Mukhannathun

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Mukhannathun ("efeminados", do árabe مخنثون, "homens que parecem mulheres", singular mukhannath) é a palavra em árabe clássico para pessoas que hoje poderiam ser chamadas transgêneros ou mulheres transexuais (transexuais homem para mulher). Vários "mukhannathun" aparecem em muitos hadith.[1] [2] Em um hadith, o profeta Maomé protege um mukhannath de um grupo de pessoas indisciplinadas.[1] Esses textos poderiam indicar que transexuais muçulmanos seriam aceitos como são "dentro dos limites de Medina e Meca".[3] Fora do texto religioso, eles são fortemente associados com música e entretenimento.[3]

Gênero e sexualidade[editar | editar código-fonte]

Os mukhannathun como um grupo não se encaixam perfeitamente em qualquer uma das categorias de sexo ou sexualidade utilizado no Ocidente, neste momento.[3] Enquanto eles não sejam de modo algum heterossexuais, não se pode dizer que eles sejam simplesmente homossexuais masculinos.[3] Ao mesmo tempo que sejam variantes de gênero, parece que a intensidade difere de cada mukhannath para outro.[3]

Referências

  1. a b USC-MSA compendium of Muslim Text (em inglês) Partial Translation of Sunan Abu-Dawud, Book 41: General Behavior (Kitab Al-Adab), Número 4910 Usc.edu.
  2. Hadith on this matter (em inglês) USC-MSA compendium of Muslim Text: Partial Translation of Sunan Abu-Dawud, Book 32: Clothing (Kitab Al-Libas), Número 4095 Usc.edu.
  3. a b c d e Rowson, Everett K.. (outubro de 1991). "The Effeminates of Early Medina" (PDF) (em inglês). Journal of the American Oriental Society 111 (4): 671–693. American Oriental Society. DOI:10.2307/603399.
Ícone de esboço Este artigo sobre LGBT é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.