Narcissus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Como ler uma caixa taxonómicaNarcissus
narciso
Flor de narciso.

Flor de narciso.
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Liliopsida
Ordem: Asparagales
Família: Amaryllidaceae
Género: Narcissus
Espécies
Ver texto
Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
Wikispecies Diretório no Wikispecies
Narcissus pseudonarcissus
Narcissus eugeniae
Narcissus bulbocodium
Narcissus poeticus

Narcissus L. ou narciso é um género botânico pertencente à família Amaryllidaceae. As cores de suas flores geralmente variam entre o amarelo e o branco. A sua origem é o Mediterrâneo e partes da Ásia central e a China continental mas são cultivares ornamentais difundidos em muitas outras partes do mundo, como nos Estados Unidos, no Canadá, no Brasil e na Argentina. O seu nome tem origem no personagem mitológico Narciso.

Floresce no princípio da primavera e é frequentemente encontrada em solo úmido perto de uma lagoa. É auto-suficiente. A flor tem normalmente seis pétalas brancas com um funil central amarelo contendo os estames e o estigma. O caule inclina-se antes da flor, pendendo de forma a que a flor esteja virada para baixo em vez de para cima.

Folclore: mitos e crenças[editar | editar código-fonte]

Vários mitos e lendas populares tem como tema o narcisso[1] , sendo o mais famoso o mito grego-romano que aparece no livro III das Metamorfoses de Ovídio. Esse mito foi usado como inspiração para conceito psicológico de narcisismo.

Para explicar esta inclinação de eixo, segundo conta a história, Narciso admirou-se em absoluto nas águas de um rio, ficando então, contemplando sua imagem com o corpo curvado, quase que debruçado sobre o rio. Desta maneira, surge, depois de seu corpo ter-se transmutado em flor (eis que as flores existem apenas para demonstrar sua beleza). Esta flor, o Narciso, fica aproximadamente na mesma posição que antes, quando era humano, um pouco inclinada, ao invés de reta e firme.

No Islão, o Hadith de Bukhari associa a flor com o homem honesto e recto. O símbolo também foi comparado com a transformação da vaidade e auto-centrismo na humildade de um ser mais individuado e espiritual, pois Narciso via em sua própria imagem, não apenas beleza física, como enxergava acima de tudo, a imagem do Criador, afinal somos feitos à sua imagem.

Sinonímia[editar | editar código-fonte]

Espécies[editar | editar código-fonte]

Classificação do gênero[editar | editar código-fonte]

Sistema Classificação Referência
Linné Classe Hexandria, ordem Monogynia Species plantarum (1753)

Alcaloides[editar | editar código-fonte]

Várias espécies do gênero Narcissus contém uma variada gama de alcaloides[2] . Em particular, está sendo estudada a extração de galantamina[3] para fins terapêuticos, especialmente a doença de Alzheimer[4] .

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • BASTIDA, Jaume; VILADOMAT Francesc. In: HANKS, Gordon R. (Ed.). Narcissus and Daffodil: The genus Narcissus' (em inglês). Col.: Medicinal and Aromatic Plants — Industrial Profiles. London: Taylor and Francis, 2002. Capítulo 6, seção Alkaloids of Narcissus. 428 pp. vol. 21. ISBN 0–415–27344–7.
  • HANKS, Gordon R. (Ed.). Narcissus and Daffodil: The genus Narcissus' (em inglês). Col.: Medicinal and Aromatic Plants — Industrial Profiles. London: Taylor and Francis, 2002. 428 pp. vol. 21. ISBN 0–415–27344–7.

Referências

  1. Ver capítulo 2 de HANKS (2002).
  2. Ver BASTIDA VILADOMAT (2002).
  3. Ver capítulos 8 e 9 de HANKS (2002).
  4. Ver capítulo 14 de HANKS (2002).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre monocotiledóneas, integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.