Nó celta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Os Nós celtas são uma variedade de nós e gráficos de nós estilizados usados ​​para a decoração, usado extensivamente no estilo de arte Celta.

História[editar | editar código-fonte]

O uso de padrões entrelaçados têm suas origens no trabalho artístico do final do Império Romano.[1]

Exemplos de 'plaits (um design de cordão trançado ininterrupto) são anteriores aos nós em diversas culturas ao redor do mundo,[2] mas o plait quebrado e reconectado, que é a característica do verdadeira trabalho de nós começou no norte da Itália e no sul da Gália e se espalhou para Irlanda por volta do século 7.[3] O estilo é comumente associado com as terras celtas, mas também foi amplamente praticada na Inglaterra e exportado para a Europa por atividades monásticas irlandeses e Nortúmbria no continente. J. Romilly Allen identificou "oito nós elementares que formam a base de quase todos os padrões entrelaçados na arte decorativa celta".[4] [5]

Exemplos[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Nó celta

Referências

  1. James Trilling (2001). The Language of Ornament. Thames and Hudson Ltd ISBN 0-500-20343-1
  2. George Bain. Celtic art: The methods of construction. London: Constable Press, 1951.George Bain. Celtic Art: The Methods of Construction. [S.l.]: Dover Publications, Inc, 1973. ISBN 0-486-22923-8
  3. Sir Edward Sullivan. The Book of Kells. [S.l.]: Studio Editions Ltd, 1986. ISBN 1-85170-035-8
  4. J. Romilly Allen. Celtic Art in Pagan and Christian Times. [S.l.]: Studio Editions Ltd, 1933. ISBN 1-85891-075-7
  5. Drew Ivan (2005-08-10). Eight Basic Knotwork Patterns. Página visitada em 2007-01-10.