Negociações sobre a adesão da União Soviética ao Eixo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Divisão da Europa Oriental entre nazistas e soviéticos.

Em agosto de 1939, a Alemanha nazista e a União Soviética entraram no Pacto Molotov-Ribbentrop, um tratado de não agressão que continha protocolos secretos que efetivamente dividiam a Europa Oriental entre as partes. Posteriormente, os países invadiram e anexaram os países do leste europeu nas suas "esferas de influência" no âmbito do acordo. Os países também assinaram uma série de acordos comerciais, que começou um relacionamento econômico de quase dois anos, na qual a União Soviética forneceu matérias-primas para a Alemanha em troca de armas e tecnologia. Em 27 de setembro de 1940, a Alemanha entrou em uma relação em separado, o "Pacto do Eixo", (Pacto Tripartite) com a Itália fascista e o Império do Japão, que efetivamente dividiu o mundo em esferas de influência.

Depois que a Alemanha nazista entrou em um Pacto Tripartite com o Japão e a Itália, em outubro de 1940, Ribbentrop escreveu a Josef Stalin sobre a "missão histórica das Quatro Potências - União Soviética, Itália, Japão e Alemanha - a adoção de uma política de longo alcance e de orientar o desenvolvimento futuro de seus povos para os canais externos pela delimitação de seus interesses em escala mundial."[1] Stalin respondeu, referindo a celebração de um acordo sobre uma "base permanente" de seus "interesses mútuos".[2] Stalin mandou Molotov a Berlim para negociar os termos para a União Soviética se juntar ao Eixo e, potencialmente, beneficiar dos despojos do pacto.[3]

Ribbentrop pediu para Molotov assinar um outro protocolo secreto com a afirmação: "O ponto focal das aspirações territoriais da União Soviética, presumivelmente, são centradas a sul do território da União Soviética em direção ao Oceano Índico." [4] Molotov teve a posição que não poderia tomar uma posição "definitiva" sobre isto sem o consentimento de Stalin.[4] Em resposta a um escrito do projeto de acordo entre as quatro potências, Stalin apresentou uma contraproposta por escrito, incluindo os soviéticos se juntarem ao Eixos das quatro potências, se a Alemanha encerrar suas ações na esfera de influência soviética.[5] [6]

Assim, entre outubro e novembro de 1940, as negociações alemãs-soviéticas no Eixo ocorreram sobre a potencial entrada da União Soviética como uma quarta potência do Eixo. As negociações incluíram uma conferência de dois dias em Berlim entre o Ministro do Exterior soviético Vyacheslav Molotov, Adolf Hitler e o Ministro dos Negócios Estrangeiros alemão Joachim von Ribbentrop, seguido por ambos os países negociando acordos escritos propostos. A Alemanha nunca respondeu a contraproposta.[7] [8] de deixar as negociações em aberto. A Alemanha quebrou o Pacto Molotov-Ribbentrop em junho de 1941 pela invasão da União Soviética (Operação Barbarrosa).

...e soldados soviéticos e alemães, durante a transferência oficial da cidade para o controle soviético,em 22 de setembro de 1939. Ao fundo, uma imagem de Stálin.
Ribbentrop (direita) recebendo Molotov (centro). Berlim, 14 de Novembro de 1940.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Philbin III 1994, pp. 49–50
  2. Roberts 2006, p. 58
  3. Brackman, Roman, The Secret File of Joseph Stalin: A Hidden Life, London and Portland, Frank Cass Publishers, 2001, ISBN 0714650501, page 341
  4. a b Brackman, Roman, The Secret File of Joseph Stalin: A Hidden Life, London and Portland, Frank Cass Publishers, 2001, ISBN 0714650501, page 343
  5. Roberts 2006, p. 59
  6. Nekrich, Ulam & Freeze 1997, p. 203
  7. Donaldson, Robert H. and Joseph L. Nogee, The Foreign Policy of Russia: Changing Systems, Enduring Interests, M.E. Sharpe, 2005, ISBN 0765615681, pages 65-66
  8. Churchill, Winston, The Second World War, Houghton Mifflin Harcourt, 1953, ISBN 0395410568, pages 520-21

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Berthon, Simon; Joanna Potts. Warlords: An Extraordinary Re-creation of World War II Through the Eyes and Minds of Hitler, Churchill, Roosevelt, and Stalin. [S.l.]: Da Capo Press, 2007. ISBN 0306815389.
  • Brackman, Roman. The Secret File of Joseph Stalin: A Hidden Life (em inglês). [S.l.]: Frank Cass Publishers, 2001. ISBN 0714650501.
  • Erickson, John. The Soviet High Command: A Military-political History, 1918–1941 (em inglês). [S.l.]: Routledge, 2001. ISBN 0714651788.
  • Ericson, Edward E.. Feeding the German Eagle: Soviet Economic Aid to Nazi Germany, 1933–1941 (em inglês). [S.l.]: Greenwood Publishing Group, 1999. ISBN 0275963373.
  • Fest, Joachim C.. Hitler. [S.l.]: Houghton Mifflin Harcourt, 2002. ISBN 0156027542.
  • Figes, Orlando. The Whisperers: Private Life in Stalin's Russia. [S.l.]: Macmillan, 2007. ISBN 0805074619.
  • Grenville, John Ashley Soames; Bernard Wasserstein. The Major International Treaties of the Twentieth Century: A History and Guide with Texts (em inglês). [S.l.]: Taylor & Francis, 2001. ISBN 041523798X.
  • Gorodetsky, Gabriel. Grand Delusion: Stalin and the German Invasion of Russia. [S.l.]: Yale University Press, 2001. ISBN 030008459.
  • Harrison, Mark. The Economics of World War II: Six Great Powers in International Comparison. [S.l.]: Cambridge University Press, 2000. ISBN 0521785030.
  • Hehn, Paul N.. A Low Dishonest Decade: The Great Powers, Eastern Europe, and the Economic Origins of World War II, 1930–1941 (em inglês). [S.l.]: Continuum International Publishing Group, 2005. ISBN 0826417612.
  • Henig, Ruth Beatrice. The Origins of the Second World War, 1933-41. [S.l.]: Routledge, 2005. ISBN 0415332621.
  • Lukacs, John. Junho 1941: Hitler and Stalin. [S.l.]: Yale University Press, 2006. ISBN 0300114370.
  • Murray, Williamson; Allan Millett. A War to be Won: Fighting the Second World War. [S.l.]: Harvard University Press, 2001. ISBN 0674006801.
  • Nekrich, Aleksandr Moiseevich; Adam Bruno Ulam, Gregory L. Freeze. Pariahs, Partners, Predators: German–Soviet Relations, 1922–1941. [S.l.]: Columbia University Press, 1997. ISBN 0231106769.
  • Overy, Richard. J.. The Dictators: Hitler's Germany and Stalin's Russia. [S.l.]: W. W. Norton & Company, 2004. ISBN 0393020304.
  • Overy, Richard. Why the Allies Won. [S.l.]: W. W. Norton & Company, 1997. ISBN 039331619X.
  • Philbin III, Tobias R.. The Lure of Neptune: German–Soviet Naval Collaboration and Ambitions, 1919–1941 (em inglês). [S.l.]: University of South Carolina Press, 1994. ISBN 0872499928.
  • Roberts, Geoffrey. Stalin's Wars: From World War to Cold War, 1939–1953 (em inglês). [S.l.]: Yale University Press, 2006. ISBN 0300112041.
  • Roberts, Geoffrey. Stalin, the Pact with Nazi Germany, and the Origins of Postwar Soviet Diplomatic Historiography. Col.: 4. [S.l.: s.n.], 2002. vol. 4.
  • Shirer, William L.. The Rise and Fall of the Third Reich: A History of Nazi Germany (em inglês). [S.l.]: Simon and Schuster, 1990. ISBN 0671728687.
  • Wegner, Bernd. From Peace to War: Germany, Soviet Russia, and the World, 1939–1941. [S.l.]: Berghahn Books, 1997. ISBN 1571818820.
  • Weinberg, Gerhard L.. A World at Arms: A Global History of World War II (em inglês). [S.l.]: Cambridge University Press, 1995. ISBN 0521558794.