Natal na Segunda Guerra Mundial

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Getúlio Vargas (centro) e Roosevelt (à direita) - ambos de chapéu panamá - durante a Conferência de Natal. Janeiro de 1943. Agência Brasil.

Natal, a capital do estado do Rio Grande do Norte, no nordeste brasileiro, possui uma posição estratégica geográfica global muito importante. Fato este, fez a cidade receber as duas principais bases militares americanas durante a Segunda Guerra Mundial: a Base Naval e Parnamirim Field - a época era a maior base da Força Aérea norte-americana em território estrangeiro.[1]

A cidade recebeu um contigente de 10.000 soldados norte-americanos para lutarem durante o conflito mundial.[2] Este fato mudou radicalmente a até então pequena capital, que à época possuía 55.000 habitantes. Mais do que uma importante participação durante o conflito armado mundial, a influência cultural dos americanos marcaram para a sempre a cidade brasileira.

O historiador Lenine Pinto relata que "dos bares vazava a música das Wurlitzers, das lojas o burburinho de consumidores ávidos e, quando as ruas esvaziavam-se, acendiam-se os salões de bailes, fluíam fantasias (...) Naquele tempo as festas sucediam-se freneticamente, dançava-se freneticamente, amava-se freneticamente".

Ao servir de apoio às tropas americanas que se dirigiam aos combates na Europa e África, Natal contribuiu, de forma, significativa, para o sucesso dos aliados.[3]

Cultura popular[editar | editar código-fonte]

O filme For All - O Trampolim da Vitória (1997) retrata a história de vários natalenses sob o contexto da chegada dos soldados americanos a Natal.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Natal na Segunda Guerra Mundial - Gênio da Lâmpada.com.br: História geniodalampada.com.. Página visitada em 25 de septembro de 2010.
  2. OS URBANITAS - Revista de Antropologia Urbana, Ano 5, v.5, nº 7, jul. 2008 aguaforte.com.. Página visitada em 25 de septembro de 2010.
  3. Turismo - A participação de Natal na II Guerra - Minervino Wanderley natalpress.com.. Página visitada em 25 de septembro de 2010.
  4. For All - O Trampolim da Vitória (1997) - e-Pipoca epipoca.uol.com.br.. Página visitada em 25 de septembro de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]