Museu Oceanográfico do Mónaco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A construção sobre as rochas

O Museu Oceanográfico do Mónaco, em francês Musée Océanographique de Monaco, é uma instituição fundada em 1910 por Alberto I, Príncipe do Mónaco para albergar as colecções resultantes das suas campanhas oceanográficas e para apoiar a futura investigação dos mares. Localizado num promontório sobranceiro ao mar, o museu abriga espécies de animais marinhos como estrelas-do-mar, cavalos marinhos, tartarugas marinhas, medusas, caranguejos, lagostas, arraias, tubarões, ouriços-do-mar, pepino-do-mar, moréias e chocos.

Jacques Cousteau foi seu diretor por vários anos, a partir de 1957[1] .

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. In: Mourad, Bariaa, P.-Fromm, Gérald A. and Carpine, Christian (eds.). Art de la nacre, coquillages sacrés : Rapport de recherche sur la provenance et l'authenticité d'une collection du Musée Océanographique. [S.l.]: Monaco: Musée Océanographique, 1992.