Natalia Ginzburg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Natalia Ginzburg (Palermo, 14 de julho de 1916Roma, 6/7 de outubro de 1991) foi uma escritora italiana.

Nascida Natalia Levi na capital da Sicília numa família judaica de origem triestina, seu pai, Giuseppe Levi, era professor universitário e seus três irmãos foram prisioneiros durante o regime fascista.

Obras literárias[editar | editar código-fonte]

  • La strada che va in città (1942)
  • È stato così (1947)
  • Tutti i nostri ieri (1952)
  • Valentino (1957)
  • Sagittario (1957)
  • Le voci della sera (1961)
  • Le piccole virtú (1962)
  • Lessico famigliare (1963; edição Cosac Naify, 2009, tradução de Homero Freitas de Andrade)
  • Mai devi domandarmi (1970)
  • Caro Michele (1973, traduzido em 1986 para o português por Federico Mengozzi. Edição Cosac Naify, 2009, tradução de Homero Freitas de Andrade)
  • Vita immaginaria (1974)
  • La famiglia Manzoni (1983)
  • La città e la casa (1984)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.