Ned Beatty

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Ned Beatty
Beatty em 2006
Nome completo Ned Thomas Beatty
Nascimento 6 de julho de 1937 (77 anos)
Louisville, Kentucky
 Estados Unidos
Ocupação Ator
Cônjuge Walta Chandler (19591968)
Belinia Rowley (197179)
Dorothy "Tinker" Lindsey (19791998)
Sandra Johnson (1999–presente)
Atividade 1972 - presente
Página oficial
IMDb: (inglês)

Ned Thomas Beatty (Louisville, Kentucky, 6 de julho de 1937) é um ator estadunidense, no qual apareceu em mais de 100 filmes.

Durante sua carreira, Beatty trabalhou com diversos atores conhecidos, o qual fizeram dele reconhecido em quase todos os filmes que atuou, incluindo o Jon Voight e o Burt Reynolds em Amargo Pesadelo, o Robert Redford e o Dustin Hoffman no filme baseado sobre a história do escandalo de Watergate Todos os Homens do Presidente, duas vezes com o Tom Hanks no filme baseado sobre a vida do deputado norte-americano Charlie Wilson em Jogos do Poder e na animação de computação gráfica Toy Story 3, o Johnny Depp em outra animação chamada Rango, o aposentado Gene Hackman e o falecido Christopher Reeve em Superman e Superman II, e assim por diante.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Beatty nasceu em 6 de julho de 1937, em Louisville, Kentucky e é filho de Margaret Fortney e Charles William Beatty. Antes de Beatty se tornar um ator, em 1947, ele começou a cantar , nos quartetos da barbearia, em St. Matthews, Kentucky, assim como em sua igreja local, recebendo uma bolsa para cantar no coro a cappella na Universidade de Transilvânia, em Lexington, Kentucky, o qual ele atendeu, mas não de pós-graduação.

Em 1956, ele fez sua estréia nos palcos aos 19 anos, aparecendo em Wilderness Road, um espetáculo ao ar livre-histórico localizado em Berea, Kentucky e trabalhou na área de Louisville e meados da década de 1960, no Pequeno Teatro de Clarksville (IN) e do recém-fundada atores do teatro de Louisville. Seu tempo no último incluído uma corrida como Willy Loman, em Death of a Salesman, de Arthur Miller, em 1966.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Beatty em 1990

O primeiro filme que Beatty trabalhou foi um suspense entre quatro amigos que viajavam pelo rio através de uma canoa chamado Amargo Pesadelo (1972), sendo que uma de suas cenas memoráveis é quando um homem da montanha o humilha, fazendo ele ficar quase pelado e também fazendo ele imitar um barulho de porco. Também participou do filme Nashville (1975) dirigido por Robert Altman, onde interpretou um advogado de Tennessee chamado Delbert Reese e também teve uma pequena participação no filme Todos os Homens do Presidente (1976), baseado sobre a história do escandalo de Watergate.

Um de seus filmes conhecidos que fez Beatty concorrer uma indicação ao Óscar da Academia de melhor ator coadjuvante foi pelo papel do Arthur Jensen no filme Rede de Intrigas (1976), ao lado de Peter Finch, Faye Dunaway e Beatrice Straight, que foram varridos pelas suas perfomances no filme. Mais tarde, foi convidado pelo diretor Richard Donner para interpretar o ajudante incompetente e atrapalhado do Lex Luthor, Otis em Superman (1978), tendo uma continuação em 1980 Superman II, onde mostrou o Otis sendo abandonado pelo Luthor na prisão, após se recusar a levá-lo com ele por causa do seu peso, que fez com que o balão de ar quente descesse.

Beatty continuou sua carreira e teve sua segunda indicação, dessa vez para um prêmio Emmy pela minnisérie de televisão chamada Friendly Fire (1979), também tendo sua terceira indicação para o Emmy pela outra minnisérie de Last Train Home (1990). Teve também sua quarta indicação para um Globo de Ouro para melhor ator coadjuvante pelo papel do músico irlandês Josef Locke em Escutem Minha Canção (1991).

Durante a era moderna, Beatty trabalhou em diversos projetos, incluindo o suspense do diretor Arne Glimcher Justa Causa (1995), ao lado de Sean Connery e Laurence Fishburne, a comédia A Fortuna de Cookie (1999), com Chris O'Donnell, Liv Tyler, Glenn Close e Julianne Moore e Até que a Fuga os Separe (1999) com Eddie Murphy e Martin Lawrence, o filme de ação Atirador (2007), com Mark Wahlberg e assim por diante. Voltou a concorrer para um prêmio somente em 2010, quando sua perfomance no papel de Lotso lhe deu sua quinta indicação para um MTV Movie Award de melhor vilão no Toy Story 3.

Cônjuge[editar | editar código-fonte]

Antes de Beatty se tornar um ator, ele se casou com a Walta Chandler em 1959, e com isso teve quatro filhos: Douglas Beatty, Charles Beatty, Lennis Beatty e Walter Beatty. O casal se divorciou em 1968. Em 1971, Beatty conheceu sua segunda esposa, a atriz Belinda Rowley e teve mais dois filhos: John Beatty e Blossom Beatty, e se divorciaram em 1979.

Em 28 de junho de 1979, Beatty se casou pela terceira vez com a Dorothy Adams "Tinker" Lindsey, e teve mais dois filhos: Thomas Beatty in 1980 and Dorothy Beatty em 1983, e se divorciaram em março de 1998. Desde 1999, é casado com a Sandra Johnson, o qual reside na Califórnia e também mantém uma residência em Karlstad, Minnesota, cidade natal de sua esposa.

Filmografia parcial[editar | editar código-fonte]

Indicações e prêmios imporantes[editar | editar código-fonte]