Myia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde Fevereiro de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Myia (Grego: Μυῖα, significando "mosca"[1] ) foi uma filósofa pitagórica [2] e poetisa,[2] [1] considerada bela.[1] Ela era filha de Theano [2] e Pitágoras.[1]

Foi casada com Milo de Crotona, o famoso atleta, e líder de coro quando jovem; na maturidade notabilizou-se pelo comportamento religioso.[carece de fontes?] Luciano, em seu "Em honra de um voo", diz que poderia falar muito sobre a vida de Myia, filha de Pitágoras, não fosse esta já conhecida de todos.[1]

Como as outras filósofas pitagóricas escreveu sobre a aplicação do princípio no cotidiano da mulher.[carece de fontes?] Ela é citada por Clemente de Alexandria na obra Stromata[2] e por Jâmblico no escrito Vida de Pitágoras.[3]

Referências

  1. a b c d e Luciano de Samósata, The Fly, an appreciation [em linha]
  2. a b c d Clemente de Alexandria. Stromata (em inglês). [S.l.: s.n.]. vol. IV.19,.
  3. WAITHE, Mary Ellen. The history of women philosophers. Londres

Ligações externas[editar | editar código-fonte]