Navegação privada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Navegação privada[1] , navegação anônima ou ainda porn mode ou modo pornô [2] é um recurso, presente em alguns navegadores contemporâneos, que habilita no navegador recursos de privacidade que prometem não deixar resquícios para serem visualizados por terceiros. O termo não oficial "modo pornô" (do inglês porn mode) surgiu em fóruns de disussões e blogues. Ele se refere a usuários que costumam utilizar esse recurso para navegar em páginas pornográficas na internet sem no entanto deixar vestígios, tais como histórico, cookies, cache etc. Trata-se de um recurso relativamente atual e até pouco tempo atrás somente o Safari dispunha, nativamente, de tal recurso.[carece de fontes?]

Em 2012 na conferência ICCYBER, pesquisadores brasileiros demonstraram que esse recurso é inerte[3] , e na INFOSEC2014[4] na Malásia a pesquisa foi atualizada e apresentou os navegadores mais atuais com os mesmos problemas. Todas as imagens e endereços e códigos das páginas visitadas podem ser facilmente recuperados.

Modos de navegação privada em navegadores[editar | editar código-fonte]

  • Navegação Privada (Private Browsing), um recurso de privacidade já presente no Safari há algum tempo. O Safari é considerado como o pioneiro em navegação privada.[carece de fontes?]
  • Incognito, modo de navegação privada presente no Google Chrome;
  • InPrivate, um recurso de privacidade que será introduzido no Internet Explorer 8, já incluído nas atuais versões beta.[5]
  • Navegação privativa, como é chamado o modo no Firefox, é acessado pela barra de menus “Ferramentas” e foi incluída recentemente apenas em revisões beta do aplicativo.[6] [7]
  • Navegação privada, janela privada, página privada ou guia privada no Opera.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Termo utilizado pela Apple no Safari em português. Tradução do inglês private browsing.
  2. Termos surgidos popularmente em fóruns e blogues da internet.
  3. Rodrigo de S. Ruiz, Kil Park, Fernando Amatte (2012). Tornando Pública a Navegação Privada ICCYBER.
  4. Rodrigo de S. Ruiz, Kil Park, Fernando Amatte (2014). Opening the Private Browsing Data Acquiring Evidence of Browsing Activities SDIWC.
  5. INTERNET EXPLORER 8 PODE INCLUIR MODO DE NAVEGAÇÃO PRIVADA - BoaDica (acessado a 18 de setembro de 2008).
  6. Firefox 3.1 beta terá modo pornô - Gizmondo Brasil (acessado a 18 de setembro de 2008).
  7. Obs.: A partir da versão Firefox 3.1 Beta 2

Ligações externas[editar | editar código-fonte]