Nefertum

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Janeiro de 2011). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Nefertum
Nascimento
adorado em Mênfis
Parentesco Ptah,Sekhmet
Estátua de Nefertum no Museu do Louvre.

Nefertum ou Nefertem era, na mitologia egípcia, uma divindade primeva de Mênfis, deus do Sol e dos perfumes,[1] cujo símbolo era a flór de lótus.[2]

Pertence a uma tríade composta por Ptah, Sakhmet e ele; Nefertum e Hórus, filho do Sol, teriam se unido para formar uma entidade única. É representado por vezes com uma cabeça de leão ou como um jovem sentado sobre uma flor que desabrocha.[1] Veste uma coroa em forma de lótus, ornada por duas plumas e com dois colares, símbolos hatóricos de fertilidade.[3] e por vezes ele próprio está sobre um leão inclinado, e carregando um sabre.[1]

Seu nome significaria, de acordo com os vários autores, "Lótus", "Perfeição absoluta" ou "Atum, o belo". É um deus antigo, já mencionado nos Textos das Pirâmides (século XXIV a.C.).

Na cosmogonia de Heliópolis o deus era associado a Atum, sendo visto como a manifestação deste deus como criança que saiu da flor de lótus que apareceu no monte primordial que emergiu das águas. De acordo com o relato, as lágrimas derramadas por este menino deram origem à humanidade.

De acordo com um mito de criação antigo, o deus-sol teria surgido do oceano primevo sobre uma flor de lótus; Nefertem teria, então, se tornado o "filho do Sol", que traz a luz.[2] Como a lótus é a flor que espalha um perfume fragrante, Nefertem também seria a flor sobre o nariz de .[2] Para o egiptólogo alemã Rudolf Anthes, Nefertum seria um deus primevo e universal cuja influência foi reduzida posteriormente, e cujo nome pode ser traduzido como "o Todo ressurgiu" ou "o recém-surgido é completo".[2]

Em Buto, no Delta do Nilo, Nefertum é o filho original de Wadjet, uma deusa-serpente que assume a forma de leão.[3] A deusa felina Bastet também já foi especulada como sendo sua mãe.[3]

Referências

  1. a b c Patricia Turner, Charles Russell Coulter, Dictionary of Ancient Deities. Oxford University Press US, 2001. ISBN 0195145046, 9780195145045
  2. a b c d C. J. Bleeken, Egyptian Festivals, E. J. Brill, 1967.
  3. a b c George Hart, The Routledge dictionary of Egyptian gods and goddesses. Routledge dictionaries, Oxford reference online. 2ª edição, ilustrada. Routledge, 2005. ISBN 0415344956, 9780415344951.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Nefertum