila Velha, Espírito Santo
País  Brasil
Gênero(s) Hardcore punk, grindcore, punk rock
Período em atividade 1995 - atualmente
Gravadora(s) Deckdisc
Página oficial www.mukekadirato.com.br
Integrantes Sandro
Paulista
Mozine
Brek
Ex-integrantes Bebê
Dudu

Mukeka di Rato é uma banda de punk rock/hardcore punk formada em 1995 na cidade de Vila Velha no Espírito Santo. São conhecidos por terem um senso de humor sarcástico e por fazerem shows irreverentes.

História[editar | editar código-fonte]

A Mukeka di Rato foi formado em 1995 com Mozine no baixo, Dudu na guitarra e Brek na bateria e teve esse nome inspirado em uma reportagem que contava o drama de uma cidade de Pernambuco onde seus habitantes estavam comendo ratos achados no lixo. Os dois "K" no logotipo da banda, foram para homenagear bandas finlandesas que os membros gostavam de escutar na época.

Com a entrada de Sandro nos vocais, gravaram sua primeira demo tape chamada Sobrevivência. Logo após o lançamento da demo, a banda despontou no cenário capixaba e faz vários shows, participando de vários fanzines e tocando em alguns programas de rádio. A banda, em seguida, gravou mais 8 músicas que saíram em duas coletâneas. Após lançarem esse material, o Mukeka ainda participou de várias coletâneas em K7 e CD. Após esse período, o guitarrista Dudu deixou o conjunto e, em seu lugar, assumiu Paulista.

Em 1997, foi lançado o álbum Pasqualin na Terra do Xupa Kabra, pela gravadora RVC Music, de Brasília (depois sendo relançado pela gravadora Läjä Records). Em 1999, saiu o álbum Gaiola pelo próprio selo da banda, chamado Läjä Records e teve grande repercussão tanto nacional quanto internacional. O Mukeka di Rato participou de coletâneas e splits do mundo inteiro, tendo grande retorno com isso.

Em 2001, o vocalista Sandro deixou a banda e, em seu lugar entra o roadie Bebê. Após alguns ensaios de adaptação, lançam no mesmo ano o álbum Acabar com Você, que teve o seu videoclip exibido na MTV, gerando um enorme crescimento de popularidade, chegando inclusive a ser lançado no exterior.

Em 2004 lançam o álbum Máquina de Fazer, pelo selo carioca Urubuz Records, que teve em algumas faixas, a participação de Sandro, o ex-vocalista do grupo. Fizeram vários shows no circuito Rio-São Paulo e tocaram em algumas cidades que nunca haviam estado antes. No mesmo ano, os integrantes do Mukeka di Rato tocaram com as bandas Vivisick (do Japão) e Hellnation (dos Estados Unidos), trazidas pela gravadora da banda. Em 2005, foi lançado o segundo clipe do Mukeka di Rato na MTV, com a música Clube da Criança Junkie.

Em 2006, o vocalista Bebê saiu da banda para o retorno de Sandro. Em 2007, lançaram o álbum chamado Carne.

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio

Pasqualin na Terra do Xupa-Kabra - 1997[editar | editar código-fonte]

Primeiro álbum do Mukeka Di Rato, lançado em 1997, pela gravadora RVC Music.
  1. Quer Ir? Vai!
  2. José é Mau
  3. Rótulo
  4. New Wave Índio
  5. Rambo Quer Matar Che Guevara
  6. Chuva
  7. Mente Positiva
  8. Faculdade do Crime
  9. Dislexia
  10. Olhos Queimando
  11. Auxílio Paletó
  12. Presos
  13. Minha Escolinha
  14. Lá-Re-Sol
  15. Mukeka Di Rato
  16. Skaratáfeliz
  17. Câncer de Pele
  18. Deturpação Divina
  19. Já basta
  20. Cães Rançosos
  21. Mék Kâncer Feliz
  22. O Dono do Brasil
  23. Capetali$mo
  24. Porco Policial

Gaiola - 1999[editar | editar código-fonte]

  1. Mickey
  2. Guri
  3. Só Capeta Cuspindo Fogo
  4. Cobra Criada
  5. Nossos Filhos
  6. Vitória Poluída
  7. Do Contra Ao Favor
  8. Perda
  9. Nazi Tolices
  10. Heróis Da Nação Falida
  11. Curupira
  12. Pressão Total
  13. Praia da B**
  14. Maçã
  15. Pasqualin na Terra do Xupa-Kabra
  16. Homem Borracha

Acabar Com Você - 2001[editar | editar código-fonte]

  1. Acabar com Você
  2. Música Sem Mensagem
  3. Viva a Televisão
  4. Às Vezes o Diabo é Mais Gente Boa do que Deus
  5. Êta Fogo
  6. Nuderval
  7. Obrigado Deus, Pelas Boas Empresas Que Melhoram Meu Viver!
  8. Maconha
  9. Moldar
  10. Mudar Pra Quê?!
  11. Corrente Alternada, Corrente Contínua
  12. Nasci Em Vila Velha
  13. Sopinha Quentinha
  14. Kustapassaaessedrmobral

Máquina de Fazer - 2004[editar | editar código-fonte]

Álbum lançado em 2004, pela gravadora Urubuz Records.
  1. Eu não Sei
  2. Bigorna e Martelo
  3. O Peso do Seu Sangue
  4. Visual é Tudo!
  5. Refrigerantes Bleargh!
  6. Pela Janela do Trem
  7. Sob o Efeito da Erva
  8. Encosto
  9. Reclamação
  10. Bush Sorrindo
  11. Forró do Político Safado
  12. Corre!
  13. Primeira Comunhão com Satanás
  14. Igual a Pimenta!
  15. Sei Que Você Não Gosta De Fã
  16. Disk Silêncio
  17. Máquina de Fazer

Carne - 2007[editar | editar código-fonte]

  1. Frações, Refrações e Proporções
  2. Animal
  3. Rinha de Magnata
  4. Enxurrada
  5. Produtos Químicos Eletrodomésticos
  6. Borboleta Azul
  7. Voltar a Viver
  8. Você é Você!
  9. Jogo do Bicho
  10. Pedro e Alfa
  11. T.G.E.
  12. Vencer na Vida
  13. Cachaça
  14. Carne

Atletas de Fristo - 2011[editar | editar código-fonte]

  1. Atletas de Fristo
  2. Segredo do Túmulo
  3. Festa Jovem
  4. Pedra
  5. Silhueta
  6. Croca
  7. Lua Cheia
  8. Pagando o Pato
  9. Marcapasso
  10. Face Oculta do Inimigo
  11. Orgia de Vermes
  12. Gaiola

Demo Tapes[editar | editar código-fonte]

Sobrevivência - 1995[editar | editar código-fonte]

  1. New Wave Indio
  2. Mukeka di Rato
  3. Dislexia
  4. Minha Escolinha
  5. Câncer di Pele
  6. Dono do Brasil

Splits[editar | editar código-fonte]

Coletâneas[editar | editar código-fonte]

  • Vozes da Raiva, vol. 3 (CD, ????, Fast'n'loud)
  • HC Scene, vol. 1
  • Cult 22 (CD, 1997, RVC Music)
  • Here's The Silver Tape
  • Ilha em Movimento
  • Short, Fast + Loud!
  • Tomorrow Will Be Worse II
  • Blam
  • Human Stench, vol. 1
  • Dia D ao Vivo

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Flag of Brazil.svgGuitarra masc.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical do Brasil, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.