nForce

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

nForce é a marca de chipsets para placas-mães da empresa estadunidense nVidia.

Modelos[editar | editar código-fonte]

nForce[editar | editar código-fonte]

Lançado em junho de 2001 para os processadores Athlon e Duron, o primeiro chipset nForce trouxe uma série de inovações ao mercado, como suporte ao modo de operação dual-channel, vídeo integrado de desempenho razoável e som integrado de alta qualidade, sob o nome SoundStorm.

Apesar dos recursos avançados, seu desempenho não superava o de concorrentes como o chipset KT266A da empresa VIA Technologies, além disso sua implementação custava mais caro.

nForce 2[editar | editar código-fonte]

Em julho de 2002, a nVidia lançou uma atualização da família nForce. Desenhado também para o soquete A (também conhecido como soquete 462, para as famílias Athlon, Duron e Sempron), o nForce 2 trouxe uma placa de vídeo integrada atualizada (baseado no processador GeForce 4 MX), melhorias no controlador de memória e recursos direcionados para overclock.

nForce 3[editar | editar código-fonte]

Lançado simultaneamente aos processadores Athlon 64, a família nForce 3 enfrentou a princípio uma forte concorrência do chipset K8T800 da VIA Technologies, mas as revisões subseqüentes acabaram ganhando a preferência dos consumidores, com uma gama de recursos mais completa – como Gigabit Ethernet e Serial ATA.

Uma das principais características da família nForce 3 é não ser uma combinação de chipsets (north/southbridge) e sim um processador integrado aproveitando a implementação do controlador de memória nos processadores Athlon 64. Uma omissão lamentada por alguns usuários foi a da tecnologia de som SoundStorm.

nForce 4[editar | editar código-fonte]

A família nForce 4 foi lançada em outubro de 2004 para a arquitetura AMD64 (soquetes 754, 939 e AM2) e em abril de 2005 para os processadores soquete 775 (Celeron, Pentium 4 e Pentium D). Entre as principais novidades dessa revisão estão o suporte ao barramento PCI Express, a introdução da tecnologia Scalable Link Interface (SLI) e, no caso dos modelos para os processadores Intel, suporte às memórias DDR-II.

nForce 4x0[editar | editar código-fonte]

Acompanhando o lançamento das northbridges GeForce 6100 e 6150 com vídeo integrado, a nVidia lançou as southbridges equivalentes, nForce 410 e 430, com recursos semelhantes aos da família nForce 4.

nForce 5[editar | editar código-fonte]

Acompanhando o lançamento do soquete AM2 em maio de 2006, a nVidia apresentou a família nForce 500. Entre as principais novidades apresentadas estão o suporte à tecnologia "Quad SLI", uso de até seis dispositivos SATA, dez dispositivos USB 2.0, além de RAID 5 e Gigabit Ethernet duplos.

A versão para processadores Intel chegou a ser lançada mas, devido a sua baixa capacidade de overclock foi retrabalhada e lançada sob a família nForce 6.

nForce 6[editar | editar código-fonte]

A família nForce 600 foi lançada em novembro de 2006, coincidindo com o lançamento das placas GeForce 8 no dia 8 de novembro de 2006. É compatível com o soquete 775 da Intel (para os processadores Pentium 4 e Core 2), além da plataforma Quad FX da AMD.

nForce 7[editar | editar código-fonte]

A série nForce 700 foi lançado no final de 2007, inicialmente com suporte à arquitetura Core 2 da Intel e posteriormente à família Phenom da AMD.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Concorrentes[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre hardware é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.