Museu Jacquemart-André

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Entrada do museu Jacquemart-André

O museu Jacquemart-André, é um museu privado que pertence ao Instituto de França (Institut de France) localisado num hotel particular no 8º arrondissement de Paris, próximo do Arco do Triunfo (praça Charles de Gaulle) e por trás da avenida dos Campos Elíseos (Champs Élysées), no boulevard Haussmann, 158.

O museu foi inaugurado em 1913, logo após a morte de Nélie Jacquemart, viúva de Édouard André, e apresenta a colecção de obras de arte reunidas pelo casal, entre 1864 e 1912.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Salão grande
Escadaria de honra

Este palacete luxuoso foi concebido pelo arquiteto e decorador Henrique Parent (Henri Parent) entre 1869 e 1875, por encomenda de Eduardo André (Édouard André), herdeiro de uma das duas maiores fortunas da França durante o reinado de Napoleão III. Para esse efeito, comprou um terreno de 5 700 m2 pela soma considerável de 1 520 000 francos. De facto Eduardo pediu ao arquiteto, que lhe construísse o hotel particular à volta da Grande Sala em rotunda, cujas boiseries (apainelamentos) ele já possuía. Provinham do hotel particular de Samuel-Jacques Bernard (conde de Coubert), demolido devido à regra de alinhamento das fachadas nas novas avenidas e boulevards, decretada pelo barão Haussmann. A dimensão das salas na ala esquerda foi condicionada pela necessidade de enquadrar as tapeçarias "russianas", que também já tinha adquirido.

História[editar | editar código-fonte]

Eduardo André era um descendente duma família protestante de banqueiros originária de Nimes, (Nîmes). Em 1872, Eduardo André comprou a Gazette des Beaux-Arts tomou a direção da Union centrale des arts décoratifs. Consciente da falta dum museu de artes decorativas, usou a sua renda quase ilimitada para colecionar quadros, esculturas, tapeçarias e outras obras de arte, todas do século XVIII, que apresentou no palacete mandado construir para esse efeito, quando ainda era solteiro.

A coleção de pintura[editar | editar código-fonte]

Discíplos de Emaús, quadro de Rembrandt, c. 1628. Repare que o 2º discíplo está ajoelhado à frente da mesa.

O museu apresenta obras de arte de entre outros Élisabeth-Louise Vigée Le Brun, Canaletto, Jean-Marc Nattier, Alfred Boucher, Rembrandt, Anthony van Dyck, Frans Hals, Giovanni Battista Tiepolo, Jacques-Louis David, Thomas Lawrence, Joshua Reynolds, Thomas Gainsborough, Paolo Uccello, Gian Lorenzo Bernini, Sandro Botticelli, Andrea Mantegna, Jean-Honoré Fragonard kaj Jean-Baptiste-Siméon Chardin.

Informações turísticas[editar | editar código-fonte]

  • Endereço: 158 boulevard Haussmann, 75008 Paris
  • Horário: todos os dias das 10:00 às 18:00 (mesmo nos dias feriados)
  • Transporte:
    Metro: estações Miromesnil ou Saint-Philippe du Roule
    RER: linha A, estação Charle de Gaule -- Étoile
    Autocarro: linhas 22, 28, 43, 52, 54, 80, 83, 84, 93
  • Entrada — 10 €; 7,30 € — dos 7 aos 17 anos; gratuito até aos 7 anos
  • O bilhete inclui:
    Audioguia em francês, espanhol, holandês, inglês, italiano, japonês ou russo
    Visita da exposição temporária

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Museu Jacquemart-André