Nechtan nepos Uerb

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nechtan II
Rei dos Pictos
Governo
Reinado 597–c. 617
Antecessor Gartnait II
Sucessor Cinioch
Vida
Morte c. 617

Nechtan neto de Uerb,[1] foi rei dos pictos de 597 até aproximadamente 620. Tem sido sugerido que este Nechtan é a mesma pessoa de Neithon, que governou o reino de Alt Clut.[2]

De acordo com a Crônica dos Pictos, Nechtan reinou por 20 ou 21 anos. Uma vez que a morte de seu predecessor, Gartnait é dada em 597 pelos Anais de Tigernach, a morte de Nechtan não está certamente registrada. Ele pode ser o Nechtan, filho de Canu, cuja morte aparece nos Anais de Ulster em 621, embora isto fosse difícil de conciliar com a ideia de que ele fosse Neithon, filho de Guipno, filho de Dumnagual I de Alt ClutDumnagual Hen de Alt Clut.[3]

Foi sugerido que o Canu, ou Cano referido nos Anais de Ulster é o Canu Garb nomeado por Senchus fer n-Alban, tornando este Nechtan o neto de Gartnait II, que foi sugerido como filho de Áedán mac Gabráin de Dál Riata.[4]

É incerto se é este Nechtan ou Nechtan I, que deve estar ligado com a fundação do mosteiro de Abernethy, Perth and Kinross, mas uma vez que este Nechtan reinou após a fundação de Iona por Columba, os laços com as casas monásticas irlandesas são mais plausíveis em seu reinado. O registro da fundação de Abernethy na Crônica dos Pictos, em uma versão provavelmente compilada pelos monges de Abernethy, é a seguinte, com Nechtan I como tema:

"Então Nectonius, o Grande, filho de Uuirp, o rei de todas as províncias dos pictos, ofereceu para Santa Brígida, para o dia do juízo, Abernethy, com seus territórios ... Agora a causa da oferta foi esta. Nectonius, vivendo em uma vida de exílio, quando seu irmão Drest o expulsou para a Irlanda, pediu a Santa Brígida para suplicar a Deus por ele. E ela orou por ele, e disse: "Se tu chegar a tua terra, o Senhor terá compaixão de ti. Tu terás a paz no reino dos pictos."[5]

O Orygynale Cronykil of Scotland de Andrew de Wyntoun, embora confundindo este Nechtan com Nechtan mac Der-Ilei, que reinou um século mais tarde e também foi famoso como construtor de igrejas, afirma que ele fundou "uma catedral" dedicada a São Bonifácio em Rosemarkie na Black Isle.[6] Um mosteiro na vizinha Portmahomack, datado do final do século VI, poderia ter sido fundado no final do reinado de Nechtan, embora tenha sido provavelmente mais cedo.

Notas

  1. A palavra "nepos" pode significar neto ou sobrinho, mas provavelmente significa sobrinho; algumas variantes leem "filho de". Talvez um nome feminino, aparentado com o irlandês antigo Ferb; ESSH p. 145, nota 3. Formas variantes incluem Uerp, Irb e Yrp. Estes são semelhantes aos patronímicos Uuirp, Erp, Erip, Irb, Yrb e Eirip, que são usados ​​de Drest I e Nechtan I.
  2. Smyth, pp. 62–65 and table 2.
  3. Nechtan, filho de Guipno por Smyth, pp. 62–65 and table 2.
  4. Bannerman, pp. 92–94. Esta é uma teoria cronologicamente improvável como seria fazer um bisneto de Áedán um rei no século VI
  5. Early Sources, pp. cxx–cxxi, quoting Skene's Chronicles of the Picts & Scots. For the dating, see Smyth, p. 82; ESSH, p. 145, note 3.
  6. Veja também ESSH, p. 145, nota 3, onde observa-se que o Breviário de Aberdeen diz que o Papa Bonifácio IV (617-624) enviou uma missão para Pictland.

Referências

  • Alan Orr Anderson, Early Sources of Scottish History A.D 500–1286, volume 1. Reimpresso com correções. Paul Watkins, Stamford, 1990. ISBN 1-871615-03-8
  • John Bannerman, Studies in the History of Dalriada. Edinburgh: Scottish Academic Press, 1974. ISBN 0-7011-2040-1
  • Smyth, Alfred P. Warlords and Holy Men: Scotland AD 80-1000. Reimpresso, Edinburgh: Edinburgh UP, 1998. ISBN 0-7486-0100-7

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Títulos Reais
Precedido por:
Gartnait II
Rei dos Pictos
597–617
Sucedido por:
Cinioch