Números aposentados no futebol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou secção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde agosto de 2011). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Trechos sem fontes poderão ser removidos.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing.

É costume a muitos clubes de futebol de todo o mundo aposentarem (retirarem) números de camisas para reconhecer a lealdade ou morte trágica de alguns dos seus jogadores.

História[editar | editar código-fonte]

Essa prática, há muito estabelecida nos esportes dos EUA, é uma instituição recente no futebol uma vez que a numeração fixa só passou a ser amplamente usada a partir da década de 1990. Antes disso era costumeiro que os jogadores titulares fossem numerados de 1 a 11 pela formação/posição dependendo da partida, e os reservas sendo numerados de 12 para cima. Isso quer dizer que um jogador poderia vestir diferentes números durante a temporada se fossem jogar em diferentes posições por razões táticas, ou simplesmente por não ser sempre titular.

O ato de aposentar a camisa de um jogador geralmente ocorre assim que um jogador deixa o time e/ou se aposenta. Essa distinção honra um jogador que significou tanto para o clube, que este decide retirar o número que o jogador utilizou durante sua passagem, não permitindo que nenhum outro jogador use o número no futuro. Em alguns casos, como os de Jason Mayélé, Vittorio Mero, Marc-Vivien Foé, Miklós Fehér, Ray Jones e Antonio Puerta, as camisas foram aposentadas postumamente para honrar um jogador que morreu em trágicas circunstâncias enquanto ainda jogava. Ainda, o clube norueguês Fredrikstad FK aposentou a camisa de Dagfinn Enerly após um acidente no campo de jogo que o deixou paraplégico. No Brasil, o Palmeiras aposentou a camisa 12 em homenagem ao goleiro Marcos, que deixou os gramados em 2012.

As seleções nacionais da Argentina e de Camarões aposentaram os números de Diego Armando Maradona (10) e Marc-Vivien Foé (17), respectivamente. Porém a FIFA obriga que os times nacionais sigam uma ordem numérica que inclui tais números. Essas seleções podem abster do uso dos números citados em competições não-FIFA ou em amistosos.

Camisa 12[editar | editar código-fonte]

Alguns clubes dedicam uma camisa aos seus torcedores, e não a escalam para nenhum jogador. O número mais comum para essa prática é o 12, do costume de designar os torcedores como o décimo segundo jogador. Entre as equipes que reservam o número 12 para seus torcedores estão:

Números aposentados[editar | editar código-fonte]

País Equipe Jogador Posição Anos na equipe Notas Ref
 Áustria SK Rapid Wien 5 Áustria Peter Schöttel Zagueiro 1986-2001
 Brasil Vasco da Gama 11 Brasil Romário Atacante 1985-1987, 2000-2001, 2005-2006, 2007-2008 1 ano [2]
 Brasil América 11 Brasil Romário Atacante 2009 [3]
 Brasil Ceará 11 Brasil Sérgio Alves Atacante 1992-1997, 2001, 2002, 2004, 2008-2010 Temporada 2010 [4]
 Brasil Internacional 9 Brasil Fernandão Atacante 2004-2008
 Brasil Palmeiras 12 Brasil Marcos Goleiro 1992-2012 [5]
 Colômbia Independiente Santa Fé 23 Colômbia Léider Preciado Atacante 1995-1998, 2000-2001, 2004–2005, 2006-2008, 2011 A camisa 23, usada por Preciado durante suas cinco passagens pelo Santa Fé, não foi totalmente aposentada, mas em maio de 2012, foi retirada em homenagem ao atacante, permanecendo assim durante 23 meses. [6]
 República Checa Dynamo České Budějovice 8 República Checa Karel Poborský Meia 1991-1994, 2005-2007
 Dinamarca Aalborg BK 12 Dinamarca Torben Boye Zagueiro 1984-2002
 Dinamarca Næstved BK 7 Dinamarca Rasmus Green Meia 2005-2006 póstumo
 Dinamarca Viborg FF 22 Dinamarca Søren Frederiksen Atacante 1989-1994, 1998, 2001-2005 [7]
 Inglaterra Chelsea 25 Itália Gianfranco Zola Atacante 1996-2003
 Inglaterra Hartlepool United 25 Inglaterra Michael Maidens Meia 2004-2007 póstumo [8]
 Inglaterra Manchester City 23 Camarões Marc-Vivien Foé Meia 2002-2003 póstumo [9]
 Inglaterra Manchester United 36 Inglaterra Jimmy Davis Meia 1999-2003 póstumo
 Inglaterra QPR 31 Inglaterra Ray Jones Atacante 2006-2007 póstumo [10]
 França Lens 17 Camarões Marc-Vivien Foé Meia 1995-1999 póstumo
 França Lyon 16 França Luc Borrelli Goleiro 1998-1999 póstumo
 França Lyon 17 Camarões Marc-Vivien Foé Meia 2000-2002 póstumo
 França Sedan 29 França David Di Tommaso Zagueiro 2001-2004 póstumo [11]
 Alemanha Wacker Burghausen 11 Eslováquia Marek Krejčí Atacante 2004-2007 póstumo
 Alemanha Köln 10 Alemanha Lukas Podolski Atacante 2002–2006, 2009–2012 A camisa 10 não foi aposentada pela direção do Köln, mas não será usada por nenhum jogador enquanto Podolski ainda estiver em atividade.
 Hungria Ferencváros 2 Hungria Tibor Simon Zagueiro 1985-1999 póstumo
 Hungria Honvéd 10 Hungria Ferenc Puskás Atacante 1939-1956 póstumo
 Japão Yokohama F. Marinos 3 Japão Naoki Matsuda Zagueiro 1995-2010 póstumo
 Itália Avellino 10 Itália Adriano Lombardi Meia 1975-1979 póstumo
 Itália Milan 6 Itália Franco Baresi Líbero 1977-1997 [12]
 Itália Milan 3 Itália Paolo Maldini Zagueiro 1987-2009
 Itália Siena 4 Itália Michele Mignani Zagueiro 1996-1997, 1998-2006
 Itália Roma 6 Brasil Aldair Zagueiro 1990-2003 A pedido do próprio Aldair, a Roma decidiu reutilizar a camisa 6, passando-a ao holandês Kevin Strootman. [13]
 Itália Atalanta 14 Itália Federico Pisani Atacante 1991-1997 póstumo [14]
 Itália Brescia 10 Itália Roberto Baggio Atacante 2000-2004
 Itália Brescia 13 Itália Vittorio Mero Zagueiro 1998-2001, 2002 póstumo [15]
 Itália Cagliari 11 Itália Luigi Riva Atacante 1963-1978 [16]
 Itália Chievo 30 República Democrática do Congo Jason Mayélé Meia-armador 2001-2002 póstumo [17]
 Itália Genoa 6 Itália Gianluca Signorini Líbero 1988-1995 póstumo
 Itália Inter de Milão 3 Itália Giacinto Facchetti Lateral esquerdo 1961-1978 póstumo
 Itália Messina 41 Itália Salvatore Sullo Meia 2001-2007 [18]
 Itália Napoli 10 Argentina Diego Maradona Meia 1984-1991
 Israel Hapoel Be'er Sheva 6 Zâmbia Chaswe Nsofwa Atacante 2007 póstumo
 México América 10 México Cuauhtémoc Blanco Atacante 1992-1997, 1998-2000, 2002-2004, 2005-2007 [19]
 México Atlante 12 México Félix Fernández Goleiro 1989-1998, 1999-2001, 2002-2003
 México Chivas Guadalajara 22 México José Martínez Meia 1970-1981 póstumo
 México UANL Tigres 7 Peru Gerónimo Barbadillo Meia 1977-1982
 Países Baixos Ajax 14 Países Baixos Johan Cruijff Meia 1964-1973, 1983-1984 [20]
 Países Baixos Utrecht 4 França David di Tommaso Zagueiro 2004-2005 póstumo [21]
 Noruega Fredrikstad FK 8 Noruega Dagfinn Enerly Atacante 2004-2005 [22]
 Polónia Légia Varsóvia 10 Polónia Kazimierz Deyna Meia 1966-1978 póstumo
 Portugal Benfica 29 Hungria Miklós Fehér Atacante 2002-2004 póstumo [23]
Escócia Aberdeen 0 Marrocos Hicham Zerouali Atacante 1999-2002 póstumo
 Turquia Galatasaray 3 Turquia Bülent Korkmaz Zagueiro 1984-2005
 Estados Unidos New York Cosmos 10 Brasil Pelé Atacante 1975-1977
 Estados Unidos Los Angeles Galaxy 13 Estados Unidos Cobi Jones Meia 1996-2007 [24]
 Estados Unidos Real Salt Lake 9 Estados Unidos Jason Kreis Atacante 2005-2007 [25]
 Suécia Kalmar FF 15 Suécia Johny Erlandsson Meia 1973-1988 [26]
 Suécia IFK Norrköping 18 Suécia Stefán Þórðarson Atacante 2004-2007 [27]
 Espanha Espanyol 21 Espanha Daniel Jarque Zagueiro 2002-2009 póstumo

Casos especiais[editar | editar código-fonte]

Equipe Jogador Posição Anos Notas
Roménia Dínamo Bucareste 11 Roménia Cătălin Hîldan Meia 1994-2000 Durante o segundo tempo de uma partida amistosa entre o Şantierul Naval Olteniţa e o Dínamo, Hîldan sofreu um acidente vascular cerebral e morreu num hospital local em Olteniţa.
Itália Milan 3 Itália Paolo Maldini Lateral 1984-2008 A camisa não foi totalmente aposentada, pois Maldini deu permissão aos seus filhos para adotarem a camisa 3 caso decidam jogar profissionalmente pelo clube.[28] [29]
África do Sul Orlando Pirates 22 África do Sul Lesley Manyathela Atacante -2003 O clube aposentou o número 22, após Manyathela ter morrido num acidente de carro em agosto de 2003. Porém, regras da Confederação Africana de Futebol determinam que as camisas sejam numeradas de 1 a 30 em competições continentais, sendo assim a camisa 22 acaba sendo escalada.
Israel Maccabi Tel-Aviv 12 Israel Meni Levi Zagueiro Durante um jogo entre o Maccabi Tel-Aviv e o Beitar Jerusalém, Levi matou uma bola no peito e chutou a bola, depois correu de volta à defesa e teve um colapso. Se levantou, e depois teve uma segunda queda. Ele foi depois colocado numa máquina de suporte de vida, e conseguiu sobreviver.[30]
Brasil Santos 10 Brasil Pelé Atacante 1956-1974 O clube aposentou o número, mas o reinstalou logo depois, devido a regras da CONMEBOL, que determinam que as camisas devem ser numeradas de 1 a 25 em competições continentais (como a Copa Libertadores, Copa Sul-Americana, entre outras).
Peru Universitario 22 Peru José Luis Carranza Meia 1986-2004 O clube aposentou o número em 2005, mas o reinstalou logo depois, devido a regras da CONMEBOL, que determinam que as camisas devem ser numeradas de 1 a 25 em competições continentais (como a Copa Libertadores, Copa Sul-Americana, entre outras).
Escócia Dunfermline 4 Escócia Norrie McCathie Zagueiro 1996 O clube aposentou o número após o capitão McCathie ter sido encontrado morto em sua casa em 8 de janeiro de 1996, por causa de envenenamento por monóxido de carbono.[31] Àquela época, os clubes da liga escocesa usavam números de 1 a 11, então pelo resto da temporada de 1995-96, o número 12 foi utilizado no lugar. Porém, o número não foi aposentado permanentemente, e tem sido reutilizado.
Escócia Aberdeen 0 Marrocos Hicham Zerouali Atacante 1999-2002 Zerouali era conhecido como "Zero" na equipe escocesa. Seu apelido ficou tão popular que fez com que ele atuasse algumas partidas com o número 0 em 2000. Ele já havia deixado o Aberdeen quando faleceu precocemente em 2004, vítima de um acidente automobilístico, mas o clube aposentou a camisa 0 em sua homenagem.[32]
Noruega Stabæk IF 7 Noruega Christer Basma Zagueiro 1995-1998 O clube aposentou seu número em honra a seus serviços pelo clube.[33] A aposentadoria foi revogada na temporada 2004, com o número sendo dado a Henning Hauger.
México América 10 México Cuauhtémoc Blanco Atacante 1992-1997, 1998-2000, 2002-2004, 2005-2007 A camisa será aposentada somente por um período de 5 anos, começando em junho de 2007. Porém, devido a regras da CONMEBOL, que determinam que as camisas devem ser numeradas de 1 a 25 em competições continentais, a camisa 10 foi utilizada por Leonin Pineda durante a Copa Sul-Americana 2007.
México UANL Tigres 7 Peru Gerónimo Barbadillo Meia 1977-1982 O número 7 foi imortalizado em homenagem a Barbadillo. Porém, devido a regras da CONMEBOL, que determinam que as camisas devem ser numeradas de 1 a 25 em competições continentais, o número 7 foi concedido em partidas válidas por essa confederação. Em 2005, a camisa 7 foi dada a Claudio Nuñez, e em 2006, a Walter Gaitán para a disputa da Copa Libertadores.
Espanha Sevilla 16 Espanha Antonio Puerta Lateral 2004-2007 A camisa não foi completamente aposentada. O filho de Puerta poderá adotar o número 16 caso jogue no time principal do Sevilla.[34]
Alemanha Hannover 96 1 Alemanha Robert Enke Goleiro 2004-2009 A camisa 1, usada por Enke durante toda sua carreira no Hannover, foi aposentada após ele cometer suicídio numa passagem de nível na cidade de Neustadt am Rübenberge, após um surto de depressão.
Escócia Motherwell 10 Escócia Phil O'Donnell Meio-campista 1990-1994, 2004-2007 A camisa 10, usada por O'Donnell, foi aposentada em homenagem ao meio-campista, falecido após sofrer um colapso cardíaco em campo. Seu sobrinho David Clarkson usou o número na temporada 2008-09. Após sua saída, o número voltou a ficar vago, mas nenhum outro jogador voltou a usá-lo.
Inglaterra Exeter City 9 Inglaterra Adam Stansfield Atacante 2006-2010 A camisa 9 foi aposentada pela diretoria do Exeter City em homenagem a Stansfield, vitimado por um câncer abdominal um mês antes de completar 32 anos.
Finlândia Haka 14 Rússia Valeriy Popovich Atacante 1994-2008 A camisa 14 foi aposentada pela diretoria do Haka em homenagem aos serviços prestados por Popovich no clube.
Itália Livorno 10 Itália Igor Protti Atacante 1985-1988, 1999-2005 Em dezembro de 2005, a diretoria do Livorno decidiu aposentar a camisa 10 em homenagem a Protti, que declarou ver algum jogador vestir sua camisa algum dia. A decisão foi oficializada na temporada 2007-08, quando Francesco Tavano usou o número em sua camisa[35]
Inglaterra Leeds United 17 Inglaterra Paddy Kenny Goleiro 2014 A camisa 17, usada por Kenny, foi excluída por decisão do presidente do Leeds, Massimo Cellino, que não gosta do número. Coincidentemente, o goleiro nasceu em 17 de maio e o Cagliari, clube presidido por Cellino antes dele assumir o Leeds, jamais ganhou partidas realizadas em um dia 17.[36] Kenny acabou sendo dispensado.

Referências

  1. Atlético-MG imortaliza camisa 12 para a torcida Terra.
  2. Vasco honour Romario by retiring number 11 shirt ESPN Soccernet.
  3. América aposenta a camisa 11 em homenagem a Romário globoesporte.
  4. Diretoria do Ceará aposenta camisa 11 lancenet.
  5. Camisa 12 é aposentada e Marcos vira embaixador da nova Arena blogaodofutebol.
  6. Adiós a la 23 blogaodofutebol.
  7. Jeg var rørt Viborg FF.
  8. Pools retire Maidens' number 25 BBC News.
  9. "City v Arsenal", Match programme, Manchester City v Arsenal, 26 de agosto de 2006, pp. 82.
  10. "Remembering Ray - Number 31", QPR, 28 de agosto de 2007. Página visitada em 28 de agosto de 2007.
  11. Utrecht defender probably died of heart attack Sports Network.
  12. Legends - Franco Baresi Planet World Cup.
  13. Aldair says arrivederci to Genoa ATL World Cup Soccer.
  14. L'addio a Federico Pisani. Una delle pagine più tristi della storia neroazzurra Atalanta BC Website.
  15. Brescia in lutto (em Italian) RAI Sport.
  16. Italy 2-0 Russia Channel 4.
  17. Chievo honour Mayele BBC News.
  18. Sullo ceduto all'Avellino, buona fortuna Sasà… (em Italian) FC Messina official website.
  19. Retira America el 10 del Cuauh como tributo El Universal.
  20. Em 18 de abril de 2007, a direção do Ajax decidiu aposentar a camisa 14 em homenagem a Johan Cruijff quando ele comemorou 60 anos de idade.
  21. Utrecht defender honored Sports Network.
  22. NTB. "FFK freder Enerlys draktnummer", Dagbladet, 10 de agosto de 2007. Página visitada em 13 de agosto de 2007. (em Norwegian)
  23. A death brings fear to the field International Herald Tribune.
  24. Galaxy earns tie with Red Bulls Fox Soccer.
  25. Galaxy earns tie with Red Bulls Trivela.
  26. 80-talets sista allsvenska skägg kffsnack.
  27. Númer Stefáns hjá Norrköping aldrei notað aftur (em Icelandic) Vísir.is.
  28. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas Guardian
  29. "Maldini shirt waits for 3G", Channel 4, 26 de maio de 2007. Página visitada em 26 de maio de 2007.
  30. Levi continues rehab at home Eternal-Allegiance. Visitado em 26 de janeiro de 2007.
  31. NMBF Profile Norrie McCathie Benevolent Fund. Visitado em 2007-01-26.
  32. BERTOZZI, Leonardo (agosto de 2000). Muito além do 1 ao 11. Trivela n. 30. Trivela Comunicações, pp. 52-53
  33. Stabæk - Rosenborg match report (em Norwegian) Stabæk IF official site. Visitado em 17 de março de 2007.
  34. "SDel Nido announces Sevilla will retire number 16", Marca, 1 de setembro de 2007. Página visitada em 1 de setembro de 2007.
  35. "Protti rimanda in campo il 10. A Livorno lo avrà Tavano", Gazzetta dello Sport, 20 de julho de 2007.
  36. "Goleiro é dispensado pelo Leeds por causa da data de seu aniversário", LanceNet, 5 de julho de 2014.