Napata

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pix.gif Colina de Gebel Barkal e Sítios Arqueológicos de Napata *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Jebel barkal rock.jpg
Napata
País Sudão
Critérios (i) (ii) (iii) (iv) (vi)
Referência 1073
Coordenadas 18° 32′ N 31° 49′ E
Histórico de inscrição
Inscrição 2003  (27ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.

Napata é uma antiga cidade na margem ocidental do rio Nilo, na Núbia, a região do vale do rio Nilo que atualmente é partilhada pelo Egito e pelo Sudão, a cerca de 300 km a norte de Cartum. Foi construída por volta de 1450 a.C. pelo faraó egípcio Thutmose III, perto da montanha sagrada de Gebel Barkal, que fixava o limite sul do seu império.

Cerca de 300 anos mais tarde, Napata tornou-se a capital de um reino núbio independente, o reino de Cuche. Entre 720 a.C. e 660 a.C., os seus reis dominaram o Egito, formando a 25.ª dinastia. Depois dos cuchitas serem expulsos do Egito, Napata continuou a ser a residência real e centro religioso até cerca de 350, quando o reino foi dominado pelos axumitas.

As suas ruínas incluem, pelo menos 13 templos e 3 palácios, que foram pela primeira vez conhecidos e descritos por exploradores europeus na década de 1820. Por essa razão, Napata foi colocada pela UNESCO, em 2003, na lista dos locais que são património mundial.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre o Sudão é um esboço relacionado ao Projeto África. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.