Natã

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Natã, à direita, avisando o Rei Davi. Por Matthias Scheits

Natã (em hebraico, presente[1] ), filho de Atai [2] , foi um profeta que viveu durante o período do reinado de Davi e de Salomão, em Israel [3]

Davi narra a Natã o desejo de edificar o templo de Deus, ao que o profeta, inicialmente, aprova a medida. Na mesma noite Deus aparece a Natã em sonho, e o profeta volta ao rei e comunica-lhe que tal tarefa não caberá a Davi, mas a um filho seu.[4]

Posteriormente, Natã repreende Davi pelo seu pecado, devido ao adultério com Betseba e à morte de Urias, seu marido.[5]

Ao nascer Salomão, Davi o entrega a Natã, para ser educado pelo profeta, que lhe dá o nome de Jedidias (em hebraico, por amor do Senhor).[6]

Ao final da vida de Davi, Natã, juntamente com Betseba, intercede em favor de Salomão acerca da ascensão de Salomão ao trono, pretendido por Adonias, um dos filhos de Davi.[7]

A Bíblia informa que foi o autor de crônicas sobre a vida de Davi [8] e do Livro da História de Natã, onde teria registrado a vida de Salomão.[3] Teve participação, ainda, na organização da adoração a Deus, junto com o rei Davi e Gade, o vidente.[9]

Seus filhos, Zabade e Azarias, foram personagens destacadas durante o reinado de Salomão.[10]

Um dos filhos que Davi teve com Betseba se chamou Natã, em uma provável homenagem ao profeta que o havia admoestado por seu pecado e foi importante para fazê-lo se arrepender. Natã, filho de Davi, é listado por Lucas na genealogia de Maria, mãe de Jesus.[11]

Referências