Nasonia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaNasonia
Nasonia vitripennis

Nasonia vitripennis
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Classe: Insecta
Ordem: Hymenoptera
Subordem: Apocrita
Superfamília: Chalcidoidea
Família: Pteromalidae
Subfamília: Pteromalinae
Género: Nasonia
Espécies
Nasonia giraulti

Nasonia longicornis
Nasonia vitripennis

Nasonia é um gênero de pequenas vespas parasitoides da família Pteromalidae que põem ovos em pupas de vários insetos, como moscas (exemplo especial Calliphoridae, Muscidae, Tachinidae e Sarcophagidae) [1] , pulgões, lagartas, etc. Por serem parasitas de pragas agrícolas, vespas Nasonia são úteis como controle biológico.

Características[editar | editar código-fonte]

Este gênero surgiu há menos de 10 000 anos e adquiriu genes de Poxvirus e Wolbachia.[2]

Atualmente há quatro espécies descritas do gênero Nasonia: N. vitripennis, N. longicornis, N. giraulti e N. oneida.

Nasonia vitripennis (Walker, 1836) encontra-se por vários locais do planeta; N. giraulti é encontrado no leste da América do Norte e N. longicornis distribui-se pelo oeste da América do Norte.

Em 2010 a sequência do genoma de vespas Nasonia foi anunciado após trabalho de quatro anos por um consórcio internacional de grupos de pesquisa financiado pelo americano National Human Genome Research Institute.[2] [3]

Tal sequenciamento genômico possibilita futuro desenvolvimento de inseticida natural e talvez até para novos tratamentos medicinais.

Para isso, agora falta identificar os genes que determinam quais insetos essas vespas atacam e quais seus diferentes venenos.

Referências

  1. Marchiori, C.H. (21 jan.), escrito em Arq. Bras. Med. Vet. Zootec, Nasonia vitripennis (Walker) (Hymenoptera: Pteromalidae) parasitóide de dípteros muscóides coletado em Itumbiara, Goiás, n. 3, vol. 56, Belo Horizonte (publicado em jun. 2004), http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352004000300024, visitado em 2010-01-21 
  2. a b Tiny wasp with potential for big impact, SFGate, David Perlman, Chronicle Science Editor.
  3. The Nasonia Genome Working Group (15 January), Functional and Evolutionary Insights from the Genomes of Three Parasitoid Nasonia Species, 5963, 327, pp. 343 - 348, doi:DOI: 10.1126/science.1178028, http://www.sciencemag.org/cgi/content/full/327/5963/343, visitado em 2010-01-15 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]