Nação Gene

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

A Nação Gene é um grupo radical mutante presente nas histórias em quadrinhos do Universo Marvel, produzidos pela Marvel Comics.

A Nação Gene teve seu surgimento diretamente relacionado à saga Massacre de Mutantes, quando os Morlocks foram dizimados pelos Carrascos de Mutantes a mando do Senhor Sinistro. No final da saga, enquanto o átrio principal dos túneis em que eles viviam, Mikhail Rasputin (irmão do X-Men Colossus, enlouquecido, usou seu poder mutante para transportar o máximo de membros da comunidade Morlock para longe dali, indo parar em uma dimensão paralela. Os X-Men, sem saber disso, acolheram os poucos Morlocks sobreviventes ao desastre e seguiram a vida adiante.

No universo paralelo para onde foram levados, o louco Mikhail infligiu as mais duras provas aos Morlocks que ele havia salvo, fazendo-os viver em uma constatnte luta, aonde só o mais forte sobreviveria. Criados nesse ambiente de ódio, as crianças que haviam sido teleportadas, cresceram transformando-se em guerreiros vorazes. Quando conseguiram finalmente derrotar Mikhail e voltar para sua realidade, eles fundaram o grupo Nação Gene, tencionando se vingar da humanidade por tudo que haviam sofrido.

Liderados por Medula, o grupo tinha como operativos mais agressivos os mutantes Sack e Veículo. Após impetrarem vários atos terroristas (como o massacre de 31 humanos em uma danceteria), o grupo foi finalmente detido pelos X-Men, quando Tempestade derrota Medula em combate, conquistando o direito de liderança do grupo. Enquanto Medula abandona o grupo, Tempestade os encaminha para um assentamento no deserto africano, onde esperava-se que eles pudessem viver a vida em paz.

Porém, a Saga Massacre fez com que Ororo não pudesse dar o suporte necessário ao grupo. Diversas vezes atacado pelos grupo A Última Esperança da Humanidade, dezenas de seus membros foram mortos, enquanto seus pedidos de socorro à Mansão X eram ignorados. A ajuda dos X-Men só chega muitos dias depois, no que seria o último ataque do grupo extremista humano. No meio da batalha, Destrutor e sua Irmandade de Mutantes também surgem para ajudar. Terminado o desafio, os dois grupos (Irmandade e X-Men) pedem o apoio da Nação Gene. Eles porém, desiludidos com Tempestade, recusam as duas ofertas, permanecendo sob a liderança de um dos seus: D'Gard que, ao que parece, os liderou com sabedoria, mantendo-os no acampamento africano, onde eles reiniciram sua vida.As únicas exceções foram os mutantes Enguia e Impulsus, que aderiram à Irmandade de Mutantes.