Namie Amuro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Namie Amuro
安室奈美恵
Informação geral
Nome completo Namie Amuro
安室奈美恵
Nascimento 20 de setembro de 1977 (36 anos)
Origem Naha, Okinawa
País  Japão
Gênero(s) J-pop, R&B
Instrumento(s) Vocais
Período em atividade 1992 - 1995 (grupo)
1995 - Presente (solo)
Gravadora(s) Toshiba-EMI (1992 - 1995)
Avex Trax (1995 - Presente)
Afiliação(ões) Super Monkey's
SUITE CHIC
MAX
Página oficial avexnet.or.jp/amuro

Namie Amuro (安室奈美恵) foi uma das mais populares cantoras pop do Japão durante os anos 90 e, talvez, a de maior sucesso de todos os tempos. Começou sua carreira cantando em um pequeno supermercado de Okinawa, sua terra natal.

Namie sonhava apenas em ser um dos cantores que via na TV. Mal sabia ela que no futuro se tornaria um dos principais nomes da indústria do J-pop. Em 1992, juntou-se a quatro amigas do colégio para formar o grupo Super Monkey's. Algumas das canções estilo Eurobeat do grupo conseguiram chamar a atenção da mídia. A cantora se tornou um mega-sucesso, colocando no top das paradas singles como Can you celebrate e Never end.

Biografia[editar | editar código-fonte]

1977-1994: Infância e começo da carreira[editar | editar código-fonte]

Namie Amuro nasceu em Naha, Okinawa, Japão. Ela e seus três irmãos foram criados somente por sua mãe, Emiko Taira, que se divorciou de seu marido quando Amuro tinha quatro anos.[1] Taira trabalhava como funcionária de uma creche e recepcionista em um bar para sustentar os filhos.[2] . Sua ascendência é de 3/4 japoneses e 1/4 italianos, sua mãe era mestiça.

Amuro não tinha a ambição de se tornar uma artista em sua infância. Ela tinha o sonho de se tornar uma aeromoça. No entanto, Amuro foi descoberta aos 12 anos por Masayuki Makino, que era dono de uma escola de artes dramáticas e musicais.[3] Amuro entrou na escola, e depois de dois anos de estudo Makino a pôs em um grupo musical chamado Super Monkey's junto com cinco outras garotas, sendo que uma delas era filha de Makino. Elas lançaram seu primeiro single pela gravadora Toshiba-EMI em Setembro de 1992. Um ano depois, o grupo se mudou para Tóquio, contra os desejos da mãe de Amuro.[1]

As Super Monkey's não tiveram muito sucesso, com algumas integrantes saindo e outras entrando no grupo. Elas mudaram seu nome para "Namie Amuro com SUPER MONKEYS" em 1994, refletindo a crescente popularidade de Amuro. Além das atividades do grupo, ela fazia participações em seriados na televisão e em pequenos filmes. O grupo mudou sua formação pela última vez em 1995, e lançou o single TRY ME ~Watashi wo Shinjitte~, produzido por Max Matsuura. O single foi o primeiro e último do grupo a chegar ao top 10.[4] Mais tarde o single daria a elas o prêmio "Golden Arrow".[5] Amuro lançou mais dois singles pela TOSHIBA-EMI, como artista solo, apesar das outras integrantes continuarem se apresentando como dançarinas dela durante a promoção desses singles, além de dois álbuns com músicas das Super Monkey's. Tanto Amuro quanto as quatro integrantes restantes do Super Monkey's foram contratadas pela gravadora Avex Trax em 1995. Amuro se tornou artista solo, enquanto as Super Monkey's restantes se reformularam no grupo MAX.

Ela lançou o single Body Feels EXIT no mesmo mês em que entrou para a Avex Trax. Foi o primeiro single de Amuro vindo da parceria com o produtor Tetsuya Komuro. Komuro já havia procurado Amuro em 1993, depois ver ela em um comercial na televisão junto com as Super Monkey's.[6] Foi através de seu antigo produtor, Matsuura, que Amuro conseguiu mudar de gravadora e trabalhar com Komuro. O segundo single produzido por Komuro, Chase the Chance, foi lançado dois meses depois, e foi seu primeiro single a vender um milhão de cópias.

1995-1997: O fenônemo Amuro[editar | editar código-fonte]

Durante 1995 e 1996, Amuro lançou consecutivamente três singles que chegaram ao topo das paradas e venderam mais de um milhão de cópias cada: Chase the Chance, Don't wanna cry e You're my sunshine. Depois de quatro singles de sucesso, lançou o álbum SWEET 19 BLUES (1996), que fez enorme sucesso vendendo mais de 3 milhões de cópias, e participou de dois filmes no cinema. Nessa época, o sucesso de Amuro já alcançava não somente o mundo da música, mas também a cultura fashion japonesa. A pele bronzeada, cabelo pintado, minissaias e botas, características famosas de Amuro na época, foram imitadas por toda uma geração de garotas no Japão, chamadas de "Amuraa" pela mídia.[7] [8] Amuro é muitas vezes creditas com a criação do Ganguro, que é dito ser um descendente do 'fênomeno Amura".[9]

No final de 1996, ela foi indicada para e ganhou o prêmio Grand Prix, o maior prêmio da premiação Japan Record (equivalente ao Grammy de melhor música) por sua música Don't wanna cry. Ela é a artista mais jovem a já ter ganho o prêmio.[10]

Amuro começou 1997 com o single que definiu sua carreira, CAN YOU CELEBRATE?. Lançado em Fevereiro, o single vendeu mais de 800,000 cópias em sua primeira semana.[11] Em 2005, a Oricon, parada japonesa equivalente à Billboard dos Estados Unidos, reconheceu o single como o mais vendido de uma cantora entre 1996 e 2005. Até 2008, esse single ainda é o mais vendido de uma cantora solo na história da música japonesa com 2,296,200 cópias vendidas. Depois do lançamento do single How to be a Girl e de seu segundo álbum, Concentration 20, Amuro fez uma turnê pelos "quatro domos" (quatro grandes estádios de baseball, famosos no Japão) naquele verão.

No outono, Amuro chocou o Japão quando anunciou em uma coletiva de imprensa que estava casada com Masaharu Maruyama, conhecido como SAM, e estava grávida de três meses. SAM já era um nome familiar ao público, pois fazia parte do popular grupo TRF.[12] No fim do ano ela ganhou novamente o prêmio Grand Prix por CAN YOU CELEBRATE? e fez sua última aparição pública no Kouhaku Uta Gassen (Concurso de canto kouhaku) famoso programa de final de ano da rede de TV japonesa NHK), antes de ficar um ano longe dos holofotes. Antes disso, ela relançou seu single CAN YOU CELEBRATE?, dessa vez com um novo arranjo de casamento (e que mais uma vez chegou à primeira posição nas paradas), e sua primeira compilação de sucessos, 181920.

1998-2001: Mudança de direção[editar | editar código-fonte]

Após dar à luz seu filho, chamado Haruto, em 1998, Amuro voltou à música com o single I HAVE NEVER SEEN. Ela fez sua primeira aparição na TV após sua pausa dias depois, cantando CAN YOU CELEBRATE? no Kouhaku Uta Gassen. Na primeira semana do ano novo pela Oricon, o novo single estreou na primeira posição.

O single seguinte de Amuro, RESPECT the POWER OF LOVE, foi lançado em 17 de Março de 1998; no mesmo dia foi noticiado que a mãe de Amuro havia sido assassinada em Okinawa, pelo seu próprio cunhado, Kenji Taira, que cometeu suicídio após o assassinato. Ao ouvir a notícia, Amuro cancelou toda sua agenda e voou até Okinawa para identificar o corpo da mãe.[1] Uma semana depois, o single estreou na segunda posição, quebrando a cadeia de "números 1" consecutiva. O terceiro single desde sua volta, toi et moi que foi usado no filme de animação japonesa Pokémon: The Movie 2000.[13] , foi lançado em Julho daquele ano e foi rapidamente seguido pelo single SOMETHING 'BOUT THE KISS. Este último single foi produzido pelo produtor americano de hip-hop/R&B Dallas Austin[14] . Austin e Tetsuya Komuro produziram juntos o primeiro álbum desde a volta de Amuro, GENIUS 2000, lançado em Janeiro de 2000. O álbum estreou em primeiro lugar, mas não conseguiu vender um milhão de cópias.[15] .

Amuro passou o primeiro semestre de 2000 fazendo uma turnê para promover GENIUS 2000. Ela começou o segundo semestre com o lançamento do single NEVER END, em Julho. A canção foi tema do encontro do G8 que acontecia em Okinawa, Japão naquele ano[16] . Ela havia sido encomendada pelo falecido Keizo Obuchi, primeiro-ministro do Japão, que havia pedido a Tetsuya komuro para escrever uma canção que transmitisse "uma visão de harmonia e interação no mundo no 21º século".[17] Obuchi mais tarde pediu à Amuro que cantasse a música durante o encontro.[18] Amuro terminou 2000 lançando o álbum break the rules em Dezembro. O álbum foi um fracasso comercial para os padrões de Amuro, só conseguindo chegar à segunda posição nas paradas e vendendo só 334,520 cópias, uma queda bem grande em relação aos seus álbuns anteriores. Um single duplo a-side foi lançado em Janeiro de 2001 com duas músicas do álbum, chamado think of me / no more tears. Ele não chegou a alcançar o top 10. Amuro fez uma turnê para promover o álbum, que foi de Março até Maio de 2001.

Em Agosto, Amuro lançou o single Say the word. Pela primeira vez ela teve um papel ativo direto na produção de um lançamento seu, escrevendo a letra da canção. O single marcou o fim não-oficial da relação profissional de Amuro e seu produtor de longa data Tetsuya Komuro. No entanto, em Dezembro Amuro trabalhou com Komuro uma última vez no single lovin' it, que fez parte do projeto de caridade song+nation da gravadora Avex Trax. lovin' it foi um dueto de Amuro e VERBAL, rapper do grupo M-flo[19] , que mais tarde a ajudaria na transição do pop para o R&B.

2002-2003: Transição Pop - R&B[editar | editar código-fonte]

Em 2002, Amuro entrou de cabeça no cenário musical do R&B japonês, ao participar como vocalista do projeto SUITE CHIC. Sob esse projeto ela trabalhou com vários produtores de R&B e hip-hop do Japão. Eles lançaram dois singles, um álbum com canções novas e um com canções remixadas antes de terminar o projeto em 2003.

Amuro retornou à suas atividades como cantora solo em 2003 com o single shine more. Os próximos dois singles, Put 'Em Up e SO CRAZY / Come foam produzidos pelos produtores americanos Dallas Austin e Full Force, respectivamente. No fim do ano, ela lançou seu primeiro álbum de canções originais em três anos, STYLE.

2004-2005: Retorno[editar | editar código-fonte]

De 29 de Novembro de 2003 a 15 de Maio de 2004 ela se apresentou pela Ásia com a turnê SO CRAZY tour featuring BEST singles 2003-2004. Ela terminou a turnê com shows em Seul, Coreia do Sul e Taipé, Taiwan. No final da turnê ela lançou o single ALARM, que chegou à 11ª posição na parada semanal. Seu próximo single, ALL FOR YOU, lançado no dia 22 de Julho, chegou à 6ª posição, vendendo o dobro do single anterior. No final de Agosto ela começou uma turnê, exclusiva para os membros de seu fã-clube, com ênfase em canções de seu último álbum que não haviam sido apresentadas em sua última turnê. Ela apresentou na turnê duas novas canções, "GIRL TALK" e "the SPEED STAR", que foram lançadas no mês seguinte como um single duplo A-side, GIRL TALK / the SPEED STAR. Quando foi lançado, o single permaneceu por três dias no primeiro lugar da parada. Foi a primeira vez em cinco anos que um dos seus singles tinha chegado ao primeiro lugar. O single acabou ficar na segunda posição na parada semanal, com vendas parecidas à seu antecessor.

Amuro se apresentando no MTV Asia Aid em Bangcoc, Tailândia.

No fim do ano, Amuro escolheu não participar do Kouhaku Uta Gassen. Sua decisão de recusar a oferta de participar do programa surpreendeu os fãs e críticos, que achavam que ela merecia se apresentar no evento naquele ano. Ela havia participado durante nove anos seguidos do programa. Depois do tsunami que atingiu o sudeste asiático. Amuro participou como única representante japonesa no MTV Asia Aid, evento com intuito de angariar fundos para ajudar as vítimas do desastre. Em Janeiro de 2005 a cantora surpreendeu os fãs quando uma nova canção sua, chamada Queen of Hip-Pop, apareceu em um comercial de carro. Todos presumiram que a canção seria o próximo single de Amuro, até que em Abril ela lançou o single WANT ME, WANT ME. O single foi bem recebido, estreando na segunda posição e tendo as maiores vendas de estreia de um single de Amuro em três anos.

Em Maio, Amuro teve tanto sucesso profissional quanto pessoal. Três anos depois do divórcio de seu ex-marido SAM, ela conseguiu retomar a guarda total de seu filho, Haruto. Três anos antes ele haviam concordado que SAM ficaria com Haruto. No final do mês, ela se apresentou no MTV Video Music Awards Japan pelo quarto ano consecutivo, e levou dois prêmios para casa. Ela ganhou o prêmio de "Melhor Vídeo de R&B" e um prêmio especial para a artista mais impressionante em toda Ásia, se tornando a primeira artista a ganhar prêmios por quatro anos seguidos nesse evento. Ela havia ganho o prêmio "Inspiração Japão" em 2002, "Melhor Colaboração" em 2003 e "Melhor Vídeo de R&B" em 2004. Entre esses dois eventos, Amuro anunciou o lançamento de seu sexto álbum original, Queen of Hip-Pop.

Em colaboração com os estúdios MGM, Amuro conseguiu permissão para usar a Pantera Cor de Rosa na promoção de seu álbum. Uma pantera fêmea foi criada para fazer par com a Pantera original. os dois personagens foram usados na embalagem do álbum e no videoclipe da música WoWa. O álbum chegou à segunda posição na parada durante a semana de seu lançamento, se tornando o álbum de Amuro mais vendido em cinco anos. Em Setembro, Amuro iniciou sua sétima turnê nacional, chamada Space of Hip-Pop.

Pouco depois do início da turnê, foi anunciado que Amuro contribuiria com o lançamento do filme Sin City no Japão. Depois de ver o filme, Amuro pediu à companhia encarregada se sua distribuição no Japão para cantar a canção-tema. A canção, chamada "Violet Sauce" foi lançado como parte de um single duplo A-side, White Light / Violet Sauce no dia 16 de Novembro. A outra canção do single, 'White Light", foi a primeira canção de Natal lançada por Amuro. Pouco depois do single, ela lançou FILMOGRAPHY 2001-2005, um DVD contendo doze videoclipes lançados por ela entre 2001 e 2005. Em março de 2006, a Oricon publicou um artigo dizendo que Amuro havia vendido aproximadamente 15,423,000 singles no Japão, fazendo dela a segunda melhor cantora em termos de vendagem de singles, atrás somente de Ayumi Hamasaki.

2006-presente: Um novo começo[editar | editar código-fonte]

No início de 2006 Amuro participou da música Do What U Gotta Do, do rapper japonês ZEEBRA, que também teve a participação do rapper Mummy-D e da cantora AI. Em Fevereiro, o videoclipe de WoWa foi indicado ao prêmio de 'Melhor Videoclipe Feminino" no Space Shower TV music video awards, mas ela não ganhou. Em Maio, amuro lançou o single CAN'T SLEEP, CAN'T EAT, I'M SICK / Ningyo. Em Agosto, ela começou a turnê BEST tour "Live Style 2006", que focou em músicas não tão conhecidas da cantora. No dia 17 de Setembro ela se apresentou para 12,000 pessoas no estádio nacional Yoyogi, em Tóquio.[20] Foi publicado em 2007 que Amuro esperava poder fazer turnês não só no Japão, mas na Ásia e na América também.[21] [22]

O próximo single de Amuro, Baby Don't Cry, foi lançado em 24 de Janeiro de 2007. O single estreou na terceira posição, e teve as maiores vendas em cinco anos para um single de Amuro na semana de estreia. o 32º single de Amuro, FUNKY TOWN, foi lançado no dia 4 de Abril de 2007. Amuro também participou do álbum da dupla m-flo, COSMICOLOR, na canção LUVTOMY.

O oitavo álbum original de Amuro, PLAY, foi lançado no dia 27 de Junho de 2007. O álbum chegou ao primeiro lugar na parada no dia de seu lançamento. O álbum foi primeiro de Amuro em sete anos a conseguir o primeiro lugar na parada semanal (seu último número 1 havia sido com GENIUS 2000 em 2000). PLAY foi o quarto álbum de Amuro a conseguir alcançar essa posição, e a manteve por duas semanas.[23]

De 18 de Agosto de 2007 a 27 de Fevereiro de 2008 ela se apresentou pelo Japão com a turnê PLAY tour 2007-2008. Inicialmente a turnê consistia de 53 shows, mas mais tarde foram adicionadas mais 12 apresentações, totalizando 65, fazendo desta sua maior turnê em número de shows.

O primeiro single de Amuro em 2008, lançado no dia 12 de Março, foi usado na campanha de marketing da marca de produtos para cabelo Vidal Sasson. O single se chama 60s70s80s, e foi o primeiro triplo a-side de Amuro. Cada música e videoclipe do single fazia referência a uma década, a de 60, 70 e 80. 60s70s80s estreou na segunda posição da parada diária, e no quarto dia chegou ao primeiro lugar, sendo o primeiro single de amuro a chegar a esta posição desde GIRL TALK / the SPEED STAR de 2004. O single estreou na segunda posição da parada semanal, com 114,000 cópias vendidas, se tornando o single de amuro mais vendido em sua semana de estreia desde NEVER END, de 2000. Na segunda semana o single chegou à primeira posição na parada semanal, sendo o primeiro single número 1 de Amuro em nove anos, desde I HAVE NEVER SEEN, de 1998. 60s70s80s já vendeu 291,945 cópias.

Amuro foi indicado em 2008 ao pr~emio de "Melhor Videoclipe Feminino" no Space Shower TV music video awards e "Melhor Videoclipe de R&B" no MTV Video Music Awards Japan, e ganhou ambos.[24] No dia 28 de Maio foi lançada a colaboração dela com a cantora DOUBLE, BLACK DIAMOND, e no dia 30 de Maio ela compareceu ao MTV Video Music Awards Japan como celebridade convidada.

No dia 30 de Julho Amuro lança a coletânea de sucessos BEST FICTION. A coletânea conta com seus singles desde Wishing On The Same Star até 60s70s80s, além de duas novas canções, Sexy Girl que foi usada para promover o Dorama Otome no Punch e Do Me More que é a quarta música de Amuro usada na campanha da marca Vidal Sassoon. Uma nova turnê para promover a coletânea também já foi confirmada.

No dia 22 de Junho Amuro se apresentou pela primeira vez no Encontro de Acionistas da Avex e após oito anos de eventos a equipe do A-nation decide levar Amuro pela primeira vez ao evento, que contece anualmente .

Segundo a Oricon, BEST FICTION vendeu na primeira semana 681.187 cópias, a maior vendagem de Amuro em uma semana de estreia desde '181920', em 1998, e também o terceiro maior debut feminino de 2008 ficando atrás de Britney Spears e Madonna e na frente de grandes nomes como Mary J. Blidge e Mariah Carey.[25] O álbum permaneceu na primeira posição nas duas semana seguintes, vendendo respectivamente 258.000 e 158.000 cópias, chegando a 1 milhão de cópias. Assim, Amuro se tornou a única artista japonesa com álbuns que ultrapassaram 1 milhão de cópias vendidas em três décadas de sua vida (sua adolescência, seus "20 anos", e agora seus 30).[26] [27] BEST FICTION permaneceu 6 semanas consecutivas no primeiro lugar da Oricon, se tornando o primeiro álbum em 14 anos a conseguir esse feito.[28]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

Singles[editar | editar código-fonte]

DVDs[editar | editar código-fonte]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

  • 1993: Ichigo hakusho
  • 1994: Toki wo kakeru shōjo
  • 1995: Station
  • 1995: Watashi, Mikata desu
  • 1996: That's cunning!

Concertos[editar | editar código-fonte]

  • 31 de agosto de 1996 - 1 de setembro de 1996: SUMMER PRESENTS '96 AMURO NAMIE with SUPER MONKEY'S
  • 23 de março de 1997 - 18 de maio de 1997: Namie Amuro tour 1997 a walk in the park
  • 26 de julho de 1997 - 13 de agosto de 1997: Mistio presents Namie Amuro SUMMER STAGE '97 Cocentration 20
  • 20 de março 2000 - 7 de maio de2000: NAMIE AMURO TOUR GENIUS 2000
  • 18 de março de 2001 - 27 de maio de 2001: Namie Amuro tour 2001 break the rules
  • 17 de outubro de 2001 - 10 de novembro de 2001: Namie Amuro tour "AmR" '01
  • 29 de novembro de 2003 - 15 de maio de 2004: Namie Amuro SO CRAZY tour featuring BEST singles 2003-2004
  • 27 de agosto de 2004 - 20 de setembro de 2004: Namie Amuro tour "fan space '04"
  • 1 de setembro de 2005 - 24 dezembro de 2005: Namie Amuro "Space of Hip-Pop" Tour 2005
  • 13 de agosto de 2006 - 23 de novembro de 2006: Namie Amuro BEST tour "Live Style 2006"
  • 18 de agosto de 2007 - 13 de abril de 2008: Namie Amuro PLAY Tour 2007/ PLAY MORE Tour 2008
  • 25 de outubro de 2008 - 12 de julho de 2009: Namie Amuro BEST FICTION tour 2008-2009
  • 3 de abril de 2010 - 15 de dezembro de 2010: Namie Amuro PAST < FUTURE tour 2010
  • 30 de julho de 2011 - 4 de dezembro de 2011: Namie Amuro ARENA TOUR 2011

Referências

  1. a b c Tragedy; mom of Amuro slain. Okinawa Times. Página visitada em 28-06-2008.
  2. Amuro's mother slain; brother-in-law suspected. Japan Times. Página visitada em 28-06-2008.
  3. Tim Larimer (24-07-2000). The Songbird Who Made Okinawa Cool. TIME Asia. Página visitada em 30-09-2006.
  4. 1995.4.17付 シングルTOP20 (em Japonês) (1995-04-17). Página visitada em 30-09-2006.
  5. Namie Amuro Profile. Tsutaya. Página visitada em 28-06-2008.
  6. (Q4-1)奈美恵さんはどうやって小室哲哉氏と出会い、エイベックスに移籍したの? (em Japonês). Página visitada em 30-09-2006.
  7. Baggy Socks (Schoolgirl Fashion) (6-04-1997-). Página visitada em 30-09-2006.
  8. Jim Frederick (11-10-2004). Cracking the code of Tokyo's teens. TIME. Página visitada em 30-09-2006.
  9. Todd Joseph Miles Holden. Japan’s Mediated ‘Global’ Identities. Página visitada em 30-09-2006.
  10. Singing sensation plans Hawaii concert. Honolulu Star Bulletin (31-03-2000). Página visitada em 30-09-2006.
  11. 1997.3.3付 シングルTOP20 (em Japonês) (3-03-1997). Página visitada em 30-09-2006.
  12. Alexandra A. Seno (7-11-1997). Lightning Strikes Once. AsiaWeek. Página visitada em 30-09-2006.
  13. Pokemon 2000 - The Movie (em inglês). Anime News Network. Página visitada em 31 de Outubro de 2008.
  14. Namie Amuro - Something 'Bout The Kiss (em inglês). Discogs. Página visitada em 30 de Outubro de 2008.
  15. Oricon Weekly Album Charts for the first week of February 2000 (em japonês). Página visitada em 28 de Outubro de 2008.
  16. Okinawa diary (em inglês). guardian.co.uk. Página visitada em 31 de Outubro de 2008.
  17. Kyushu-Okinawa Summit 2000 Reference Materials. Página visitada em 16-012007.
  18. Tim Larimer, Hiroko Tashiro (18-07-2000). There Were Times I Nearly Gave Up Japanese pop diva Namie Amuro grows up. Time ASIA. Página visitada em 16-01-2007.
  19. Forgiven but not forgotten The Japan Times. (em inglês) (em japonês) Acessado em 28 de Outubro de 2008.
  20. Título não preenchido, favor adicionar.
  21. 安室が全国ツアー東京公演で熱唱 (em Japonês). Página visitada em 30 de Outubro de 2006.
  22. 安室 超セクシーダンスで魅了 (em Japonês). Página visitada em 30 de Outubro de 2006.
  23. 安室奈美恵-リリース-ORICON STYLE ミュージック (em Japonês). Oricon. Página visitada em 1 de Julho de 2008.
  24. Título não preenchido, favor adicionar.
  25. 2008年08月第2週の邦楽アルバムランキング情報 (em Japonês). oricon. Página visitada em 2008-08-07.
  26. 安室、史上初3年代ミリオンアルバム達成! (em Japonês). sanspo (2008-08-19). Página visitada em 2008-08-19.
  27. 安室しか出来ない!史上初3年代ミリオン! (em Japonês). Sports Hochi (2008-08-19). Página visitada em 2008-08-19.
  28. 安室奈美恵の勢い衰えず!ドリカム以来14年8か月ぶりの6週連続首位 (em Japonês). oricon (2008-09-09). Página visitada em 2008-09-09.
  29. This CM Song Will Be Amuro Namie's New Single Release!. Musicjapanplus (2010-06-03). Página visitada em 2010-06-03.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre Namie Amuro
Ícone de esboço Este artigo sobre um cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.